Pesquisa sobre sepse da professora Andrea Dickie será apresentada na Alemanha

“Sepse e disfunção glicêmica mudança para o prognóstico”, (Glycemic Dysfunction and Sepsis a change to the prognosis), é o trabalho da enfermeira e coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade Madre Thaís (FMT-Ilhéus) Andrea Dickie ,que vai ser apresentado durante o 3º Congresso Mundial de Sepse, que será realizado ma Alemanha, em setembro próximo.

O trabalho de pesquisa, defendido pela professora Andrea, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 2012, foi selecionado pela Universidade Jhons Hopkins, em Baltimore, (Estados Unidos) e será levado para o evento, promovido por universidades e indústria farmacêutica do mundo, esse ano, com o tema central: “Sepsis e Resistência Entimicrobiana – Uma Ameaça Existencial.

A sepse é um conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção. A sepse era conhecida antigamente como septicemia ou infecção no sangue. Hoje é mais conhecida como infecção generalizada.

O trabalho de pesquisa da professora/Ms. Andréa Dickie, tem por objetivo identificar o estímulo do Óxido Nítrico(NO) em pacientes graves e de risco portadores de sepse e disfunção glicêmica diferenciando cada um deles realizando uma avaliação das consequências e nível crítico.

Ela realizou estudo com 102 pacientes internados e UTI portadores de Sepse e Diabetes nas UTIs do município de Ilhéus constatando que as taxas de mortalidade em sepse tendem a crescer a cada ano e associada à disfunção glicêmica ficam em segundo lugar em todo o mundo, segundo dados epidemiológicos.

“Os custos de tratamento e internação são muito altos nesse grupo de pacientes. O uso adequado protocolos clínicos com estimulação do Óxido Nítrico reduz o custo e o risco relativo na Sepse diminui em 75% e de óbito cai em 25%, avalia a professora.”

Em sua pesquisa Andréa Dickie aponta que “a participação do Óxido Nítrico nos estados de choque em pacientes sépticos foi evidenciada de uma forma simples e objetiva. Neste estudo, foram dosados os níveis séricos de nitritos e nitratos em pacientes com choque séptico. Os nitritos e nitratos são sintetizados em seres humanos somente a partir do NO. Foi constatada uma nítida relação entre os níveis de nitritos e nitratos com o grau de endotoxemia, com as manifestações clínicas e com as alterações hemodinâmicos nos pacientes estudados e o aumento do óxido nítrico contribui para a diminuição de focos infecciosos na maioria dos órgãos e tecidos”.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/03/pesquisa-sobre-sepse-da-professora-andrea-dickie-sera-apresentada-na-alemanha.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.