Atividades lúdicas conscientizam população sobre desigualdade racial

Encerrando as atividades alusivas ao Dia da Consciência Negra, a secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus, através do Centro de Referência da Assistência Social (Cras Sul) realizou nesta sexta-feira (1º) as atividades com crianças e adolescentes que participam do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) no Condomínio Sol e Mar I e II.

Durante a manhã, os assistidos realizaram apresentações do coral, com a paródia da música “Fico Assim Sem Você”, do cantor Buchecha, exposição das artes e gravuras que mostram a diversidade e a igualdade cultural. À tarde, serão realizadas apresentações com grupos de capoeira.

Em novembro, os CRASs do munícipio desenvolveram ações com os usuários dos serviços (crianças, adolescentes e idosos) trabalhando a conscientização e a valorização da cultura negra com oficinas de arte, atividades pedagógicas, apresentações e rodas de debates.

As atividades também foram realizadas na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), através do (CRAS Oeste); no colégio municipal Barra do Itaípe (CRAS Norte); no Balneário Tororomba (CRAS Olivença) e na Associação de Moradores do Teotônio Vilela (Cras Vilela).

CRAS – O Centro de Referência de Assistência Social é a porta de entrada da Assistência Social. O programa oferta o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

No Cras, a população é orientada sobre os benefícios assistenciais e podem ser inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e tem como objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade.

Em Ilhéus, são cincos centros localizados nos bairros Nossa Senhora da Vitória (Cras Sul), Olivença (Cras Olivença), Savóia (Cras Norte), Teotônio Vilela (Cras Vilela) e Banco da Vitória (Cras Oeste).

Secretaria de Comunicação Social – Secom
Ilhéus – 01.12.17

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2017/12/conscientizam-sobre-desigualdade-racial.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.