Previdência

Imposto de Renda 2018: entrega da declaração começa hoje

Imposto de Renda 2018: entrega da declaração começa hoje 1

A entrega da declaração do Imposto de Renda 2018 começa nesta quinta-feira (1º). Os contribuintes vão ter até dia 30 de abril para acertarem as contas com a Receita Federal. 

Aqueles que não respeitarem o prazo estão sujeitos ao pagamento de multa de 1% por mês de atraso. O valor mínimo de cobrança é de R$ 165,74 e, o máximo, pode chegar a 20% do imposto devido.

Neste ano, os trabalhadores que tiveram ganho bruto superior a R$ 28.559,70 devem declarar o Imposto de Renda. Quem tiver rendimento inferior a este é isento. 

Os trabalhadores de atividades rurais têm um valor mínimo diferente e precisam declarar o imposto quando os ganhos forem superiores a R$ 142.798,50. 

Como declarar

O primeiro passo é baixar o programa de preenchimento do Imposto de Renda, disponibilizado pela Receita Federal. 

Imposto de Renda 2018: entrega da declaração começa hoje 2

Também é possível preencher a declaração por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”, que pode ser baixado em aparelhos com sistema operacional iOS e Android. O aplicativo está disponível a partir do primeiro dia de entrega da declaração (1). 

Os contribuintes devem preencher a declaração com informações pessoais e dados do rendimento ao longo do ano. Para isso, é necessário ter documentos em mãos, como informe de rendimento salarial, CPF próprio e dos dependentes e recibo de pagamento de convênio médico, por exemplo.  Continue lendo

Prova de vida INSS: doentes e residentes no exterior, como fazer?

Prova de vida INSS: doentes e residentes no exterior, como fazer? 3

O beneficiário deve ir até sua agência bancária, levando um documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de habilitação, entre outros). 

 Para tornar o processo de recebimento mais seguro, alguns bancos que possuem sistemas de biometria estão usando essa tecnologia para realizar a comprovação de vida nos próprios terminais de autoatendimento. 

O que é necessário para se cadastrar como Procurador no INSS? 

Para se cadastrar junto ao INSS, o procurador deverá comparecer a uma Agência da Previdência Social e apresentar procuração devidamente assinada, conforme modelo disponível  na página do INSS, ou registrada em Cartório (se o beneficiário for não alfabetizado) e o atestado médico (emitido nos últimos 30 dias) que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa ou atestado de vida emitido por autoridade consular (no caso de ausência por motivo de viagem/residência no exterior), além dos documentos de identificação do beneficiário e do procurador. 

Pessoas doentes

Quem não puder ir até as agências bancárias por motivos de doença ou dificuldade de locomoção pode realizar a prova de vida por meio de um procurador, que deve ser previamente cadastrado no INSS. 

Para quem mora no exterior

Os segurados que residem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível no site da Repartição Consular Brasileira ou no site do INSS. 

Caso o beneficiário opte por usar o Formulário, este deverá ser assinado na presença de um notário público local, que efetuará o reconhecimento da assinatura do declarante por autenticidade. 

Já quando o beneficiário estiver residindo em país signatário da Convenção sobre Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros (Convenção de Haia/Holanda, de 05 de outubro de 1961), aprovada pelo Decreto Legislativo nº 148, de 12 de junho de 2015, o Formulário deverá ser apostilado pela autoridade competente da mesma jurisdição do cartório local. 

Em se tratando de país não signatário, o Formulário deverá ser legalizado pelas representações consulares brasileiras. 

Os bancos estão comunicando os beneficiários sobre a comprovação de vida por meio de mensagens informativas, disponibilizadas nos seus caixas eletrônicos e sites na internet.  Continue lendo

Aposentados e Pensionistas têm até amanhã (28) para fazer Prova de Vida

Aposentados e Pensionistas têm até amanhã (28) para fazer Prova de Vida 4

Os aposentados e pensionistas que recebem salário com base no regime do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) têm somente até esta quarta-feira (28) para fazer a Prova de Vida. Quem não fizer a comprovação de vida no prazo estabelecido poderá ter o pagamento do benefício interrompido.

De acordo com o INSS, quase 32,6 milhões dos mais de 34 milhões de beneficiários realizaram a comprovação de vida até o o momento.

Com isso, restam que cerca de 1,4 milhões de beneficiários compareçam aos bancos pagadores de seu benefício para realizar o procedimento. O INSS reforça que não é necessário comparecer a uma Agência da Previdência Social para realizar o recadastramento.O procedimento é uma atualização de dados cadastrais, com renovação de senha do cartão de pagamento do benefício, feita diretamente na agência bancária onde o segurado recebe seu pagamento mensal.

O prazo inicial para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a comprovação de vida em 2017 terminaria em 31 de dezembro de 2017. No entanto, devido ao grande número de beneficiários que ainda não realizaram o procedimento, o prazo foi estendido até 28 de fevereiro de 2018. Continue lendo