Publieditorial

Dança das Cadeiras com a reforma administrativa sacode tabuleiro político de Ilhéus

Dança das Cadeiras com a reforma administrativa sacode tabuleiro político de Ilhéus 1

Na minha infância brinquei muito de Dança das Cadeiras, uma brincadeira que estimulava a concentração e a competitividade daqueles que almejavam sentar na bendita cadeira e quase sempre eu conseguia vencer, quando não, dava um jeito de ganhar, coisas de criança (risos).

Depois de um resultado inesperado e conturbado percebemos diversas articulações visando o inegável, estamos discutindo 2020? Sim, estamos, até porque entendo que a política é uma engrenagem que não para nunca, e toda hora pode ser envolvida e discutida por todos a sua volta. Diferente do que muitos pensam, os diversos “derrotados” estão tentando chegar longe unindo o útil ao agradável. A eleição de 2018 foi um aquecimento para o que está por vir, e não será pouca coisa caro leitor (a), saberemos quem é quem no jogo político e até que ponto podemos achar que aquele determinado candidato será vitorioso ou não.

A eleição que acabou mostrou aos políticos que gostam de afirmar que são “fortes”, que o modo antigo de campanha não funciona, a compra de votos não foi a mola percursora dos dividendos que proporcionaram ao novato Delegado Alessandro Vieira a eleição disparada de Senador, garantindo ao mesmo uma votação surpreendente e surreal, nunca tinha visto algo parecido em resultados eleitorais, digo em candidatos em primeira eleição. Foi algo inédito! Continue lendo

O ato nulo de Nazal

O ato nulo de Nazal 2

Que o Vice-Prefeito de Ilhéus José Nazal (REDE), assumiu a Prefeitura quando o Prefeito Mário Alexandre (PSD) foi representar Ilhéus nos Estados Unidos, ninguém tem dúvida.

Mas, ao fundamento, não restou dúvida que os atos foram “na prática” nulos, e serviu apenas para conceder uns dias de fama e de boa fé ao vice, uma vez que os servidores na prática não foram reintegrados.

Em síntese, o processo judicial que culminou na demissão tem vícios e problemas/embates jurídicos, também sabemos, que violaram princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório, e o parecer da Desembargadora Silvia, elucidou este acontecimento. Continue lendo

IBEC ABRE INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE NR10SEP

IBEC ABRE INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE NR10SEP 3

O Instituto Brasileiro de Educação, Ciência e Tecnologia- IBEC abre inscrições para o Curso de NR10 SEP com carga horária de 40 horas.

A NR10 SEP, o Sistema Elétrico de Potência – SEP, é uma Norma Regulamentadora para quem atua na área de Geração, Transmissão, Distribuição e Consumo. É exigida pela COELBA como requisito para contratação. Continue lendo

Por coerência, governo deve criar o Bolsa Pistola

Por coerência, governo deve criar o Bolsa Pistola 4

O afrouxamento na liberação da posse e do porte de armas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, demonstra que esta é uma política do governo, mas que atende, principalmente, aos eleitores do atual ocupante da principal cadeira do Palácio do Planalto.

Não faz parte, entretanto, de nenhum programa de Segurança Pública, já disseram o vice-presidente Mourão e o ministro Sérgio Moro, o responsável por essa área tão sensível do governo.

Quem sai ganhando com isso?

Evidentemente, além das indústrias do setor, aqueles que acreditam que quanto mais armas, menos mortes, uma equação que eu não consigo resolver por nenhum dos lados. Continue lendo

IBECBR ABRE INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE NR10

IBECBR  ABRE INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE NR10 5

O Instituto Brasileiro de Educação, Ciência e Tecnologia- IBEC abre inscrições para o Curso de NR10 com carga horária de 40 horas.

A Norma Regulamentadora Nº10 do Ministério do Trabalho estabelece os requisitos e condições mínimas para a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade.

Esta NR10 se aplica aos profissionais que atuam na geração, transmissão, distribuição e consumo de energia, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção das instalações elétricas e quaisquer trabalhos realizados nas suas proximidades. Continue lendo

Professor Reinaldo escreve uma Carta aos Ilheenses

Professor Reinaldo escreve uma Carta aos Ilheenses 9

CARTA AOS ILHEENSES

Amigas e Amigos,

Vejo um futuro incerto. Isso tem me deixado incomodado. Por onde vou, a sensação de desordem e má gestão, tem comprometido o futuro dos ilheenses.

É estarrecedor, saber que nossa linda e rica Ilhéus, prestes a completar  500 anos de história e cultura,  que já foi uma das 10 cidades do Brasil melhor para se viver, e mesmo com um orçamento anual de mais de R$500 milhões de reais, se tornou a cidade que mais perdeu população na Bahia, tem mais de 60 mil pessoas  na extrema pobreza, crianças, cuja única refeição do dia é feita na escola, quando nesta, ainda oferece e uma enorme parcela de desempregados.

Nossa Ilhéus apresenta uma das piores taxas com capacidade de investimento próprio.

Mesmo possuindo uma estrutura logística consolidada, não consegue atrair investimentos privados para gerar empregos para nossa juventude. 

Apesar de sermos um Município predominantemente agrícola, 70% do que consumimos, vem de outros municípios. A chuva que traz esperança aos agricultores torna-se pesadelo para os moradores dos altos e morros de Ilhéus.

Depois do Rio de Janeiro e São Paulo, Ilhéus foi a cidade que mais foi tema de novelas, seriados e filmes, mesmo assim, não se conseguiu profissionalizar o turismo, limitando-nos apenas ao veraneio.

É inadmissível fechar os olhos para tudo isso e fingir que está tudo bem. Continue lendo

Covarde, impiedoso e vingativo, Zé Dirceu toma carro de jornalista do interior da Bahia

Covarde, impiedoso e vingativo, Zé Dirceu toma carro de jornalista do interior da Bahia 10

O petista José Dirceu, quando ainda era um poderoso ministro de um governo que se chafurdou no mar de lama da propina e da corrupção, não teve a coragem necessária para processar nenhum veículo da Grande Mídia. Não processou a Folha. Não processou o Estadão. E também não processou a Veja. Resolveu processar o jornalista Marcel Leal, do jornal A Região de Itabuna (BA).

O processo tramitou em tempo recorde e Marcel acabou sendo condenado a indenizar o ministro.

Mais tarde, quando ficou evidenciado que o jornalista estava correto, o processo já havia transitado em julgado.

Sem perda de tempo, o petista está executando a dívida e vai confiscar o carro do jornalista.

Marcel Leal publicou o seu relato sobre o caso:

“Sim, aquele José Dirceu, ex-ministro de Lula, eminência parda do governo, milionário, condenado a 30 anos de cadeia por corrupção, vai tomar o meu único carro, que levei três anos para pagar com muita dificuldade. Ele será confiscado para pagar uma indenização ao petista.

José Dirceu me processou porque não gostou de um artigo que escrevi sobre o assassinato do prefeito petista Celso Daniel, comentando o relatório da investigação feita pelo Ministério Público de São Paulo, que apontava para a cúpula do PT, na época comandada por ele. Continue lendo