Jogadores do Nova Iguaçu após goleada sobre o Itabuna, pela Copa do Brasil — Foto: Nova Iguaçu FC

O Nova Iguaçu marcou o seu nome na história da Copa do Brasil nesta quarta-feira. O clube da Baixada Fluminense passou por cima do Itabuna e venceu por 8 a 0, no Estádio Mário Pessoa, na cidade de Ilhéus, na Bahia. O resultado acachapante iguala as maiores vitórias como visitante da história da competição. A Laranja Mecânica – como é conhecida a equipe do estado do Rio -, repetiu um feito obtido apenas por Palmeiras e Bahia.

Os gols do Nova foram anotados por Gabriel Pinheiro, Xandinho, Yago (dois), Bill (dois), Carlinhos e Albert.

Não foi qualquer time do Palmeiras que conseguiu essa marca. Em 1996, um timaço comandado por Vanderlei Luxemburgo derrotou o Sergipe por 8 a 0 em Aracaju. Dá para ter ideia do nível da equipe do Verdão pelos autores dos gols: dois de Djalminha, dois de Rivaldo, três de Luizão e um de Cafu.

Quatro anos depois, o Bahia repetiu a marca alcançada pelo Palmeiras. O Tricolor baiano bateu o Interporto-TO pelo mesmo placar, em jogo realizado na cidade de Porto Nacional, no Tocantins. Com direito a dois hat-tricks no jogo. Um de Marcos Paulo e o outro do ídolo Uéslei. O lateral Clebson e Jorge Wagner fizeram um gol cada.
 
O impressionante triunfo confirma o grande momento do Nova Iguaçu. Vale lembrar que a equipe está garantida na semifinal do Campeonato Carioca e tem Carlinhos como artilheiro da competição até aqui, com 8 gols.

Essa foi também a maior goleada fora de um time do estado do Rio de Janeiro no torneio. A marca anterior era do Vasco, que fez 6 a 1 no Comercial-MS, em 2011
 
A maior goleada da história da Copa do Brasil independentemente de mando ainda pertence ao Atlético-MG. Em 1991, o Galo recebeu o Caiçara, do Piauí, no Independência e venceu por 11 a 0. Na sequência estão as vitórias do São Paulo sobre o Botafogo-PB e do Santos (de Neymar) sobre o Naviraiense por 10 a 0. Em 2001 e 2010, respectivamente.

Veja as 12 maiores goleadas de times visitantes na história da Copa do Brasil:

Sergipe 0 x 8 Palmeiras (1996)
Interporto-TO 0 x 8 Bahia (2000)
Itabuna-BA 0 x 8 Nova Iguaçu (2024)
Flamengo-PI 1 x 8 Corinthians (2001)
Cametá-PA 0 x 7 Atlético-GO (2013)
Guará-DF 0 x 7 Internacional (1997)
Palmas-TO 0 x 7 Atlético-MG (2008)
Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG (2010)
Atlético Roraima 0 x 7 Portuguesa (2010)
Altos-PI 1 x 7 Santos (2019)
Atlético Roraima 1 x 7 Náutico (2008)
Amapá 1 x 7 Cruzeiro (1998)
Campinense 1 x 7 Bahia (2021)
 

Informações do GE

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *