Itabuna: Ao sentir dores, gestante descobre que maternidade tem atendimentos suspensos

Itabuna: Ao sentir dores, gestante descobre que maternidade tem atendimentos suspensos 1

Uma gestante descobriu que a maternidade Ester Gomes, em Itabuna, no sul da Bahia, teve atendimentos suspensos após sentir dores fortes nesta quarta-feira (6). A jovem, que já teve dois filhos, está grávida da primeira filha.

Além da maternidade Ester Gomes, Amanda Souza, que está grávida de oito meses, tentou atendimentos no Hospital Manoel Novaes e em unidades médicas em Ilhéus, mas não conseguiu.

“Fui lá no Novaes, não me atenderam, fui para a maternidade e falaram que não tinha nem atendente e mandaram eu ir para Ilhéus. Cheguei em Ilhéus e eles disseram que não iam atender a partir de hoje ninguém de Itabuna”, disse Amanda Souza.

“Muitas dores nas costas por causa da cirurgia, nas pernas, porque eu já tenho duas cirurgias, de dois filhos meus e muita falta de ar. Tenho medo de perder minha filha. Eu só tenho dois filhos homens e é o sonho de ter uma menina e agora está acontecendo isso”, lamentou.

A direção da maternidade Ester Gomes informou que o atendimento foi suspenso porque a prefeitura do município está devendo dinheiro do repasse e com isso, os médicos obstetras não vão à unidade porque estão há 2 meses sem receber salário.

Segundo a maternidade, os funcionários da unidade médica também estão sem receber os salários. Apenas atendimento pediátrico está mantido.

(G1/BA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *