Saúde

ILHÉUS: Secretaria de Saúde alerta para vacinação contra o sarampo

ILHÉUS: Secretaria de Saúde alerta para  vacinação contra o sarampo 2

Foto: Cristine Rochol/PMPA

Diante dos casos registrados em outros estados brasileiros, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) orienta a população ilheense, com faixa etária até 49 anos, a procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS), portando a carteira de vacinação no intuito de tomar a dose da vacina contra o sarampo.

Para receber as 2 doses da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) em pessoas com idades de 1 a 29 anos. Já em pessoas com idades de 30 a 49 anos, devem receber 1 dose da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola). Quem já tomou não precisa mais.

A Vigilância Epidemiológica de Ilhéus ressalta que o município é um dos roteiros turísticos mais procurados do Brasil e por esse motivo é de suma importância que as pessoas se conscientizem e colaborem com a ação. Continue lendo

Central Nacional Unimed apoia campanha de prevenção contra sarampo e destaca importância das vacinas

Central Nacional Unimed apoia campanha de prevenção contra sarampo e destaca importância das vacinas 3

O sarampo é uma doença viral, com alto risco de transmissão pela tosse e espirro, que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. É causada pelo morbillivirus e os principais sintomas são febre alta (acima de 38,5°C), dor de cabeça, manchas vermelhas – que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas e se espalham pelo corpo -, tosse, coriza, conjuntivite e mal-estar.

“A única medida efetiva de prevenção contra o sarampo é a vacina tríplice viral, que também imuniza contra caxumba e rubéola”, alerta a pediatra, auditora da Central Nacional Unimed, Gilvânia Mota. Ela destaca que essa imunização faz parte do calendário vacinal e é distribuída gratuitamente nos postos de saúde.

O estado da Bahia reforça a campanha de esclarecimento e imunização contra o sarampo e a Central Nacional Unimed contribui com o trabalho de disseminação de informações. A população com idade entre 12 meses e 49 anos, que ainda não se protegeu, deverá comparecer a uma das unidades da rede básica de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, munida do cartão de vacina e documento de identificação para atualização.   Continue lendo

Prefeitura de Ilhéus intensifica ações educativas para o controle da dengue

Prefeitura de Ilhéus intensifica ações educativas para o controle da dengue 4

Sensibilizar e conscientizar a comunidade sobre os perigos causados pelo mosquito Aedes aegypti. Proposta das equipes da Coordenação de Combate às Endemias e de Educação da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), que reforçam as ações estratégicas para o controle do mosquito transmissor da dengue no município, promovendo visitas em imóveis notificados como positivos, de acordo com o terceiro Levantamento de Índice Rápido de Aedes Aegypti (LIRAa).

O último LIRAa, realizado no período de 5 a 9 de agosto, revelou um índice de proliferação superior a 8,5%. Diante disso, as atividades de campo se intensificaram nos bairros mais propensos à propagação.

Capacitações – Na manhã desta quarta-feira (14), os agentes de combate às endemias participaram de uma capacitação para o manuseio de tabletes, dispositivos que auxiliarão na execução dos trabalhos de campo. A ação educativa aconteceu na Faculdade Madre Thaís, com a presença das equipes de Educação e Saúde, de Bloqueio de Casos Notificados e da Equipe de Monitoramento dos Pontos Estratégicos (MPE).   Continue lendo

Uma mentira contada mil vezes não pode virar verdade, desabafa Magela

Uma mentira contada mil vezes não pode virar verdade, desabafa Magela 5

O secretário municipal de Saúde, Geraldo Magela fez um balanço de sua atuação à frente da pasta, na manhã da última terça-feira (13) durante entrevista concedida ao comunicador Vila Nova, do programa O Tabuleiro, na Ilhéus FM. Além de pontuar avanços, o titular desmentiu boatos referidos a ele e ao trabalho desenvolvido nos diversos setores da saúde do município. Sobre este assunto desabafou: “Uma mentira contada mil vezes não pode virar verdade”.

Ele fez esta afirmação rebatendo a onda de Fake News, desmentindo, por exemplo, a falta de médicos nos postos de saúde. Magela pediu à população que não reproduza notícias falsas. “Encarecidamente eu peço que chequem as informações e não divulguem notícias inverídicas. Saúde é coisa séria. Alguns pacientes podem achar que não encontrarão atendimento e vir a falecer”, declarou se referindo aos atendimentos de nefrologia que estão mantidos.

Por Teixeira – Segundo o gestor “parece que algumas pessoas vêm recebendo dinheiro para mentir e tentar evitar a melhora da saúde do município. Mentira tem limite, saúde não deve ser palco de politicagem”, rebateu. “Sobre minha passagem por Teixeira de Freitas, saí de lá como o melhor secretário de Saúde. Quando pedi demissão fiz um relato ao prefeito, à imprensa e ao Ministério Público, e deixei dinheiro para concluir as obras. O processo foi arquivado”, lembrou. Continue lendo

ILHÉUS: Secretaria de Saúde discute ações para a chegada do Porto Sul

ILHÉUS: Secretaria de Saúde discute ações para a chegada do Porto Sul 6

Foto: SESAU

O secretário municipal de Saúde, Geraldo Magela se reuniu na manhã desta terça-feira (13), com representantes da Bahia Mineração (BAMIN) e coordenadores municipais dos setores da saúde em Ilhéus. A pauta discutiu ações relacionadas aos impactos ambientais causados na região norte da cidade, com a chegada dos terminais do Porto Sul. Os grupos de trabalho estão empenhados em adotar diretrizes de assistência em saúde para as comunidades localizadas nessa região.

Participaram do encontro coordenadores do Planejamento da Atenção Básica; Departamentos de Saúde da Criança, da Mulher e do Trabalhador; Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle do IST-Aids e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) do município. Na visão do titular da Saúde de Ilhéus, o encontro entre estes articuladores fortalece o projeto, que desde maio último, unificou a constituição da Sociedade de Propósito Especifico (SPE). Continue lendo

MAGELA REBATE FAKE NEWS E AFIRMA QUE NÃO FALTARÃO MÉDICOS NOS POSTOS DE SAÚDE DE ILHÉUS

MAGELA REBATE FAKE NEWS E AFIRMA QUE NÃO FALTARÃO MÉDICOS NOS POSTOS DE SAÚDE DE ILHÉUS 7

Em entrevista na manhã desta terça –feira (13) no programa O Tabuleiro – Ilhéus FM, o secretário municipal de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, pediu que a população não reproduza notícias falsas “ Encarecidamente eu peço que chequem as informações e não divulguem notícias inverídicas. Saúde é coisa séria. Alguns pacientes podem achar que não encontrarão atendimento e vir a falecer”. A declaração do secretário foi dada ao falar sobre os atendimentos de nefrologia em Ilhéus, que estão mantidos, desmentindo boatos que afirmavam o contrário.

Respondendo a diversos questionamentos dos ouvintes que participaram por mensagens de whatsapp e telefone, Magela afirmou que na próxima semana as unidades de atenção básica à saúde terão profissionais. “Com a seleção simplificada que deve acontecer essa semana vai resolver os problemas da falta de profissionais nas unidades de saúde”, disse. Continue lendo

ILHÉUS: Programa identifica pacientes portadores de hanseníase

ILHÉUS: Programa identifica pacientes portadores de hanseníase 8

Mais uma ação do Programa de Orientação e Reabilitação de Incapacidades em Hânsenicos (PROREABIH) Projeto de Extensão da Faculdade Madre Thaís (FMT-Ilhéus) foi realizada no curso de Analises Clinicas do Centro Estadual de Educação Profissional do Chocolate Nelson Schaun (Ceep Nelson Schaun).

O Programa funciona uma vez por semana, visitando as escolas da rede pública com o objetivo de passar orientações com relação à hanseníase (prevenção, tratamento, como evitar incapacidades físicas, evitar reações hansênicas etc).

De acordo com a professora Gracielle Santos, Fisioterapeuta Especialista em Neurofuncional e coordenadora do PROREABIH, da FMT-Ilhéus a parceria com as secretarias municipais de Educação e de Desenvolvimento Social tem o objetivo de transformar alunos e professores em multiplicadores de conhecimento. “Passamos orientações de educação e saúde nessa temática nas escolas eles multiplicam esse conhecimento divulgado nas comunidades onde moram e interagem”. Continue lendo