Saúde apresenta balanço de combate ao mosquito aedes aegypt em Ilhéus

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), por meio da Coordenação de Endemias vem realizando diversas ações com o objetivo de intensificar o combate em Ilhéus ao mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. Nos finais de semana, os agentes realizam o trabalho de visita de imóveis e limpeza, que de acordo com o balanço divulgado em 2019 pelo setor, cerca de 68.616 unidades foram visitadas no 1º ciclo; 69.449 no 2º ciclo e 7.741 no 3º ciclo.

Em razão do aumento do índice de infestação do mosquito aedes aegypti, a Secretaria de Saúde necessitou, na primeira quinzena deste mês de janeiro, decretar estado de emergência para a locação de maquinários, destinada à limpeza dos canais na cidade, uma das ações que integrou o conjunto de medidas para o combate ao mosquito.

De acordo com a equipe da Secretaria de Serviços Urbanos, foram realizadas as limpezas mecanizadas de todo o canal do bairro do Malhado, da Urbis, do bairro Nossa Senhora da Vitória, que está em curso, e, logo, será feita a limpeza do canal do Teotônio Vilela. “Ao final das limpezas, todo o processo será repetido nos canais, para a manutenção”, é o que explica o Secretário Hermano Fahning.

Para essas limpezas, os maquinários utilizados são uma carregadeira, retroescavadeira, escavadeira hidráulica e duas caçambas. Para além do decreto emergencial, também está contemplada a limpeza dos canais da Avenida Princesa Isabel, e do que está localizado próximo à Rua Maracanã, no bairro Nossa Senhora da Vitória.

Além da limpeza dos canais, outras ações tem sido desenvolvidas, como a semana de conscientização de combate ao mosquito, realizada no mês de dezembro, centro da cidade, atividades no distrito de Olivença, inspeções em estabelecimentos, capacitação de novos agentes de combate as endemias, ações com dois veículos para pulverização de inseticida, o chamado “fumacê” e seleção simplificada de agentes de combate a endemias por tempo determinado.

De acordo com o Coordenador de Campo, Roberto Reis, as ações preventivas têm a finalidade de sensibilizar e mobilizar a população sobre a importância da prevenção das doenças e do combate ao mosquito, sobretudo no período do verão, que requer maior atenção e esforço.

Em dezembro, as atividades em Olivença, que recebe um grande fluxo de turistas durante a alta temporada, foram realizadas visitas em imóveis encontrados fechados durante a semana nas visitas regulares. “Isso é feito em conjunto com a equipe de Ultra Baixo Volume (UBV), com o objetivo de interromper a cadeia transmissora do mosquito”, explica o coordenador Roberto Reis.

Junto às associações de moradores, a equipe de Educação e Saúde em 2019 realizou 1266 ações que envolveram palestras, panfletagem, feiras, oficinas literárias, mobilização e sensibilização, visitas nos imóveis positivos com casos notificados e orientados pela equipe de bloqueio.

A cada quinze dias, é realizada uma inspeção em borracharias, hospitais, cemitérios e floriculturas, com a equipe de Monitoramento de Pontos Estratégicos (MPE). Já a equipe de Reconhecimento Geográfico realizou 58 atualizações e confecções de mapas e croquis, com novas marcações em bairros e povoados do município.

Fumacês – Para o reforço das ações, o governo municipal contratou e capacitou novos agentes de combate as endemias para atuarem nos bairros. Além disso, disponibilizou dois veículos para a pulverização inseticida, o fumacê. A aplicação de inseticida é preconizada pelo Ministério da Saúde e visa controlar os surtos ou epidemias das arboviroses. Quando está em suspensão no ar, o inseticida mata o mosquito adulto. “Mesmo com o fumacê, faz-se necessária a eliminação dos potenciais focos do mosquito. A intensificação das ações em bairros leva em consideração o alto índice de infestação, de acordo com o último levantamento feito”, explica o coordenador.

No dia 15 de janeiro de 2020, o prefeito Mário Alexandre determinou, em caráter emergencial, a realização de uma seleção simplificada para o preenchimento de 30 vagas imediatas de agentes de combate às endemias por tempo determinado. A meta, segundo a Coordenação, é intensificar as visitas de rotina de forma continuada nos bairros de Ilhéus.

Orientações – A Coordenação de Endemias alerta toda a população ilheense sobre a importância da manutenção de hábitos diários em relação aos imóveis, envolvendo todo e qualquer imóvel com edificação ou não de uso comercial, institucional ou residencial, tais como:

• Evitar vasos de plantas com pratos de plásticos;

• Manter ralos internos e externos tampados, bem como vasos sanitários;

• Manter as piscinas limpas, tampadas ou desmontadas, quando possível;

• Descartar todo material inservível com potencial para criadouro de larvas do mosquito Aedes aegypti (garrafas, latas, embalagens vazias, pneus e outros);

• Manter a limpeza das calhas antes de sair de casa por vários dias;

• Antes de sair em viagem, tomar conhecimento sobre a situação da doença na região de destino, para evitar que a mesma seja contraída.

O setor solicita à população que coopere com o município ligando para o DISQUE DENGUE (73) 3234-2031. Através desse número, a população poderá denunciar os terrenos baldios, tanques descobertos e piscinas abandonadas.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/01/saude-apresenta-balanco-de-combate-ao-mosquito-aedes-aegypt-em-ilheus.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.