Nota de repúdio do PSOL – Ilhéus às declarações homofóbicas do vereador Aldemir (PP)

Na última terça-feira (17/10) o vereador de Ilhéus Aldemir Almeida (PP) deu uma série de declarações inaceitáveis na sessão da Câmara Municipal. A começar por taxar de “vagabundos, preguiçosos e desocupados” a população que usufrui de seu direito cívico de fiscalizar o desmoralizado poder Legislativo municipal, manifestando-se contra obras de grande impacto a exemplo do Porto do Sul, o vereador atingiu seu ápice de desrespeito ao tratar a população LGBT.

Referindo-se a um episódio em Itacaré em que um casal gay se beijou em público, classificou o episódio como “afronta” “sem limites”, “uma viadagem sem precedentes”, que “tudo é uma questão de hora e lugar”, que novelas em que ocorrem beijos homossexuais “atentam contra a família” e “deveriam passar 1h da manhã”, e que “não está preocupado com o que a sociedade pensa porque a maioria é uma banda podre”.

O vereador ao fazer declarações como esta demonstra o profundo desrespeito à população LGBT, colocando-a como cidadãos com menos direitos do que outros. Além disso, demonstra o total descaso com a população ilheense, desprezando a opinião pública, o direito de manifestação, e a fiscalização do seu trabalho no Legislativo. O PSOL de Ilhéus defende que declarações deste tipo não tenham lugar e por isso defende a criminalização da LGBTfobia pois supostos representantes do povo que incitam o ódio não tem estatura ética e moral para ocupar o posto de representantes. O Brasil é recordista de assassinatos de LGBTs que encontram apoio neste tipo de manifestação

Pelo direito de amar quem quiser e expressar o seu amor, o PSOL é a favor de todas as famílias.

Ilhéus, 23 de outubro de 2017.
Diretório Municipal do PSOL Ilhéus – Bahia

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2017/10/nota-de-repudio-do-psol-ilheus-as-declaracoes-homofobicas-do-vereador-aldemir-pp.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.