Com o objetivo de mobilizar a população sobre a importância do diagnóstico e tratamento da tuberculose, a Secretaria de Saúde (Sesau) realiza atividades educativas nas unidades de saúde em alusão ao dia mundial de luta contra a doença, celebrado nesta quinta-feira (24). Conforme a Sesau, o Município oferece atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h, no CAE III, antigo Sesp, unidade de referência para assistência aos casos. Contudo, quem apresentar sintomas pode se dirigir a qualquer unidade de saúde para ser avaliado.

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas também pode acometer órgãos como ossos, rins e meninges. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), um terço da população mundial está infectada pelo Mycobacterium tuberculosis e em risco de desenvolver a doença. Cada paciente com tuberculose pulmonar sem tratamento pode infectar, em média, de 10 a 15 pessoas por ano. 

“Caso surjam sintomas, orientamos o paciente a procurar atendimento no CAE III, referência para o tratamento da doença na rede municipal. Na unidade temos uma equipe preparada para acolher e prestar toda a assistência necessária. Quanto mais cedo o diagnóstico é feito, mais eficaz se torna o tratamento, garantindo assim a cura”, explicou André Cezário, titular da Sesau.

A doença é transmitida de pessoa a pessoa, através da tosse, fala, espirro e canto, quando pequenas gotículas de saliva contendo o bacilo são aspiradas por outro indivíduo. A vacina BCG protege as crianças contra as formas mais graves da tuberculose, sendo obrigatória para todas as crianças menores de um ano. Dados da OMS apontam que há cerca de 10 milhões de doentes e 1,3 milhão de mortes por ano no mundo (2020).

Principais sintomas

–  Tosse seca ou com secreção por mais de três semanas;
–  Dor no peito;
– Cansaço excessivo;
– Febre baixa;
– Falta de apetite;
–  Emagrecimento acentuado;
– Sudorese noturna;
– Rouquidão

A melhor forma de prevenir a transmissão da doença é fazer o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível. A tuberculose tem cura e o tratamento é realizado por um período mínimo de seis meses, sendo que após 15 dias de uso da medicação o paciente deixa de transmitir a bactéria.

Serviço

Programa de Combate à Tuberculose e Hanseníase
Período: Segunda a sexta-feira
Horário: Das 8h às 12h e das 14h às 17h
Local
CAE III (antigo Sesp)
Endereço: Avenida Canavieiras, s/n – Centro

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *