Ilhéus e mais 14 cidades baianas possuem tomógrafos na rede pública de saúde

Com a inauguração do tomógrafo da Santa Casa de Misericórdia de Ruy Barbosa, no Centro-Norte da Bahia, o estado passou a contar com 36 aparelhos na rede estadual de saúde, com atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), os aparelhos públicos de tomografia estão divididos em 15 dos 417 municípios baianos: Salvador, Ilhéus, Feira de Santana, Irecê, Guanambi, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Juazeiro, Camaçari, Lauro de Freitas, Vitória da Conquista, Jequié, Valença, Alagoinhas e Teixeira de Freitas. Salvador é a cidade com mais equipamentos: 11. Logo depois, vêm os municípios de Feira de Santana, Guanambi e Ilhéus, cada um com dois tomógrafos.

Com a inauguração do tomógrafo da Santa Casa de Misericórdia de Ruy Barbosa, no Centro-Norte da Bahia, o estado passou a contar com 36 aparelhos na rede estadual de saúde, com atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), os aparelhos públicos de tomografia estão divididos em 15 dos 417 municípios baianos: Salvador, Ilhéus, Feira de Santana, Irecê, Guanambi, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Juazeiro, Camaçari, Lauro de Freitas, Vitória da Conquista, Jequié, Valença, Alagoinhas e Teixeira de Freitas. Salvador é a cidade com mais equipamentos: 11. Logo depois, vêm os municípios de Feira de Santana, Guanambi e Ilhéus, cada um com dois tomógrafos.

A Sesab informou que tem investido na ampliação de serviços de imagem em todo o estado – já foram aplicados R$ 3,3 milhões em obras e equipamentos. Em janeiro, foram inaugurados outros dois tomógrafos em Salvador: um no Hospital Geral Manoel Victorino e outro no Hospital Professor Eládio Lassére.

Essa ampliação no investimento, segundo o órgão, tem como objetivo aumentar o número de cirurgias realizadas, já que o aparelho de tomografia garante um diagnóstico mais preciso, evitando que pacientes sejam transferidos para outras unidades para que possam fazer exames de alta complexidade. Outra vantagem é a agilidade do processo: com o equipamento é possível obter resultados de exames ambulatoriais em, no máximo, 48 horas, enquanto os de urgência e emergência saem em até duas horas.

De acordo com o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, com os equipamentos “é possível fazer reconstruções em múltiplos planos, inclusive em 3D, ajudando o médico na tomada de decisão e na realização de cirurgias”.

A tecnologia representa rapidez e segurança nos resultados, além de menores doses de radiação e menos tempo de internação. Como os equipamentos possuem uma capacidade superior a 1.200 exames por mês, a promessa é facilitar a programação cirúrgica dos pacientes, principalmente os de casos ortopédicos.

Tomógrafo

Segundo o diretor da Rede Brasileira de Diagnóstico (RBD Imagem), Gustavo Balthazar, o tomógrafo é um aparelho que pode ser utilizado para diagnosticar diversas doenças e atendem tanto pacientes internados quanto os que chegam às unidades de pronto-socorro e emergência. A principal vantagem, acrescenta Balthazar, é que a máquina permite uma avaliação mais precisa dos tecidos ósseos e condições de urgência, como acidente vascular cerebral (AVC), abdômen agudo e politraumas. 

Outro ponto positivo para o equipamento médico é que ele consegue avaliar várias partes do corpo humano simultaneamente, já que possui capacidade de fazer imagens em 360º, conforme explica Gustavo Balthazar, informou o Correio da Bahia.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2019/01/ilheus-tomografos-publica-saude.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.