ILHÉUS: Chuva forte abre buraco em teto de escola e preocupa estudantes: ‘Risco de cair na cabeça’

A chuva forte por toda a Bahia tem causado estragos em várias regiões do estado. Na Escola Municipal Professor Paulo Freire, em llhéus, o temporal derrubou parte do teto da instituição, que fica no bairro Teotônio Vilela. As aulas não foram suspensas.

A estrutura caiu durante a madrugada de quarta-feira (28), quando choveu 58 mm, segundo a Defesa Civil de Ilhéus. A escola atende 28 turmas, formadas por cerca de 1.100 estudantes. Das 14 salas onde os alunos estudam, 11 estão com telhas quebradas.

As crianças, como o Mário Jorge, de 10 anos, têm medo do risco que a estrutura oferece.

“Eu queria que melhorasse o telhado porque ele está muito quebrado por causa da chuva, que derruba as telhas quando cai. Tem até o risco de cair na cabeça de um e até falecer”, disse.
 
A diretoria da escola informou que a unidade passou por pequenos reparos no telhado, em 2017. As mudanças, no entanto, não foram suficientes. O conserto dos novos buracos serão feitos entre o sábado (1º) e o domingo (2) para não atrapalhar as aulas.

Ainda segundo a diretoria, a escola vai passar por uma grande reforma em dezembro, depois do encerramento do ano letivo. A Secretaria Municipal de Educação de Ilhéus informou que a Secretária de Infraestrutura foi informada do problema.

Um vídeo gravado por um funcionário da instituição mostra a escola alagada por conta da água da chuva que entrou pelos buracos no teto. Em imagens feitas pela mãe de um estudante, é possível ver o chão coberto de água.

O teto das salas é forrado, mas a estrutura não aguenta o volume de água. Em vários pontos da escola é possível ver, através do forro, as várias telhas quebradas da sala.

A dona de casa Genimárcia Farias tem dois filhos que estudam no segundo ano. Com a estrutura precária, ela se preocupa com a integridade das crianças.

“Aqui as salas são alagadas. Por mais que eles limpem depois, isso tudo é um transtorno para os nossos filhos”, disse.
 
Para secar as salas de aula, a escola conta com duas funcionárias que fazem o trabalho. Por conta da demanda, alguns professores, como George Santos, chegam a ajudar no escoamento da água para otimizar o tempo.

“Os alunos chegando e a gente tendo que remanejar porque a gente tinha que enxugar. A demanda é muito grande e a escola só tem duas funcionárias, que aí não conseguem dar conta porque é uma situação bem complicada. A gente fica em uma situação bem complicada, porque o aluno perde esse período de aula que fica um pouquinho fora da sala para poder enxugar”, disse George ao G1.

Franklin Deluzio
Follow me

Franklin Deluzio

Autor em ilheus.net
Franklin Deluzio é graduado em Filosofia, graduando em Física pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Especializando em Gestão Pública Municipal (UESC), Design Digital Júnior, Design Editorial Júnior e Servidor Municipal de Ilhéus/BA.
Franklin Deluzio
Follow me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio
Técnico em informática em Ilhéus

Técnico em informática em Ilhéus

Ultra Li

ADMINISTRAÇÃO DE SITES, BLOG E HOSPEDAGEM WEB
Administração técnica do seu site e blog, mantendo o funcionamento otimizado.

Solicite seu orçamento Aqui