Saúde

ILHÉUS: Empresário faz doações para o SAMU

ILHÉUS: Empresário faz doações para o SAMU 1

Como sabemos o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) trabalha em regime de plantão, e é uma vitória do povo brasileiro, haja vista que é um trabalho em conjunto com Ministério da Saúde e os municípios. E que é de suma importância para garantir a universalidade, equidade e a integralidade no atendimento às urgências na cidade.

Entretanto, há poucos meses, a imprensa estadual noticiou, depois de várias denúncias locais, um suposto fechamento do Samu de Ilhéus. O serviço ficou dias sem sequer uma ambulância para atendimento aos quase 200 mil ilheenses, bem como não tinha estrutura adequada para os funcionários que trabalham no regime de plantão, faltava fogão, gás e até água.

Assim, o líder coaching, conferencista categoria master, treinador de pessoas, consultor empresarial e gestor Carlos Augusto conhecido popularmente na cidade como Augustão, analisando a situação que passava o SAMU se predispôs a contribuir com algumas doações, a saber, eletrodomésticos (fogão, forno microondas, sanduicheira, batedeira, cafeteira), utensílios de cozinha, armário, ainda realizou manutenções em alguns aparelhos de ar condicionado, ainda consertou um sanitário da regulação. E por fim, disse que o que precisar pode contar com ele. Vale salientar que tinha os eletrodomésticos, é que estava em um estado precário para uso.

SAMU HOJE

O SAMU está passando por um período de reestruturação e reorganização do quadro de pessoal e da escala de serviço, assim o número de atendimentos vêm aumentando gradativamente por causa da reorganização do serviço. Com a proximidade do verão, na semana passada, os profissionais Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores do SAMU, participaram de um curso de aprimoramento e técnicas de atendimento em caso de afogamentos no litoral, que segundo Cyomar Dias, o treinamento em conjunto com o corpo de Salva-Vidas da Prefeitura facilita a ação dos socorristas.

Até então, o SAMU aguarda a chegada de ambulâncias que deve está chegando até o fim deste ano, e a moto já está em operação. 

Ainda deve abrir um processo seletivo para médico, ainda com data e nem vagas definidas.  Continue lendo

ITABUNA VAI PERDER HOSPITAL SÃO LUCAS

ITABUNA VAI PERDER HOSPITAL SÃO LUCAS 2

Santa Casa fechará hospital São Lucas montado com verba pública do Governo do Estado durante a epidemia de dengue de 2009. A provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna anunciou oficialmente o fechamento do Hospital São Lucas, daqui a 6 meses, prazo negociado com a secretaria de Saúde da Bahia e o Ministério Público Estadual.

A Santa Casa alegou déficit mensal de R$ 200 mil, porque o São Lucas atende apenas pacientes do SUS. O custo mensal do hospital é de cerca de R$ 1 milhão e o SUS repassa apenas R$ 870 mil. Os seis meses são necessários para montar uma alternativa.

Ela é a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Monte Cristo, que vai absorver parte da demanda do São Lucas. Já a urgência será desviada para o Hospital de Base. O São Lucas prestou 26.612 atendimentos no Pronto-Socorro, 2.618 internamentos e 1.729 consultas ambulatoriais em 2016. Continue lendo

MAN-Volkswagen vence licitação e fornece 100 micro-ônibus para o Estado da Bahia, Hospital do Cacau será contemplado

MAN-Volkswagen vence licitação e fornece 100 micro-ônibus para o Estado da Bahia, Hospital do Cacau será contemplado 3

A MAN Volkswagen informou que teve início a entrega das primeiras 53 unidades de um lote total de 100 micro-ônibus para Secretaria de Estado da Saúde da Bahia.

Os veículos foram adquiridos por meio de licitação e fazem parte de um programa que contempla a abertura de quatro policlínicas e dois novos hospitais de referência que serão utilizados por mais de dois milhões.

O programa foi criado para atender à demanda entre a Atenção Básica (postos de saúde) e a Atenção Terciária (hospitais), evitando assim, internações desnecessárias, migração de pacientes, superlotação dos serviços de emergência e para fortalecer as redes regionais de saúde.

As unidades de policlínicas vão oferecer atendimentos de média complexidade em 18 especialidades, incluindo os serviços de apoio a diagnósticos como ressonância magnética, tomografia, mamografia e ultrassonografia, por exemplo.

Os micro-ônibus serão usados pelo governo para transportar pacientes do interior do estado para as cidades onde estarão as policlínicas.

A primeira policlínica fica em Teixeira de Freitas e atende à região do Extremo Sul da Bahia. No dia 24 deste mês, será inaugurada a unidade de Guanambi. Para dezembro, o governo do Estado promete inaugurações de policlínicas em Irecê e Jequié e dos hospitais em Seabra e Ilhéus. Continue lendo

HOSPITAL DE ILHÉUS EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTOS

HOSPITAL DE ILHÉUS EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTOS 4

Foto: Reprodução

Nessa sexta-feira (10), a Diretoria do Hospital de Ilhéus emitiu uma nota pública para esclarecer a atual situação contratual com a UNIMED.

Nota da Direção do Hospital de Ilhéus

O Hospital de Ilhéus, ao longo de toda sua história sempre cumpriu seus compromissos junto a seus fornecedores, colaboradores, parceiros e, especialmente, em relação a seus clientes, de maneira respeitosa.

Nos últimos meses o Hospital tentou, por diversas vezes, estabelecer negociações com a UNIMED a fim de regularizar nossa situação contratual, renovando nosso acordo e estabelecendo suas premissas e condições. Por razões alheias à nossa vontade, as negociações não avançaram.

Infelizmente, devido a reiterados descumprimentos de obrigações contratuais por parte da UNIMED, o equilíbrio econômico-financeiro da relação atingiu seu limite, fazendo com que o Hospital de Ilhéus suspendesse, temporariamente, a assistência aos segurados do referido plano.

Cumpre esclarecer que, em nenhum momento, o Hospital solicitou seu descredenciamento junto à operadora UNIMED. Ao contrário, esperamos que a situação contratual seja resolvida o mais breve possível a fim de que o atendimento a nossos clientes UNIMED possa ser retomados normalmente. Continue lendo

Ilhéus terá Feira de Saúde dia 13

Ilhéus terá Feira de Saúde dia 13 5

Foto: Gidelzo

A Fundação José Silveira (FJS), com a apoio da Prefeitura de Ilhéus, realiza nos dias 13 e 14 uma Feira de Saúde, com consultas gratuitas em diferentes especialidades médicas, exames e orientações para uma vida saudável.

A ação tem início na segunda-feira (13), na Igreja Batista Lindinopolis, bairro Conquista e na terça-feira, no Basílio, em frente ao Colégio Estadual, contando com as Unidades Móveis de Saúde da FJS e uma equipe multidisciplinar.

De acordo com a coordenadora da FJS, Edna Nazaré, a comunidade contará com as consultas gratuitas em clínica, pediatria, exames preventivos, ginecológicos, ultrassonografia e promoção em saúde bucal.

“Além disso, estaremos disponibilizando à população exames de ultrassonografia, preventivo ginecológico, teste de glicemia, aferição de pressão arterial e orientações para prevenção do câncer de mama e próstata”. Continue lendo

‘Vamos avançar! A população sentirá os resultados’, diz Secretária de Saúde de Ilhéus

 

'Vamos avançar! A população sentirá os resultados', diz Secretária de Saúde de Ilhéus 6

Ao conceder hoje (7) pela manhã de uma entrevista na Ilhéus FM, com o apresentador Vila Nova, a secretária municipal da Saúde, Elizângela Oliveira anunciou que na próxima sexta-feira (10) serão retomados os processos licitatórios para a recuperação de seis postos de saúde que estão com obras paralisadas desde o governo passado.  Outras unidades da Sesau serão incluídas no programa de recuperação de prédios públicos, através de uma iniciativa, com recursos próprios do tesouro municipal.

“Infelizmente para se falar da saúde pública em Ilhéus é preciso olhar para o retrovisor. Encontramos uma saúde devastada onde todos os programas estavam em bloqueio por falta de prestação de contas do governo anterior”, revelou a entrevistada. Elizângela afirmou que até programas como o “Mais Médicos” foram prejudicados, com a redução de seis dos dez médicos que atendiam a população carente, por descumprimento da exigência de alimentar com as informações o sistema de controle do Ministério da Saúde, causando um bloqueio desde 2015. Lembrou que o Samu recebeu duas ambulâncias para ampliação de frota, mas a gestão passada apenas substituiu os veículos antigos, ao invés de ampliar o serviço. O fato gerou mais uma penalidade ao município que, somente agora, está conseguindo reorganizar a situação para a renovação da frota.

As providências para pôr ordem na gestão da saúde não param por aí. A secretária informou que recentemente conseguiu renegociar uma dívida de quase 500 mil reais – maior parte herdada da gestão anterior –  com a operadora de telefonia que fornece internet. O serviço, só agora restabelecido, vinha prejudicando a marcação de consultas e exames online nas unidades de saúde. Elizângela disse ainda que é fundamental o entendimento do servidor sobre a relevância do seu papel na prestação de serviço para a população. “Numa fiscalização de rotina a um posto de saúde vimos um aviso afixado na parede: Estamos sem internet, informava. No entanto, para nossa surpresa, verificamos que na sala de marcação de consultas o computador e o serviço de internet estavam normais, porém a responsável estava ausente do local de trabalho. Esse tipo de negligência só contribui para piorar o quadro da saúde em Ilhéus”, afirmou.

A secretária considera pertinentes as críticas que a Sesau vem recebendo, mas assegura que os trabalhos vão apresentar resultados e, aos poucos, estas críticas irão diminuir. “Um paciente que estava na UTI quando apresenta sinais de melhora vai direto pra casa? Claro que não. Primeiro vai para semi-intensiva, depois enfermaria e a partir daí pra casa. Esta é a mesma evolução para conquistarmos uma saúde de qualidade. Não adianta abrir unidades e dois meses depois fechar por falta de profissional ou de manutenção. É preciso estrutura para permanecer em pleno funcionamento. É esse o planejamento que está sendo feito”, garantiu Elizângela. Continue lendo

ILHÉUS: Secretaria de Saúde divulga resultado do LIRAa, e mapa de infestação do mosquito Aedes aegypti

ILHÉUS: Secretaria de Saúde divulga resultado do LIRAa, e mapa de infestação do mosquito Aedes aegypti 7

Nova avaliação das informações sobre infestação por larvas do Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Zíka, Febre Amarela e Febre Chikungunya, revela que 15 bairros estão em risco de surto da doença em Ilhéus.

No geral, o índice predial na cidade foi de 7,1% dos imóveis pesquisados apresentam larvas do Aedes aegypti, que coloca a cidade em situação de alerta. Todavia, 18 bairros apresentam um índice satisfatório, mas deve continuar permanentemente a prevenção, não deixando qualquer recipiente com água. 

O resultado do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), apresentado nesta sexta-feira (03) pela Secretária de Saúde Elizângela Oliveira e o Coordenador de Endemias Roberto Almeida, tem como metodologia a identificação onde estão concentrados os focos dos mosquitos em cada bairro. A divulgação do LIRAa é simultânea ao lançamento da Campanha Nacional de Combate às Arboviroses para reforçar o alerta que vem sendo feito pelo Ministério da Saúde. Este ano, a campanha aumentará o tom de alerta, com o testemunho de pessoas que tiveram dengue, zika e febre chikungunya e lembrando as que morreram em decorrência das doenças.

“Apesar de que o grau de conhecimento das pessoas sobre a doença e a prevenção seja avançado, o ilheense sabe que tem papel primordial na eliminação dos focos do mosquito, o que ainda é um desafio. Prova disso é o resultado do LIRAa deste ano. Neste aspecto, ainda é necessário o esforço da população em fazer sua parte, tendo em vista, que mais de 90% dos focos se encontram nas residências, logo, cada um fazendo a sua parte iremos contribuir para um verão sem epidemia das doenças transmitida pelo mosquito” alerta o Coordenador de Endemias Roberto Almeida.  Continue lendo

Faculdade Madre Thaís implanta projeto ‘Bem Me Quero’ com o objetivo de atuar na promoção da saúde da mulher.

Faculdade Madre Thaís implanta projeto 'Bem Me Quero' com o objetivo de atuar na promoção da saúde da mulher. 8
O Projeto ‘Bem Me Quero’ é mais uma iniciativa da Faculdade Madre Thaís (FMT), visando aprofundar o conhecimento dos seus alunos, transferir conhecimento e levar o bem estar a população, principalmente àquelas faixas menos assistidas. A iniciativa dos cursos de Biomedicina e Enfermagem foi idealizada pelas professoras Renata Couto e Milena Aleluia e vai permitir a realização do exame preventivo do câncer do colo do útero.
Para realização do exame preventivo (Papanicolau), as interessadas devem fazer o agendamento nas terças-feiras, das 13h30min às 18 horas, através do telefone (73)3222-6428. O atendimento será na UPA da FMT. Serão beneficiadas mulheres com vida sexual ativa a partir de 18 anos de idade, contribuindo com R$ 15,00 e 1 kg de alimento não perecível.
A professora Ana Paula Adry, coordenadora do curso de Biomedicina da Faculdade, explica que “o Projeto ‘Bem Me Quero’, surgiu com o objetivo de atuar na promoção da saúde da mulher. Tem como finalidade o compromisso com as mulheres participantes visando melhor qualidade de vida, a partir da realização do exame de Papanicolau, promovendo o diagnóstico, prevenção e tratamento do câncer de colo de útero, lesões, inflamações vaginais e vaginoses”.
“Mulheres, em especial, que possuem vida sexual ativa devem realizar o exame de Papanicolaou pelo menos uma vez ao ano para detecção de possíveis alterações, aumentando as chances de cura. Desta forma, estamos em busca de novos desafios para que possamos alcançar resultados positivos e maior satisfação da população feminina, visto que o Brasil revela elevada incidência do câncer de colo do útero, correspondendo a 4ª causa de morte no país, chegando a ser o 1º colocado em áreas mais desfavorecidas,” frisa a professora.
Ela acrescenta que “o projeto Bem Me Quero estará acolhendo mulheres com muita responsabilidade e todo cuidado para se sintam seguras e amparadas, a partir da oferta de diagnóstico, orientações e esclarecimentos acerca da saúde da mulher”. A equipe, coordenada pela enfermeira, Renata Couto e pela biomédica Dra. Milena Aleluia, com a participação dos discentes de Enfermagem e Biomedicina Adrielle Acássia, Gilbernildes Bomfim, Girlene Bitencourt, Jaqueline Barreto, Jaqueline Ferreira, Manuela Rodrigues, Maria Clara Barbosa, Marta Caroline, Miquéias Rocha, Sara Leal, Vanessa Santos e Victor Arandiba.

Continue lendo