Alvos da operação Águia de Haia, Ângela Souza e Ubaldino não conseguem se reeleger

Dois dos denunciados pelo MPF, a esquerda a Deputada Ângela Sousa e a direita Deputado Ubaldino

Alvos da Águia de Haia, operação que investiga desvios de recursos federais destinados à educação em municípios baianos, os deputados estaduais Ângela Souza (PSD) e Carlos Ubaldino (PSD) não conseguiram se reeleger para a Casa Legislativa baiana. No total, R$ 12,3 milhões foram bloqueados de todos eles, a pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Ilhéus/Itabuna (saiba mais aqui).

Enquanto Ângela Souza amargou com menos de 39 mil votos, pelo menos 7 mil a menos do que era necessário para ser reeleita, o pastor Carlos Ubaldino chegou perto, mas não ultrapassou o número de votos de Osni, última colocada da coligação, para ser eleito. Os dois terminam o mandato em dezembro de 2018, informou o BN.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2018/10/alvos-da-operacao-aguia-de-haia-angela-souza-e-ubaldino-nao-conseguem-se-reeleger.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.