Aeronáutica anuncia três Processos Seletivos com mais de 910 vagas

Aeronáutica anuncia três Processos Seletivos com mais de 910 vagas 1

 

O Comando da Aeronáutica, já está recebendo as inscrições para o aviso de convocação, seleção e incorporação de 917 profissionais de nível superior em diversas áreas por tempo determinado para o ano de 2018, atuando como Voluntários à Prestação de Serviço Militar Temporário.

Podem participar candidatos voluntários que tiverem o seguinte perfil: cidadãos brasileiros natos; ser voluntário; não ter completado 45 anos de idade até 2018; possuir idoneidade moral, a ser apurada por meio de averiguação da vida pregressa junto aos órgãos públicos competentes; dentre outros requisitos disponíveis nos editais em nossa página eletrônica.

As oportunidades ofertadas são para Magistério Superior em: Administração (1), Educação Física (4), Língua Espanhola (5), Língua Inglesa (9), Física (1); Magistério de nível Médio: História (1); Filosofia (1), Língua Inglesa (9); Língua Portuguesa (2); Artes Plásticas (1); Biologia (2); Educação Física (1); Sociologia (1); Língua Espanhola (2); Artes Musicais (1); Magistério do ensino Básico em Educação Religiosa (1); Anestesiologia (12); Anestesiologia (12); Cancerologia (1); Cardiologia (12); Cirurgia de Cabeça e Pescoço (1); Cirurgia Geral (8); Clínica Médica (150); Cirurgia Pediátrica (1); Cirurgia Plástica (1); Cirurgia Vascular Periférica (4); Dermatologia (6); Endocrinologia (6); Gastroenterologia (5); Geriatria (8); Ginecologia e Obstetrícia (15); Hematologia (2); Hemoterapia (1); Infectologia (3); Medicina Intensiva (4); Mastologia (3); Medicina de Família e Comunidade (1); Neurocirurgia (1); Nefrologia (3); Neurologia (4); Oftalmologia (12); Oncologia (1); Otorrinolaringologia (7); Ortopedia (12); Pediatria (12); Pneumologia (4); Proctologia (1); Pediatria (12); Radiologia (13); Reumatologia (2); Urologia (4); Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais (8); Clínica Geral Odontológica (6); Dentística (18); Endodontia (12); Estomatologia (1); Implantodontia (2); Odontogeriatria (1); Odontologia Para Pacientes Com Necessidades Especiais (1); Odontopediatria (6); Ortodontia (14); Prótese Dentária (22); Periodontia (10); Radiologia Odontológica e Imaginologia (6); Farmácia Bioquímica (29); Farmácia Hospitalar (17); Farmácia Industrial (1); Medicina Veterinária (1); Administração (53); Análise de Sistemas I (19); Análise de Sistemas II (4); Arquitetura (9); Arquivologia (15); Biblioteconomia (7); Ciências Contábeis (13); Economia (8); Educação Física (9): Enfermagem I (54); Enfermagem II (1); Engenharia Cartográfica (1); Engenharia Civil (27); Engenharia da Computação (3); Engenharia Elétrica (13); Engenharia Eletrônica (5); Engenharia de Mecânica (9); Engenharia de Metalúrgica (1); Engenharia de Produção (1): Engenharia Química (3): Engenharia de Telecomunicações (3); Estatística (2); Fisioterapeuta (16); Fonoaudiologia (6); História (1); Jornalismo (3); Museologia (2); Nutrição (7); Pedagogia (8); Pedagogia II (2); Pedagogia III (1); Pedagogia IV (14); Pedagogia V (4); Psicologia Clínica (1); Psicologia Educacional (4); Psicologia Organizacional (9); Relações Públicas (7); Serviço Social (12); Serviços Jurídicos (30) e Terapia Ocupacional (1). Continue lendo

Ilhéus, Itabuna e Salvador perderam postos de empregos

Ilhéus, Itabuna e Salvador perderam postos de empregos 2

A Bahia perdeu 36 empregos em outubro e acumula -12.144 na soma de 12 meses. Porém, considerando apenas 2017, o estado está positivo em 14.228 novos empregos. Em outubro o destaque positivo foi o comércio (1.105).

Os serviços públicos abriram 226 vagas, os serviços outras 779 e a extração mineral, 5. Na outra ponta, a construção perdeu 1.239 vagas, a agropecuária 596, a administração pública 272 e a indústria, 44.

As cidades que mais geraram empregos foram Juazeiro (4.961), Casa Nova (2.718), Luis Eduardo Magalhães (1.570), Dias D’Avila (1.066), Medeiros Neto (910), Sobradinho (790), São Gonçalo dos Campos (671), Santa Cruz Cabrália (654), Jacobina (606) e Mucuri (595).

Já os piores saldos de emprego no ano são de Lauro de Freitas (-3.902), Salvador (-2.935), Porto Seguro (-642), Ponto Novo (-460), Vitória da Conquista (-401), São Francisco do Conde (-376), Ibicoara (-338), Itabuna (-315), Governador Mangabeira (-233) e Ilhéus (-206).

O Brasil criou 76,6 mil vagas de emprego formal em outubro. O resultado é o melhor para o mês desde 2013, quando foram criados 94,9 mil. De 2014 a 2016, houve mais demissões que contratações no mesmo período. Continue lendo

Assessor do irmão de Geddel devolvia salário

Assessor do irmão de Geddel devolvia salário 3

O ex-assessor do deputado Lúcio Vieira Lima confessou à Polícia Federal um velho crime de parlamentares. Apesar de nomeado Assessor Parlamentar, Job Brandão sequer apareceu para a posse, feita através de procuração e nunca ia ao local de trabalho.

Segundo seu depoimento à PF, ele “nunca trabalhou efetivamente como Secretário Parlamentar, mas tão somente trabalhava para a família Vieira Lima, prestando todo tipo de serviço no interesse da família”.

Job Brandão disse que devolvia parte do salário à família, ficando com 2 salários mínimos e meio, mais o auxílio alimentação. Job contou que recebia R$ 3.780 dos R$ 11.800 pagos pelo cargo e que a prática era igual com o motorista da família Vieira Lima.

Quem controlava os pagamentos era uma terceira secretaria parlamentar, que na verdade também prestava serviços para a família. O uso de verba pública (do cargo parlamentar) para pagar funcionários particulares é crime, assim como reter parte do salário. Continue lendo

DATEN comprou a MTM Tecnologia

DATEN comprou a MTM Tecnologia 4

 

A Daten, fabricante brasileira de computadores, comprou uma participação majoritária da MTM Tecnologia, uma das principais empresas de soluções mobile para o mercado nacional.

O negócio foi fechado através do fundo de investimentos Lighthouse, controlado pelos donos da Daten. O valor do aporte não foi revelado.

Gustavo Perez, um PhD em Ciência da Computação pela University of Southern California que fundou a MTM em 2007, segue como CEO da empresa, que terá atuação independente.

“Nossa estratégia é investir nas linhas de produto da MTM dentro dos segmentos nos quais eles já atuam e também em projetos customizados para importantes setores da indústria nacional”, afirma Christian Dunce, sócio-diretor da Daten.

Uma das principais áreas de atuação da MTM é em soluções de mobilidade para o segmento de saúde, no qual a empresa conta com clientes como Albert Einstein, Sírio Libanês e a divisão norte-americana da Carestream, entre outros. Continue lendo

Taxa de desocupação na Bahia vai a 16,7% no 3º tri, mas ainda é a 2ª maior do país, diz IBGE

Taxa de desocupação na Bahia vai a 16,7% no 3º tri, mas ainda é a 2ª maior do país, diz IBGE 5

No 3º trimestre de 2017, a taxa de desocupação na Bahia ficou em 16,7%, menor que a verificada no 2º trimestre (17,5%), mas ainda acima da taxa do 3º trimestre de 2016 (15,9%).

Com esse resultado, a Bahia registra a segunda maior taxa de desocupação do país, abaixo apenas de Pernambuco (17,9%) e subindo um pouco no ranking do desemprego entre os estados – no 2º trimestre a Bahia tinha a terceira taxa mais elevada.

A capital baiana, por sua vez, teve taxa de desocupação de 14,4% no 3º trimestre de 2017, também abaixo da verificada no 2º trimestre (16,1%) e com uma redução importante em relação ao 3º trimestre de 2016, quando a taxa havia sido de 17,0%.

Além de ter retomado a trajetória de queda verificada desde o 2º trimestre de 2016, a taxa de desocupação em Salvador (14,4%) foi a mais baixa para um 3º trimestre desde 2014 (quando tinha sido de 12,7%).

Com esse resultado, o município caiu para a 9ª posição no ranking do desemprego entre as capitais (estava na 6ª posição no 2º trimestre do ano). Manaus (21,1%), São Luís (17,9%) e Macapá (15,9%) lideram.

A região metropolitana de Salvador, com taxa de desocupação de 18,2% no 3º trimestre deste ano, também apresentou queda tanto em relação ao 2º trimestre de 2017 (19,1%) quanto frente ao 3º trimestre de 2016 (19,5%).

Assim, caiu de 2ª para a 4ª maior taxa de desocupação entre as regiões metropolitanas do país. As RMs de Recife (20,0%), Manaus (19,6%) e a Grande São Luís (18,8%) têm as maiores taxas de desocupação no 3º trimestre deste ano. Continue lendo

Desigualdade entre rendimentos de brancos e negros volta a aumentar na Bahia, afirma o IBGE

Desigualdade entre rendimentos de brancos e negros volta a aumentar na Bahia, afirma o IBGE 6

Com a crise no mercado de trabalho, a desigualdade entre os rendimentos dos brancos e dos negros (pretos + pardos) voltou a crescer na Bahia.

Historicamente, os negros que trabalham recebem menos que os brancos, mas, no estado, considerando-se os terceiros trimestres de cada ano, essa desigualdade vinha caindo sistematicamente desde 2012.

Naquele ano, os negros ganhavam em média o equivalente a 60,7% dos brancos (ou quase 40% menos), em 2015 essa diferença havia caído para 33% menos, e os negros chegaram a ganhar em média 67,1% dos rendimentos dos brancos.

Com a crise do mercado de trabalho, em 2016, a desigualdade voltou a crescer, depois de quatro anos, e o rendimento dos negros passou a ser, em média 34% menor que os dos brancos. A diferença continuou aumentando no terceiro trimestre de 2017, quando os negros que trabalhavam ganhavam, em média, 36,3% menos que os brancos, patamar bem próximo ao de 2013 (menos 36,5%).

Entre os negros, os que se declaram pretos são ainda mais afetados pela desigualdade no rendimento médio. Na Bahia, no 3º trimestre, enquanto os brancos que trabalhavam ganharam em média R$ 1.945, os pardos receberam R$ 1.263 (35,1% menos), e os pretos ganharam R$ 1.175 (quase 40% menos).

Em relação ao mesmo período de 2016, no estado, o rendimento médio geral teve leva aumento de 2,2%, entretanto, considerando-se apenas os brancos, o aumento foi maior (+4,5%), enquanto os pardos tiveram um aumento menor que a média (+1,7%), e o rendimento dos que se declaravam pretos seguiu em queda (-1,7%). Continue lendo

CNJ institui novas regras para registro de nascimento, óbito e casamento

CNJ institui novas regras para registro de nascimento, óbito e casamento 7

A Corregedoria Nacional de Justiça publicou na última sexta-feira, dia 17, um provimento que institui regras para emissão, pelos cartórios de registro civil, da certidão de nascimento, casamento e óbito, que agora terão o número de CPF obrigatoriamente incluído.

Entre as novas medidas, está a possibilidade de reconhecimento voluntário da maternidade e paternidade socioafetiva, que até então só era possível por meio de decisões judiciais ou em poucos Estados que possuíam normas específicas para isso. Em relação às crianças geradas por meio de reprodução assistida, a legislação retira a exigência de identificação do doador de material genético no registro de nascimento da criança.

O CPF será obrigatoriamente incluído nas certidões de nascimento, casamento e óbito. Nas certidões emitidas antes do provimento n.63, o CPF poderá ser averbado de forma gratuita, bem como na emissão de segunda via das certidões. A nova certidão de nascimento não deve conter quadros preestabelecidos para o preenchimento dos genitores. Essa determinação tem por objetivo evitar que uma lacuna para identificação do pai fique em branco, no caso, por exemplo, de um pai desconhecido.

A norma da Corregedoria Nacional de Justiça leva em consideração a garantia do casamento civil às pessoas do mesmo sexo e o reconhecimento da união contínua, pública e duradoura entre pessoas do mesmo sexo como família. Assim, no caso de um casal homoafetivo, deverá constar o nome dos ascendentes sem referência quanto à ascendência paterna ou materna.

Outra alteração é que a naturalidade da criança não precisará ser, necessariamente, o local em que ela nasceu. Dessa forma, a criança poderá ser cidadã do município em que ocorreu o parto ou do município de residência da mãe, biológica ou adotiva, desde que dentro do território nacional. Até então, o local de nascimento e a naturalidade de uma pessoa precisavam, necessariamente, ser o mesmo.

Reprodução assistida

Levando em consideração a necessidade de uniformização, no País, em relação à emissão de certidões de nascimento para filhos gerados por técnica de reprodução assistida, o provimento prevê que o oficial de registro civil não poderá exigir a identificação do doador de material genético como condição para a lavratura do registro de nascimento de criança.

Entre os documentos necessários para certidão de nascimento, será indispensável a declaração, com firma reconhecida, do diretor técnico da clínica indicando que a criança foi gerada por reprodução assistida heteróloga – ou seja, na qual apenas um dos genitores tiver realizado a doação de material genético.

Será vedada aos oficiais do cartório a recusa ao registro de nascimento e a emissão de certidão de filhos concebidos por meio de técnica de reprodução assistida.

Conforme o provimento, o conhecimento da ascendência biológica não importará no reconhecimento de vínculo de parentesco. Nas hipóteses de reprodução assistida post mortem – ou seja, quando o genitor doador de material genético for falecido – deverá ser apresentado termo de autorização prévia específica do falecido ou falecida para uso do material biológico preservado, lavrado por instrumento público ou particular com firma reconhecida. Continue lendo

Geddel dirá que os R$ 51 milhões era de todo PMDB, diz colunista

Geddel dirá que os R$ 51 milhões era de todo PMDB, diz colunista 8

Segundo Lauro Jardim, colunista de política de O Globo, o político baiano dirá que os R$ 51 milhões não eram só dele, mas do partido também.

A fortuna foi encontrada no dia 05 de setembro em um apartamento de um prédio no bairro da Graça, área nobre de Salvador. A dinheirama estava dentro de oito malas e seis caixas.

Foi tanta nota para contar que sete máquinas trabalharam sem parar durante quase quatorze horas. Aí veio o valor: Um total de cinquenta e um milhões, trinta mil, oitocentos e sessenta e seis reais e quarenta centavos (R$ 51.30.866,40 milhões). A maior apreensão de dinheiro em espécie já feita pela Polícia Federal.