Telefonia

Celulares piratas serão bloqueados a partir deste domingo na Bahia

celular pre pago

A Anatel vai bloquear celulares piratas na Bahia e em diversos estados das regiões Norte, Nordeste e Sudeste, a partir do próximo domingo (24/3). O objetivo da ação é acabar com a venda de aparelhos irregulares e reduzir o número de roubos.

Serão afetados, apenas, os dispositivos que não foram homologados pela Agência ou que têm o número de identificação do aparelho (IMEI) clonado, habilitados a partir de 7 de janeiro. Os celulares importados que estão certificados por órgãos estrangeiros equivalentes à Agência Nacional de Telecomunicações não serão prejudicados.

O celular irregular é aquele que não tem o selo da Anatel que indica a certificação do aparelho e garante ao consumidor a compatibilidade com as redes de telefonia celular brasileiras, a qualidade dos serviços e a segurança do consumidor. O selo normalmente está localizado no corpo do aparelho, atrás da bateria, ou no manual. Um celular sem certificação pode aquecer, dar choques elétricos, emitir radiação, explodir e causar incêndio, pois não passou pelos testes necessários. O bloqueio de celulares irregulares, além de proporcionar a segurança do usuário, acaba também reduzindo o número de roubos e furtos de aparelhos celulares, combatendo a falsificação e clonagem de IMEIs (número de identificação do aparelho). Continue lendo

Celulares irregulares serão bloqueados a partir de hoje em 10 estados; Bahia é em janeiro

celular pre pago

Começa hoje (8), o bloqueio de celulares irregulares, também chamados de piratas, nos estados do Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins, habilitados a partir de 23 de setembro deste ano.

Nesses estados, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), os usuários de aparelhos irregulares começaram a receber mensagens de SMS, informando que o aparelho é irregular e que será bloqueado. “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias”. A primeira mensagem foi encaminhada no dia 23 de setembro. Depois, alerta similar foi encaminhado 50 dias e 25 dias antes do bloqueio.

Ontem (7), na véspera do bloqueio, os aparelhos de celular receberam a mensagem: “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares”.

A Anatel informou ainda que os usuários que têm aparelhos móveis irregulares habilitados antes do dia 23 de setembro não serão afetados pelo bloqueio, desde que não alterem o número telefônico. Continue lendo

Oi inclui WhatsApp ilimitado em plano pré-pago de R$ 10 por mês

Oi

O aplicativo favorito do brasileiro cada vez mais deixa de ser um diferencial para operadoras e passa a ser uma obrigação. Agora foi a vez da Oi assumir a necessidade de oferecer o WhatsApp sem descontar da franquia e integrar esse recurso até mesmo aos pacotes mais baratos.

Com isso, a empresa agora oferece pacotes de R$ 10 mensais que já contam com o WhatsApp (quase) ilimitado, com a exceção que a ferramenta de chamadas de voz e de vídeo ainda descontarão o plano de dados normalmente.

Junto do WhatsApp, os novos planos também contarão com o Facebook Messenger liberado, de modo que os principais aplicativos de mensagens estão cobertos até mesmo nos planos mais baratos Continue lendo

Juiz em Ilhéus ouve testemunha por aplicativo de rede social

Juiz em Ilhéus ouve testemunha por aplicativo de rede social 1

Em audiência realizada na tarde desta terça-feira (25/9), o juiz José Cairo Júnior, titular da 3ª Vara do Trabalho de Ilhéus, usou um aplicativo de rede social para ouvir testemunha que se encontrava em outra jurisdição. O contato, que é autorizado pelo § 1º, art. 453 do Código de Processo Civil de 2015, foi feito com conhecimento prévio da testemunha e das partes envolvidas na ação. Além de suprir a necessidade de provas, a inovação contribui para a duração razoável do processo e evita sobrecarregar outra vara, da localidade onde a pessoa ouvida reside, para que realize audiência específica com ela. Continue lendo

Novidade! WhatsApp aumenta tempo para você apagar mensagem

Novidade! WhatsApp aumenta tempo para você apagar mensagem 2Quem já mandou mensagens e se arrependeu terá um tempinho extra para voltar atrás no WhatsApp com a função apagar mensagens para todos.

Isso porque, segundo informações divulgadas pelo WABetaInfo, o aplicativo de mensagens ajustou o tempo máximo que os usuários têm para excluir mensagens de forma definitiva para que ninguém possa ler ou visualizá-las.

No caso de mensagens que foram enviadas em uma sessão de conversa, não há alterações, pois o aplicativo continua a oferecer a função de deletar publicações no período máximo de 1 hora, 8 minutos e 16 segundos.

No entanto, em situações em que a ordem de exclusão não eram enviadas imediatamente, o WhatsApp oferecia 1 dia (24 horas) para que o comando fosse enviado para o serviço online de mensagens. Agora, com a mudança, o tempo máximo para que isso seja feito passa a ser de 25 horas, 8 minutos e 16 segundos.

Um exemplo prático desta situação é quando uma mensagem é deletada em um momento em que o aparelho móvel está em uma área onde não há conexão com a internet. Em tais situações, o pedido de remoção fica pendente até que o aparelho volte a se conectar à Web, e é exatamente este o período de tempo de 25 horas que o WhatsApp oferece para que a efetivação do comando seja realizada. Caso o prazo seja ultrapassado, a mensagem é enviada. Continue lendo

ZooPark, o vírus para Android permite espionar conversas no WhatsApp

ZooPark, o vírus para Android permite espionar conversas no WhatsApp 3

Um novo vírus para Android descoberto pela empresa de segurança Kaspersky mira especialmente uma das coisas mais preciosas que as pessoas guardam em seus aparelhos: as conversas no WhatsApp.

A ameaça foi batizada de ZooPark e sua atuação foi identificada especialmente em países do Oriente Médio, utilizando sites legítimos como fonte de infecção, segundo a Kaspersky. Isso pode ser um indício de que o ataque pode ser patrocinado por algum governo, visando atingir organizações políticas e ativistas na região.

Os aplicativos infectados com o ZooPark foram encontrados sendo distribuídos em sites de notícias e páginas políticas de maior popularidade em partes específicos do Oriente Médio, com nomes que tentavam imitar serviços legítimos. Um exemplo é um app chamado “TelegramGroups”, identificado pela empresa de segurança, que não tem nada a ver com o verdadeiro Telegram.

A partir da instalação, os autores do ataque ganhavam acesso total ao celular, visando extrair silenciosamente do aparelho informações como:

Contatos;
Contas pessoais;
Registro de chamadas e áudios das ligações;
Imagens armazenadas no aparelho e no cartão de memória;
Localização de GPS;
Mensagens SMS;
Dados dos aplicativos instalados e do navegador;
Registros do que o usuário digita e tudo que ele copia e cola; Continue lendo

Anatel já discute implementação do 5G no Brasil

Anatel já discute implementação do 5G no Brasil 4

A Anatel já começou a pensar na implementação do 5G no Brasil. A agência reguladora se reuniu com nomes do setor de telecomunicações para discutir o uso da frequência de 3,5 GHz para as futuras redes móveis de quinta geração no país.

As conversas têm como objetivo inicial conferir possíveis interferências que a implementação do 5G na faixa de 3,5 GHz pode ter em outros serviços. Discussões sobre tamanho do espectro e limpeza da frequência vão ficar para depois.

De acordo com o Mobile Time, a reunião da Anatel contou com representantes da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite (Sindisat) e Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), além de fabricantes de equipamentos de rede. Continue lendo

Erro na cobrança da fatura do celular é a maior reclamação recebida pela Anatel

Erro na cobrança da fatura do celular é a maior reclamação recebida pela Anatel 5

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações, existem cerca de 200 milhões de aparelhos celulares registrados no Brasil e o erro na cobrança das faturas é o principal motivo para reclamações dos consumidores. É o que explica o superintendente executivo da autarquia, Carlos Baigorri.

“Nas reclamações de telefonia celular, a maior reclamação dos consumidores está associado com erros de cobranças, erro em fatura. Se for pré-pago, ele vê que o crédito dele desapareceu, e aí ele entra em contato com a operadora, para ver o quê que está acontecendo, se a operadora não resolver o problema dele, ele pode entrar em contato com a Anatel, ele dá o número do protocolo da operadora para a Anatel, e a Anatel vai atrás da operadora para garantir que a operadora responda o consumidor no prazo adequado de cinco dias.”

A aposentada Enedina Alves de Sena, de 66 anos, moradora do Distrito Federal, foi uma das pessoas que recebeu cobrança indevida na fatura de celular. Segundo ela, ao reclamar, a resposta da operadora foi que ocorreu um erro no sistema.

“Eu fiz um plano, né? Assinei um plano de tal valor, aí quando vem a fatura, vem com outro valor diferente. Aí a gente vai reclamar, e eles falam que é o sistema da empresa que é aquele. Aí você tem que questionar, questionar, até chegar em um acordo.”

De acordo com uma pesquisa de satisfação e qualidade dos serviços de telecomunicação, divulgado recentemente pela Anatel, o estado com o serviço de celular pós-pago melhor avaliado foi o Amazonas, onde obteve 7,23 pontos.

Entre as prestadoras, a melhor avaliada, com 8,32, foi a Porto Seguro, que opera nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. E, seguida vem a Vivo, com 7,26; e a TIM, com 7,16. Continue lendo