CESTA BÁSICA TEVE AUMENTO DE 11,85% NO MÊS DE AGOSTO EM ILHÉUS

A ração essencial mínima, definida pelo Decreto lei 399, de 30 de abril de 1938, que estabelece 12 produtos alimentares (feijão, arroz, farinha de mandioca, pão, carne, leite, açúcar, banana, óleo, manteiga, tomate e café) e suas respectivas quantidades, passou a custar R$381,94 no mês de agosto na cidade de Ilhéus, um aumento de 11,85% comparativamente ao mês de julho.

Dos 12 itens que compõem a cesta básica, sete aumentaram de preço: tomate (73,16%), manteiga (14,22%), carne (13,80%), café (8,68%), óleo (8,35%), farinha (2,00%) e arroz (0,63%). Em contrapartida, houve redução de preço para os seguintes itens: açúcar (-5,76%), banana (-5,45%), feijão (-3,65%), leite (-1,32%) e pão (-0,14%).

Em agosto, o tempo de trabalho despendido para se obter os 12 itens da cesta básica em Ilhéus foi de 86 horas e 56 minutos, um comprometimento de quase 40% do salário mínimo líquido de R$966,63 – descontando-se 7,5% de contribuição previdenciária do salário bruto de R$1.045,00.

FONTE: ACCB/UESC

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/09/cesta-basica-teve-aumento-de-1185-no-mes-de-agosto-em-ilheus.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.