Caged aponta Ilhéus como o melhor resultado na geração de emprego nos últimos 12 anos

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), termômetro do emprego formal no país, mostram que a geração de empregos com carteira assinada em Ilhéus em 2019 foi a maior dos últimos 12 anos, com expansão de 854 postos de trabalho, um crescimento de 1,03% em relação a 2018, enquanto que o Brasil criou 644 mil empregos, fechando o ano com um estoque de 39,05 milhões de empregos formais existentes.

O resultado decorreu de 7.440 admissões e de 6.586 desligamentos, registrando o maior saldo se comparar a série histórica entre os anos de 2007 a 2019 no município. O recorde era de 2010, quando a quantidade de carteiras assinadas foi ampliada em 1.281 postos. Os piores anos foram 2015 e 2016, quando Ilhéus alcançou um saldo negativo de -933 e -1.261 desligamentos, respectivamente. 

RECORDE NO DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO – Ilhéus é um dos poucos municípios da Bahia a registrar este crescimento. O bom desempenho do ano (2019) com a geração de vagas formais puxou para cima os índices de desenvolvimento socioeconômico, que também foi recorde para o período com a atração de novos empreendimentos que resultou na instalação de empresas, o equivalente para o impulsionamento do município no setor.

A reação mais expressiva na geração de empregos formais, segundo análise do prefeito Mário Alexandre, leva em consideração os fatores que impulsionaram a criação de mais postos de trabalho no município. “Foi preciso reorganizar a cidade, a fim de atrair novos investidores. O pacote de obras estruturantes gerou otimismo na população que acredita na condução da cidade”, ressalta o prefeito.

PARCERIA – Mário Alexandre assegura que vai trabalhar intensivamente para que a curva do emprego possa subir mais, e destaca a parceria estabelecida com o governador Rui Costa, condição que posiciona Ilhéus como um dos municípios baianos que mais recebem investimentos do estado. Os setores que mais contribuíram para esta vertente positiva, foram os de serviços, comércio e construção civil. 

“A primeira ponte estaiada construída na Bahia é também a maior obra da história de Ilhéus. O equipamento chega com a promessa de ser um grande eixo de desenvolvimento do município, que vai melhorar a mobilidade da cidade, gerando impactos positivos em diversos setores da economia local e regional, como turismo e escoamento da produção”, exemplifica Mário Alexandre.

MAIS EMPREGOS – De acordo com o levantamento feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), nos últimos três anos, o número de empresas instaladas em Ilhéus dobrou e fortaleceu a economia municipal. Em 2019, chega o Assaí Atacadista, uma das maiores redes de atacado de autosserviço do Brasil, um esforço da atual gestão para gerar mais de 400 empregos diretos.

Entre os empreendimentos atraídos para a cidade, estão: Casa Fácil, grupo 10 & Cia, Cesta do Povo, Drogarias Ultra Popular, rede de farmácias Drogasil, Big Loja, Blend 73 e Loja Guaibim estão entre as lojas instaladas no Centro. Dentre as que apostaram na vertente sul estão: Vila 73, Vesúvio Praia, Restaurante Costa Sul, Cabana da Empada, Boteco do Sushi e mais uma unidade da Drogasil, no Pontal, bairro que abriga ainda o Polo Gastronômico.

De acordo com Vinícius Briglia, titular do Desenvolvimento Econômico, o aumento na criação de empregos formais é mais um sintoma de retomada da economia em ilhéus e da confiança do empresariado na política econômica do governo municipal. “Tem uma cadeia produtiva importante para geração de empregos, principalmente para as classes mais vulneráveis da população”, destaca.

Para 2020, a expectativa do secretário é de que a geração de empregos alcance o maior número de vagas formais. Adiantou que mais empreendimentos estão em fase de licenciamento e outros em implantação, empresas ligadas ao setor imobiliário e ao comércio de produtos, supermercados e combustíveis, que historicamente empregam muito com a retomada da demanda interna, porque aumenta a disponibilidade para consumo.

A CVR formalizou a construção da unidade Costa do Cacau. O futuro Centro para a Valorização de Resíduos (CVR) prestará serviços de investigação e análise científica, com investimentos de cerca de R$ 20 milhões. Serão gerados 200 empregos, entre diretos e indiretos, com a contratação de mão-de-obra local. A empresa vai priorizar a realização de compras e a efetivação de contratos com fornecedores e prestadores de serviços locais.

NOVA PONTE – Com a Ponte Jorge Amado integrado a nova Orla Sul, o aquecimento das atividades ligadas ao turismo e ao setor imobiliário ampliou o olhar para os negócios na zona sul, investimentos que promoveram o desenvolvimento e a qualidade de vida da população. A Orla Sul recebeu da Prefeitura as obras de pavimentação asfáltica, drenagem de vias, calçada e ciclofaixa, além de agregar um moderno sistema de iluminação pública.

Novos empreendimentos movimentam o setor da construção civil em Ilhéus, que muito em breve ganhará novos residenciais, a exemplo do Residencial Vetro, na Cidade Nova e o Vintage Mall, na Avenida Soares Lopes, no Centro. Na zona sul, o Ilha di Capri e o Orizzon, ambos na Praia Dourada. Também o Vernazza, no bairro São Francisco e os empreendimentos San Marino, Maranello e Palazzo de Milano em construção na Praia dos Milionários.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/03/caged-aponta-ilheus-como-o-melhor-resultado-na-geracao-de-emprego-nos-ultimos-12-anos.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.