Política

Ibope: Lula e Bolsonaro na frente

Ibope: Lula e Bolsonaro na frente 1

Lula e Jair Bolsonaro iriam para o segundo turno se as eleições presidenciais fossem hoje. É o que mostra a primeira pesquisa feita pelo Ibope para medir o pulso da corrida presidencial de 2018.

Em qualquer cenário apresentado ao eleitor, Lula fica com o mínimo de 35% e o máximo de 36% das intenções de voto. Bolsonaro aparece com 15% quando enfrenta Lula. E cresce para 18% se o ex-presidente for substituído por Fernando Haddad (neste caso, está empatado com Marina Silva).

A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 22, com 2.002 pessoas em todos os estados brasileiros, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Marina Silva é a terceira colocada em qualquer cenário com Lula, com índices entre 8% e 11%, dependendo dos adversários. Se Lula ficar de fora, Marina lidera, empatada com Bolsonaro.

Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e João Doria surgem embolados num pelotão abaixo, com percentuais entre os 5% e 7%. Ciro sobe até os 11% quando Lula é substituído por Haddad (que tem a preferência de 2%).

Quando o Ibope não apresenta ao entrevistado uma cartela com os nomes, ou seja, a citação sobre o candidato é espontânea, Lula aparece com 26% das intenções de voto (no Nordeste tem 42%) e Bolsonaro com 9%.

O pelotão seguinte fica muito distante entre 2% (Marina) e 1% (Ciro, Alckmin, Dilma, Temer, Doria). Continue lendo

ILHÉUS: Cacá quer deixar de ser personagem do folclore político em 2018

ILHÉUS: Cacá quer deixar de ser personagem do folclore político em 2018 2

Foto montagem da página Jabes Rancoroso.

O Ex-Candidato a prefeitura de Ilhéus Cacá Colchões (PP) tem esperança de mudar de patamar junto ao eleitorado ilheense, particularmente em 2018.

Cacá projeta que, pelo menos, deve deixar de ser personagem do folclore local (neste item, que fique claro – ” a mula sem cabeça” já mora na memória popular).

É, de fato, uma longa história de Cacá, começando em 2006. Houve momentos em que só Cacá assegurava, diante da desconfiança geral, que iria correr sobre os trilhos até o Palácio Paranaguá, mas tinha um PMDB e um Jabes no meio do caminho.

É lembrar que o dono do PP é a família e grupo Ribeiro, desde quando foi inventado o “transporte ferroviário”. Continue lendo

Maia diz que Reforma da Previdência precisa ser enxugada para passar

Maia diz que Reforma da Previdência precisa ser enxugada para passar 3O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, disse há pouco que a Casa voltará a discutir a Reforma da Previdência a partir de novembro. A pauta deve retornar ao centro do debate após os deputados rejeitarem nesta noite (25) o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Foram 251 votos contrários à autorização para investigação, 233 votos favoráveis e duas abstenções.

Na avaliação de Maia, para que seja aprovada, a Reforma da Previdência precisará ser enxugada e focada em aspectos considerados essenciais para “acabar com a maior transferência de renda do mundo de pobres para ricos”. Ele destacou a fixação da idade mínima e as regras para servidores públicos.

“É óbvio que um sistema onde 7 milhões [de pessoas] representam um déficit de R$ 150 bilhões por ano e um número de quase 30 milhões de pessoas representam um valor do déficit igual, tem coisa muito errada. A gente tem que priorizar a idade mínima, precisa priorizar a reforma [da aposentadoria] do serviço público e convencer a sociedade e os parlamentares de que essa não é uma pauta contra o Brasil, contra os brasileiros”, afirmou.

O retorno do assunto à pauta de discussões no Congresso também foi mencionado pelo ministro Eliseu Padilha, ao sair de jantar promovido pelo deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG) ontem.

Segundo Maia, o processo de análise da denúncia contra Temer na Câmara intensificou o desgaste do presidente com deputados de partidos aliados ao governo. No entanto, ele avalia que Temer saberá reconstruir sua base aliada na Casa. Continue lendo

Jabes Ribeiro participa do Encontro Estadual do PP

Jabes Ribeiro participa do Encontro Estadual do PP 4

O diretório estadual do Partido Progressista na Bahia realizou na manhã desta segunda-feira, 23, sob o comando do presidente estadual e vice-governador João Leão, o Encontro Regional do PP, que contou com a participação do governador Rui Costa, de deputados federais e estaduais do PP, mais de 50 prefeitos baianos, vereadores, lideranças e convidados. Para o deputado Antonio Henrique Júnior, o encontro foi uma oportunidade de ressaltar ainda mais a unidade do partido.

“Um grande encontro de debate de ideias e temas estaduais e nacionais, mas, principalmente, a reafirmação da unidade do nosso partido. Sabemos do nosso compromisso com o governo Rui Costa e, junto ao governador e ao vice-governador João Leão, estamos trabalhando dia e noite para enfrentar a severa crise que se abateu sobre o país, mas não colocou a Bahia de joelhos”, afirmou o deputado Antonio Henrique Júnior.

O evento contou com as presenças de importantes lideranças do partido, como o senador Roberto Muniz,o secretário geral do PP e ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, o ex-prefeito de Barreiras Antonio Henrique, bem como de lideranças de outros partidos, como os senadores Otto Alencar (PSD) e Lídice da Mata (PSB), além da sempre bem vinda presença do ex-governador e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner.

O Oeste baiano foi representado pelos prefeitos Chepa Ribeiro (São Félix do Coribe), Ney Borges (Mansidão), Marcão Cardoso (Santana), Dedê Alves (Buritirama) e Renatinho (Santa Maria da Vitória); dos vereadores Thaisio, Antonio Dias e Orgeto Bastos (Pilão Arcado); Nei Vilares (Luís Eduardo Magalhães); Nobelino e Leo de Laurenisio (São Félix do Coribe); Adalto de Porto Novo, Zé Vaca Magra, Jau de João Redondo, Renato Luana e Zé Maria (Santana); Petrônio de Paulão, Carletinho, Firmino Tomaz e Josimar de Souza (Santa Maria da Vitória); do vice-prefeito de Baianópolis, Weube Febrônio; do ex-vice prefeito de Barra, Dr. Trajano; e dos ex-prefeitos Ademir Moreira (Jaguaquara) e Artur Silva (Barra). Continue lendo

Aécio arruinou o Brasil, destruiu o PSDB e se matou politicamente

Aécio arruinou o Brasil, destruiu o PSDB e se matou politicamente 5

 

O senador Aécio Neves, pressionado, impôs a condição para renunciar a presidência nacional do PSDB – que o vice-presidente, Tasso Jereissati, renuncie também.

Pressionado para renunciar a presidência do partido, Aécio havia prometido dar a resposta esta semana, provavelmente nesta terça-feira 24, mas já circularam informações sobre a condição que vai impor para renunciar.

E a condição não interessa ao grupo de Jereissati, ou seja, ao PSDB paulista.

O irônico é que o Aécio não destruiu a si mesmo, mas o Brasil ao estimular as chamadas “pautas bombas”, que engessaram o governo Dilma, e o próprio partido. Na disputa para presidente, se a eleição fosse hoje, o PSDB sequer estaria no segundo turno.

Culpa do Aécio.

Chega a ser constrangedora a presença do Aécio no Senado; ele próprio se sente desconfortável.

Mas, ele vai resistir porque entende que se capitular a situação fica ainda pior.

A aposta mais forte do Aécio é na amnésia política nacional, que ele acha que vai favorecê-lo.

Parece maldição; o Aécio se juntou ao Eduardo Cunha para destruir a Dilma e os dois agora amargam as consequências da lei do retorno – os dois estão processados por roubo, enquanto a Dilma lidera a disputa para o Senado em Minas Gerais. Continue lendo

PREFEITO MÁRIO ALEXANDRE PEDE RETORNO DAS OPERAÇÕES COM AVIÕES MAIORES PARA O AEROPORTO DE ILHÉUS

PREFEITO MÁRIO ALEXANDRE PEDE RETORNO DAS OPERAÇÕES COM AVIÕES MAIORES PARA O AEROPORTO DE ILHÉUS 6

MÁRIO ALEXANDRE PEDE RETORNO DAS OPERAÇÕES COM AVIÕES MAIORES PARA O AEROPORTO DE ILHÉUS AO MINISTRO RAUL JUNGMANN.
O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, foi recebido, em Brasília, pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann. Mário foi debater sobre a reativação dos procedimentos de aproximação por instrumentos do aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus. Jungmann recebeu o prefeito em sua residência oficial.

Acompanhado do secretário municipal de Governo, Alisson Mendonça; de Infraestrutura, Hermano Fahning; do diretor de Fomento e Promoção do Turismo, Bernardo Castro Soares, e um piloto da aviação civil que experiência em pousos e decolagens em Ilhéus, Mário Alexandre explicou os transtornos e os prejuízos causados à cidade e aos usuários no período de chuvas. Continue lendo

Supremo decide aplicar Ficha Limpa a políticos condenados antes de 2010.

Supremo decide aplicar Ficha Limpa a políticos condenados antes de 2010. 7

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (4/10) que a Lei da Ficha Limpa pode ser aplicada para políticos condenados por abuso de poder em campanha antes de 2010, quando a lei passou a vigorar. O julgamento foi iniciado em 2015, retomado na semana passada.

Seis dos 11 ministros da Corte votaram nesse sentido de tornar os políticos inelegíveis por oito anos e não somente por três anos, como estabelecia a lei anterior a 2010, da época em foram condenados. Apesar do resultado, os ministros voltarão a discutir o tema na sessão desta quinta-feira (5/10), com o objetivo de decidir quem efetivamente será atingido pela decisão.

A ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, responsável pelo voto que decidiu a favor da aplicação, enfatizou que a matéria foi exaustivamente analisada no TSE, “e todas as razões expostas não a levam a adotar qualquer compreensão de que houve erro do TSE nas últimas eleições”.

Geddel, Saud e Funaro trocam farpas no presídio; Houve até ameaças de mortes.

Geddel, Saud e Funaro trocam farpas no presídio; Houve até ameaças de mortes. 8

A prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, do operador Lúcio Funaro e de Ricardo Saud, executivo da JBS, tem provocado uma sessão de gritaria no presídio da Papuda, em Brasília, onde estão recolhidos.

Segundo o jornal Estadão, relatos indicam que Funaro aguarda o fim do banho de sol e antes de voltar para a cela manda aos gritos recado para Saud, preso do outro lado: “Saud, vou te matar”, aterroriza o delator que o entregou.

Ainda de acordo com o periódico, do seu lado “do muro”, Geddel faz coro: “Saud, também vou te matar”. Saud devolve as provocações, mas só para Geddel. “Cala boca, seu gordo!”

Os três estão mantidos presos em celas diferentes e, por segurança, não se encontram no banho de sol. A unidade prisional promove um revezamento entre os advogados para que eles não se esbarrem nem no parlatório.

Fonte: Aratu online