PF explicará técnica das investigações que têm fragilizado traficantes

Foto: Polícia Federal

Uma apreensão de 2,1 toneladas de cocaína na Bahia neste sábado, 20, será usada na Semana Nacional sobre Drogas como exemplo do novo foco policial no combate ao crime. A semana é organizada pela Polícia Federal, e mostrará, entre outras coisas, o novo viés da corporação nessas investigações, que tem levado ao arresto de bens e patrimônios dos traficantes para descapitalizá-los.

Essa é a segunda maior apreensão da droga da história no estado, perdendo somente para outra em 2018, quando a PF descobriu 2,6 toneladas de cocaína no município de Juazeiro.

As pouco mais de duas toneladas encontradas neste sábado, 20, estavam escondidas em uma carga de soja que aguardava para ser embarcada no porto de Ilhéus para Roterdã, na Holanda.

A Polícia Federal teve que checar mais de 700 malas para a localização de toda a droga, em um trabalho que, segundo o órgão, durou quase 24 horas. A PF teve ajuda da Guarda Portuária, da Receita Federal e da Polícia Militar.

Os investigadores darão seguimento às investigações para identificação dos responsáveis pela carga ilícita e a busca do patrimônio desses traficantes. Neste ano de 2020, as apreensões de drogas já somam mais de 9,5 toneladas, um recorde.

Informações do Agência Brasil

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/06/pf-explicara-tecnica-das-investigacoes-que-tem-fragilizado-traficantes.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.