PSC de Itacaré oficializa apoio a pré-candidatura de Josimar a Prefeito e em Ilhéus PSC lança Vereador Gurita

Depois de conquistar o apoio do PV de
Itacaré, capitaneado pelo terceiro candidato mais votado nas últimas
eleições municipais, Drº Sérgio Orsini. Agora foi a vez do Partido
Social Cristão (PSC) de Itacaré oficializar seu apoio a pré-candidatura
de Josimar Vasconcelos ao pleito municipal. Na oportunidade Fabiana
Matos, presidente do partido em Itacaré, anunciou sua pré-candidatura a
vereadora, e disse que procurou Josimar porque acima das ideologias
políticas, Josimar é um nome novo e jovem para colocar Itacaré,
Taboquinhas e toda zona eleitoral no trilho do desenvolvimento,
priorizando a comunidade com condições básicas como saúde e educação,
melhorando assim a qualidade de vida de toda a população.
Josimar Vasconcelos mostrou-se contente
com mais essa nova parceria. “Fico muito feliz com o apoio do PSC,
partido no qual fui eleito o vereador mais votado nas últimas eleições,
partido que tenho muito carinho, pois é um partido forte e bem
estruturado e que pode contribuir bastante com nosso plano de governo.
Na reunião estiveram presentes, Júnior
Sampaio, Everaldo Matos um dos líderes do Movimento Popular
Pró-Tabiquinhas, Mauro Setúbal, Del Assunção, Manoel Guimarães de Água
Fria, representantes de associações, membros dos partidos, comerciantes e
comunidade.
Em Ilhéus

O
vereador ilheense Alzimário Belmonte (Gurita), filiou-se oficialmente dia (23), ao PSC, e oficializa a sua pré-candidatura a prefeito.

A
filiação contou com a presença do presidente da executiva estadual do
partido, Eliel Santana, que na oportunidade nomeou o pastor Mazinho como
presidente da sigla em Ilhéus.

Os demais
membros da executiva municipal, foram indicados pelos vereadores Gurita
e Fábio Magal. Os dois, de agora em diante, estão no controle do
partido no município, frustrando as investidas do prefeito sobre o PSC
em Ilhéus.

 Itacaré Urgente e Ilhéus 24h

FUNAI recebe inscrições de Processo Seletivo para contratar e credenciar Estagiários

A FUNAI – Fundação Nacional do Índio, divulgou nesta quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016, a realização de um novo Processo Seletivo. Esta oportunidade objetiva o preenchimento de vagas, assim como a
formação de cadastro reserva de Estagiários para as unidades do órgão. 
Para participar é preciso estar matriculado e frequentando curso de
nível Médio ou Superior, em instituições de ensino oficialmente
reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC).
Há oportunidades para os cursos de Ensino Médio Regular;
Administração; Agronomia; Análise de Sistemas; Antropologia; Arquitetura
e Urbanismo; Arquivologia; Básico Interdisciplinar; Biblioteconomia;
Ciência da Computação; Ciências Ambientais; Ciências Contábeis; Ciências
Econômicas; Ciências Políticas; Ciências Sociais; Comunicação Social;
Direito; Economia; Enfermagem; Engenharia Ambiental; Engenharia Civil;
Engenharia de Agrimensura; Engenharia Florestal; Etnodesenvolvimento;
Geodésia/ cartografia; Geografia; Gestão Ambiental; Gestão Pública;
História; Jornalismo; Letras; Museologia; Nutrição; Pedagogia;
Psicologia; Recursos Humanos; Secretariado Executivo; Serviço Social;
Sistemas de Informação; Técnico em Administração; Técnico em
Agricultura; Técnico em Agroecologia; Técnico em Agropecuária; Técnico
em Arquivologia; Técnico em Contabilidade; Técnico em Desenho de
Construção Civil; Técnico em Eletrotécnica; Técnico em Enfermagem;
Técnico em Informática; Técnico em Meio Ambiente Integrado; Técnico em
Recursos Humanos; Técnico em Secretariado; e Técnico em Segurança no
Trabalho.

As vagas estão distribuídas entre os Estados do Acre, Alagoas, Amapá,
Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas
Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul,
Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e também no
Distrito Federal, nas coordenações regionais de Alto Purus – Rio Branco,
Juruá – Cruzeiro do Sul, Frente de Proteção Etnoambiental Envira – Rio
Branco, Coordenação regional Nordeste I – Maceió, Amapá e Norte do Pará –
Macapá, Coordenação Técnica Local de Oiapoque, Coordenação Regional de
Alto Solimões – Tabatinga, Rio Negro – São Gabriel da Cachoeira, Madeira
– Humaitá, Manaus, Vale do Javari – Atalaia do Norte, Coordenação
Técnica de Manacapuru, Coordenação Técnica de Maués, Frente de Proteção
Etnoambiental Vale do Javari – Atalaia do Norte, Coordenação Regional
Baixo São Francisco – Paulo Afonso, Sul da Bahia – Porto Seguro,
Nordeste II – Fortaleza, Funai Sede – Brasília, Centro de Formação em
Política Indígena – Sobradinho, Centro Audiovisual de Goiânia/ MI,
Coordenação Técnica Local de Minaçu, Coordenação Regional de Cuiabá,
Noroeste do Mato Grosso – Juína, Norte do Mato Grosso – Colíder,
Ribeirão de Cascalheira, Xavante – Barra do Garças, Xingu- Canarana,
Coordenação Técnica Local de Campinápolis, Comodoro, Confresa, General
Carneiro, Rondonópolis, Santa Terezinha, Tangará da Serra, Coordenação
Regional de Campo Grande, Dourados, Ponta Porã, Coordenação Técnica
Local de Bonito, Coordenação Regional de Minas Gerais e Espírito Santo –
Governador Valadares, Coordenação Técnica de Teófilo Otoni, Coordenação
Regional Centro Leste do Pará – Altamira, Baixo Tocantins – Marabá,
Tapajós – Itaituba, Coordenação Técnica Local de Redenção, João Pessoa,
Guaíra, Nova Laranjeiras, São Jerônimo da Serra, Museu do Índio – Rio de
Janeiro, Coordenação Regional de Passo Fundo, Coordenação Técnica Local
de Nonoai, Tapejara, Coordenação Regional de Cacoal, Guajará-Mirim,
Ji-Paraná, Boa Vista, Coordenação Regional Interior Sul – Chapecó,
Coordenação Regional do Litoral Sul – São José, Litoral Sudeste –
Itanhaém, Araguaia Tocantins – Palmas, Coordenação Técnica Local de
Itacajá e Tocantinópolis.
As atividades dos novos Estagiários serão desempenhadas em jornadas
semanais de 20h ou 30 horas, conforme o que for determinado para cada
uma das vagas, e a bolsa varia de R$ 203,00 a R$ 520,00.
Os pedidos de participação devem ser efetuados gratuitamente pelo site www.superestagios.com.br
a partir das 10h do dia 11 de fevereiro de 2016 até às 16h do dia 8 de
março de 2016, considerando o horário oficial de Brasília – DF.
Os candidatos serão avaliados por meio de Prova on-line, e cada
estudante terá 60 minutos para realizá-la. Após esse período, a prova
será automaticamente finalizada e não serão computadas as questões não
respondidas. A avaliação deve ser efetuada dentro do período de
inscrições, já mencionado acima.
Esta seletiva tem validade de um ano, contado a partir da homologação do resultado, podendo ser prorrogado a critério da Funai.
 
PCI

Estudo mostra que 1,3 milhão de jovens de 15 a 17 anos abandonam escola

A porcentagem de jovens que concluem o ensino médio na idade certa – até os 17 anos – aumentou em 10 anos, passando de 5%, em 2004, para 19%, em 2014. Os dados estão em um estudo do Instituto Unibanco, feito com base nos últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Há, no entanto, 1,3 milhão de jovens entre 15 e 17 anos que deixaram a escola sem concluir os estudos, dos quais 52% não concluíram sequer o ensino fundamental.
“Este é o subgrupo mais vulnerável, pois são brasileiros que, caso não voltem a estudar, terão altíssima probabilidade de inserção precária no mercado de trabalho, além de não terem tido seu direito à educação básica assegurado”, diz a publicação.

O estudo Aprendizagem em Foco, divulgado nesta semana, mostra que, quanto maior a renda, mais os estudantes avançam nos estudos. Entre aqueles que concluíram o ensino médio na idade correta, a média de renda familiar por pessoa é R$ 885. Entre os que não terminaram o ensino fundamental, a média cai para R$ 436. O ingresso no mundo do trabalho e s gravidez na adolescência estão entre os fatores que levam os jovens a deixar a escola.
“Os estudos feitos com dados do IBGE e do MEC [Ministério da Educação] indicam que há grupos em maior risco. São jovens de baixa renda, em sua maioria negros, que trocam com frequência os estudos por um trabalho precário ou que ficam grávidas já na adolescência”, diz o texto, que acrescenta: “Entender o perfil do jovem que evade da escola e identificar os momentos em que esse movimento é mais provável são ações importantes a serem realizadas pelos gestores de escolas e dos sistemas educacionais.”
Só 2% das mães adolescentes continuam 
Do total de 1,3 milhão de jovens de 15 a 17 anos fora da escola sem ensino médio concluído, 610 mil são mulheres. Entre elas, 35%, o equivalente a 212 mil, já eram mães nessa faixa etária. Apenas 2% das adolescentes que engravidaram deram sequência aos estudos. Já entre os homens, o maior percentual, 63%, estavam trabalhando ou procurando emprego.
O estudo aponta também o desinteresse como uma das causas da evasão escolar. “Sobre muitos desses fatores externos, a escola tem pouca interferência. Há, porém, razões que levam ao abandono e que estão mais diretamente ligadas ao ambiente escolar. É o caso da repetência e do desinteresse do jovem pelos estudos, motivados pela baixa qualidade do ensino e por um currículo, especialmente no ensino médio, enciclopédico e com pouca flexibilidade para escolhas”.
A educação até os 17 anos é obrigatória no Brasil de acordo com a Emenda Constitucional nº 59 e com o Plano Nacional de Educação. Termina neste ano o prazo para que todas as crianças e jovens de 4 a 17 anos estejam matriculados. “Os dados mais recentes, referentes ao ano de 2014, indicam, infelizmente, que não vamos conseguir atingir esse objetivo no prazo”, diz o texto. Segundo o levantamento, o maior problema está na faixa etária de 15 a 17 anos – 13% desses adolescentes abandoram a escola sem concluir os estudos.
Na educação pública, os estados são os que concentram a maior parte das matrículas do ensino médio. “Os dados reforçam a necessidade urgente de uma reformulação consistente do ensino médio. Estamos trabalhando nisso”, diz o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Eduardo Deschamps.
“Estamos contando também com ações nos estados, para que aqueles que têm condições flexibilizem o ensino médio, ofereçam trilhas diferenciadas, que possam estar focadas no protagonismo juvenil e nas competências do século 21. Precisamos de um novo modelo que atenda essa demanda e que ofereça também ensino técnico e profissionalizante”, acrescenta o presidente do Consed.
Edição: Armando de Araújo Cardoso

Em festa do PT Lula diz que, se necessário for, será candidato a presidente em 2018

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (27) no Rio de Janeiro que, se o PT entender que é necessário, ele será candidato à Presidência em 2018. A afirmação foi feita durante festa de comemoração dos 36 anos do partido, na cidade do Rio. Em um discurso de quase 40 minutos, Lula criticou a oposição e a imprensa que, segundo ele, estão tentando atingi-lo “com mentiras, com vazamento de informações e a criminalização” por meio de notícias, sem que haja qualquer julgamento.

O ex-presidente negou que seja o dono do triplex no Guarujá e do sítio em Atibaia – imóveis investigados pela Justiça e que tiveram destaque na imprensa nos últimos dias. Segundo ele, o sítio, por exemplo, foi comprado por seu amigo Jacó Bittar. O acordo era que a família de Lula também usufruísse da propriedade quando ele deixasse a Presidência.

“Eles pensam que, com essa perseguição, vão me tirar da luta. Eles não conhecem o PT. Se quiserem me derrotar, não vão me derrotar mentindo. Terão que me enfrentar nas ruas, conversando com o povo brasileiro”, disse Lula. “Se eles quiserem voltar ao poder, vão ter que aprender a ser democráticos, disputar eleições e acatar o resultado. Se eles quiserem, se preparem para 2018. Afiem suas garras e vamos disputar democraticamente”, acrescentou.
Ele destacou que essa situação serve para fortalecer partido. “Eles estão determinados: ‘Vamos destruir o PT’. E eu queria dizer para eles: Vocês não vão nos destruir. Nós sairemos mais fortes dessa luta.”
Em seu discurso, Lula também disse que, apesar das divergências entre o PT e o governo da presidenta da República, Dilma Rousseff, o partido está ao lado dela. Lula disse que está à frente de um exército de milhares de soldados para defender o mandato de Dilma.
“Por mais que tenha discordância em alguma coisa, a Dilma tem que ter certeza de que o lado dela é esse. Ela precisa de nós para poder sobreviver aos ataques que ela vem sofrendo no Congresso Nacional pelos nossos adversários”, disse Lula.
Lula foi o grande homenageado da festa de 36 anos do PT, no Armazém da Utopia, na zona portuária do Rio de Janeiro.
*Texto alterado às 22h14 para acréscimo de informação.
Edição: Talita Cavalcante
via agencia brasil

Adriana Arydes se apresentará no palco do Aleluia Ilhéus 2016

Uma das mais esperadas atrações mais esperada do mundo católico se
apresentará em uma das noites do Aleluia Ilhéus 2016 que será realizado no período 23 a 26 de Março. Adriana Arydes,  simples e alegre, acolhe, louva e emocionará mais uma
vez o público que deve  lotar a cidade.
Durante seus shows a cantora
usa um repertório conhecido pelo público como “Teu Milagre”, “Abraço de
Pai”, “A chave do Coração”, “Tocar as tuas vestes” e muito mais
músicas, todas acompanhadas pelas vozes de
todas as idades.

Jabes Ribeiro (PP) aparece como plano A do governador Rui Costa (PT)

O governador Rui Costa (PT) tem sido bastante discreto ao tratar das eleições em Ilhéus.
Entre alguns dos seus assessores e aliados históricos, no entanto, a aposta é de que o atual prefeito Jabes Ribeiro (PP) seja mesmo o nome a ser apoiado pelo Palácio de Ondina este ano.
As justificativas passam pela relação com o vice-governador João Leão também do PP, chegando a 2018, quando o governador espera mesma a reciprocidade.
“Em política tudo muda muito rapidamente, mas o quadro de hoje aponta para essa aliança”, afirma um governista.
É bem verdade que quando se fala em “plano A” há de se admitir a existência de outras letras no alfabeto político.

Em março, contas de luz terão bandeira tarifária amarela

Sabrina Craide – Repórter da Agência Brasil

A partir da próxima terça-feira (1º), a bandeira tarifária das contas de luz será a amarela, que significa acréscimo de R$ 1,50 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido.

Esta é a primeira vez, desde que começou a ser implementada, em janeiro de 2015, que a bandeira tarifária não é a vermelha. Para abril, a bandeira passará de amarela para verde, ou seja, não haverá custo extra para os consumidores.

O aumento de chuvas neste ano, que melhorou o volume dos reservatórios das hidrelétricas, aliado à redução da demanda e inclusão de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro, possibilitou a mudança das bandeiras tarifárias nos últimos meses.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) destaca que, mesmo com a melhoria nas condições de geração, o sinal para o consumo ainda é de alerta, e os consumidores devem fazer uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios.

Segundo a Aneel, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que era incluído na conta de energia no reajuste tarifário anual da distribuidora.

“Com as bandeiras, a conta de luz fica mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente”, diz a agência.

Edição: Beto Coura

Ligações de telefones fixos para celulares estão mais baratas

Começou a valer dia (26) a redução das tarifas para ligações locais e interurbanas feitas de telefone fixo para móvel. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as tarifas das chamadas fixo-móvel local ficaram entre 14,95% a 22,35% mais baratas, dependendo da operadora de origem da chamada.

Também foram unificadas as tarifas das chamadas fixo-móvel local. Assim, o usuário de telefone fixo pagará o mesmo valor para uma chamada local, independente da operadora móvel de destino. Por exemplo, o valor a ser pago por um usuário ao realizar uma chamada local fixo-móvel em São Paulo variava entre R$ 0,26 e R$ 0,46 e agora será de R$ 0,24. No Rio de Janeiro, variava entre R$ 0,27 e R$ 0,45, e agora será de R$ 0,23.


Nas chamadas de fixo para móvel, em que os DDDs dos telefones de origem e de destino da ligação têm o primeiro dígito igual (exemplo: DDDs 61 e 62), haverá reduções entre 9,15% e 14,04%, a depender da operadora de origem da chamada. Antes da revisão tarifária, um cliente do plano básico da Brasil Telecom (DF) pagava R$ 0,77 para fazer uma chamada de DDD 61 para DDD 62. Agora, este mesmo usuário pagará R$ 0,69 para este tipo de chamada.

Nas ligações em que os primeiros dígitos dos DDDs do telefone fixo e do telefone móvel são diferentes (como DDDs 31 e 41), a redução será entre 7,73% a 11,80%, a depender da operadora de origem da chamada. Antes desta revisão, um cliente do plano básico da Telemar Norte Leste, em Minas Gerais, pagava R$ 0,87 para originar uma chamada. Agora este mesmo usuário pagará R$ 0,77 para este tipo de chamada.

A redução é consequência do Plano Geral de Metas de Competição da Anatel, e abrange chamadas da telefonia fixa para celular, sejam ligações locais ou de longa distância, originadas nas redes das concessionárias da telefonia fixa – Oi (Telemar e Brasil Telecom), Telefônica, CTBC/Algar, Claro/Embratel e Sercomtel – e destinadas às operadoras móveis.

Edição: Maria Claudia
Agencia brasil

Ultra Li

ADMINISTRAÇÃO DE SITES, BLOG E HOSPEDAGEM WEB
Administração técnica do seu site e blog, mantendo o funcionamento otimizado.

Solicite seu orçamento Aqui