Na última terça-feira (29), o vice-prefeito Bebeto Galvão se reuniu com o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), Ângelo Almeida, executivos da empresa JMG Alimentos e representantes da Companhia das Docas da Bahia (CODEBA) a fim de reforçar o diálogo com o Estado para viabilizar a reativação do Moinho de Trigo do Porto do Malhado.

O encontro aconteceu na sede da SDE, em Salvador, e marca mais um passo importante para a consolidação do projeto. A reunião foi proposta pela deputada estadual Soane Galvão e pelo gestor, sendo desdobramento da agenda iniciada em Ilhéus (relembre aqui).

Conforme o vice-prefeito, os empresários já formalizaram à CODEBA interesse na área. Ao secretário estadual, o grupo vai apresentar a carta consulta para formalização e solicitação de apoio e incentivo fiscal.

“O secretário Ângelo Almeida manifestou a disposição do Estado em buscar, conforme a legislação, ações que levem à concretização das ações manifestadas pela JMG”, explicou Bebeto. A audiência contou ainda com a presença do gerente de operações do Porto de Ilhéus, Maurício Galvão, e do gerente de Desenvolvimento de Negócios da CODEBA, Deivson de Sena Pinto.

Para Bebeto, que representou o Município por solicitação do prefeito Mário Alexandre, o entendimento entre os entes federados e a CODEBA revela a importância da união de esforços em prol do desenvolvimento econômico e social de Ilhéus, com geração de emprego e renda para superar as desigualdades e a pobreza.

“Queremos avançar nas tratativas e garantir as melhores condições para o investimento produtivo em nossa cidade. Manifestamos o apoio da Prefeitura com vistas à concretização dos interesses empresariais”, acrescentou o vice-prefeito.

A empresa prevê injeção inicial de R$ 130 milhões e geração de 250 empregos diretos e até mil empregos indiretos, além de processamento de 12 mil toneladas de trigo e movimentação de cargas no porto público.

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *