Notícias

A REVOLTA DO CADEIRANTE MÁRIO MORENO CONTRA O TRANSPORTE COLETIVO DE ILHÉUS

A REVOLTA DO CADEIRANTE MÁRIO MORENO CONTRA O TRANSPORTE COLETIVO DE ILHÉUS 1

Foto: Blog do Gusmão

Nascido em Camamu, José Mário Moreno é um morador antigo de Ilhéus. Há 25 anos, quando deixou a ativa da Marinha do Brasil, passou a complementar a renda da família cortando cabelos. Montou a barbearia na rua onde mora, perto da praça São João Batista, no bairro Pontal. O primeiro nome do estabelecimento fazia referência ao seu apelido (Tatu): “Tatu’s Cabeleireiro”. A alcunha, por sua vez, remete aos tempos de infância. “Eu era gordinho como um tatu redondo”.

Mário aposentou a tesoura em 2014. Diabético, teve grande parte da perna esquerda amputada naquele ano, após a infecção de um pequeno ferimento que provocou ao cortar as unhas. “O dedo apodreceu e a perna foi cortada de pedaço em pedaço”, conta. Os seus filhos herdaram a profissão do pai e mantêm o negócio em outro endereço da mesma rua.

O Blog do Gusmão chegou a Moreno por meio de um dos seus filhos, Fabiano, que nos falou sobre o desejo do pai de manifestar o que pensa a respeito do sistema de transporte coletivo da cidade. Encontramos a família de cabeleireiros no último dia 11, em frente ao salão de beleza que hoje leva o nome de Patrícia, também filha do militar da reserva.

Naquela segunda-feira, conhecemos a revolta de Mário. “Aqui em Ilhéus, nós, cadeirantes, somos tratados como se fôssemos cachorros, porque não tem lei. A lei é essa: quem manda são os empresários. Agora eu preciso de uma pessoa competente que veja isso, para a gente poder ir para um lugar e para outro, porque os motoristas [dos ônibus] não pegam os cadeirantes”, declarou o homem revoltado.

Ele contou que, depois de sair da ativa, sempre fez seus “biscates” – o que incluía o ofício de cabeleireiro. “Mas, agora não posso fazer nada na vida. Estou com trauma até de sair do Pontal para o Centro, porque não tem como pegar ônibus com minha cadeira [de rodas]: eu sou humilhado! ‘Eu sou não’, a maioria dos cadeirantes é, mas, muita gente tem medo de falar. Eu não, porque não devo nada. Eu estou com 71 anos e nunca fui preso, graças a Deus. Minha ficha é limpa”.

Mário fica especialmente revoltado quando os motoristas de ônibus não param ao seu sinal. Ele narrou um episódio que vivenciou no bairro Cidade Nova. “Uma vez, eu estava naquele ponto perto da [antiga] Maternidade Santa Isabel e dei a mão. Passaram cinco ônibus e não pararam”. Segundo Moreno, um homem notou o seu sofrimento e o socorreu. “Tio, você vai pra onde?”, perguntou o rapaz que, conforme o narrador, tinha a pele “escura”. “Vou pro Pontal”, respondeu o militar da reserva. “Então o senhor vai pegar o primeiro [ônibus] que passar”, garantiu o jovem. Continue lendo

MAIS DE 2 MIL FAMÍLIAS DE ILHÉUS SÃO BLOQUEADAS OU CANCELADAS DO BOLSA FAMÍLIA

Bolsa Familia

Nessa quinta-feira (4), o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) bloqueou mais de 220 mil beneficiários do Bolsa Família, na Bahia. O estado é o segundo em número de cancelamentos e de bloqueios no programa.
Em Ilhéus, o governo federal apontou 18.112 beneficiários do programa, dos quais, cancelou 667 cadastros e bloqueou outros 1.706.

Conforme o relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério da Transparência, o estado teve 170 mil cadastros cancelados e 55 mil foram bloqueadas. Em todo o país, o governo federal encontrou 2,5 milhões de famílias com inconsistências cadastrais.

De acordo com as regras do MDS, para receber o benefício, as famílias podem ter uma renda mensal familiar de até R$ 170. As famílias que ganham entre R$ 170 e R$ 440 tiveram o benefício bloqueado. Já as que ganham acima de R$ 440 tiveram o benefício cancelado. Continue lendo

ILHÉUS TERÁ CARNAVAL OFICIAL E NÃO ANTECIPADO

ILHÉUS TERÁ CARNAVAL OFICIAL E NÃO ANTECIPADO 2

A Prefeitura de Ilhéus desistiu de realizar o carnaval antecipado que aconteceria entre os dias 24 a 28 de janeiro, e lançou banner para divulgar as datas do Carnaval Oficial de 2018. O festejo, sob a temática “Cultura e Alegria”, está previsto para acontecer nos dias 10 a 13 de fevereiro, das 16h até 00h, na Avenida Soares Lopes.

ILHÉUS: NOVO HOSPITAL REDUZ FILA PARA CIRURGIA

ILHÉUS: NOVO HOSPITAL REDUZ FILA PARA CIRURGIA 3

Mais de 200 cirurgias realizadas em menos de 20 dias e outras 250 programadas para até o próximo dia 15. Desde que foi inaugurado em 15 de dezembro, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, está reduzindo a espera na fila para procedimentos cirúrgicos dos usuários do SUS na região sul do Estado, além de atender às cirurgias de emergência, que chegam diariamente à unidade de saúde.

Construído pelo Governo do Estado, com um investimento de R$ 114 milhões, o hospital atende a 67 municípios da região sul. As cirurgias programadas através do Mutirão da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) beneficiaram os usuários do SUS de Ilhéus, Arataca, Aurelino Leal, Camacan, Canavieiras, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ipiaú, Itacaré, Itapitanga, Mascote, Santa Luzia, Una e Uruçuca.

O diretor técnico, Cláudio Moura Costa, explica que a unidade de saúde realizará mais de 400 procedimentos cirúrgicos, agendados através do Mutirão, até a 1ª quinzena de janeiro. “O hospital está dando vazão a toda essa demanda. Além disso, nós estamos fazendo o retorno de ambulatório dos pacientes que foram operados na primeira fase. E caso haja necessidade, será marcada posterior visita. Tudo está funcionando a contento, dentro do previsto”, destacou.

De acordo com a Sesab, a unidade é referência para 67 municípios, que abrigam uma população de 1,6 milhão de habitantes. A secretaria da Saúde esclarece ainda que, o HRCC é uma unidade de alta complexidade, ou seja, atende casos laranjas (muito urgentes) e vermelhos (emergência). Como diferenciais, o hospital oferta serviços de cirurgia cardíaca, cateterismo, neurocirurgia, bem como ortopedia de alta complexidade. Continue lendo

Prefeito de Ilhéus declara a Ceplac como patrimônio imaterial e científico do município

Prefeito de Ilhéus declara a Ceplac como patrimônio imaterial e científico do município 4

O Prefeito de Ilhéus Mário Alexandre (PSD) sancionou a lei 3.904 que declara a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – Ceplac – como Patrimônio Imaterial e Científico do Município de Ilhéus. A lei que reconhece a contribuição da instituição ao desenvolvimento econômico, técnico, científico e de preservação ambiental do município foi publicado nesta sexta (05).

Ao sancionar a lei, o prefeito Marão torna Ilhéus protagonista de um novo momento para a região cacaueira baiana.

Em Itabuna, a lei 2417 destacou o reconhecimento internacional da Ceplac que vai permitir não apenas o desenvolvimento de políticas de fomento para o setor agrícola, como também a captação de recursos para uma das regiões com a maior biodiversidade do planeta, o que foi preservado graças aos 250 anos de cabruca, um sistema ecológico de cultivo agroflorestal baseado na substituição de estratos florestais pelo plantio de cacau de forma descontínua e circundado por vegetação natural, preservando os sistemas remanescentes da Mata Atlântica, conforme disse Carvalho.

PORTO SEGURO DEMITIU 150 COMISSIONADOS

PORTO SEGURO DEMITIU 150 COMISSIONADOS 5

O ano começou com uma péssima notícia para 150 funcionários que ocupavam cargos comissionados em diversas secretárias, Gabinete do Prefeito e Procuradoria Geral de Porto Seguro.

Eles foram demitidos por meio de Portaria assinada pelo prefeito em exercício Humberto Nascimento, o “Beto do Axé Moi”, publicada na edição eletrônica de terça-feira do Diário Oficial do município.

A justificativa dada pela Secretaria de Comunicação é de que a cidade vive um momento de dificuldade financeira e que as exonerações, que atingiram apenas comissionados, foram necessárias devido à necessidade de equacionar as contas.

As exonerações, diz Humberto Nascimento, não tiveram qualquer critério político e não vão afetar os serviços municipais. A prefeitura destacou ainda que o município está no “limite prudencial” da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Humberto substitui a prefeita Cláudia Oliveira, que foi afastada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, acusada pelo MPF de corrupção, juntamente com os prefeitos de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, seu irmão; e de Eunápolis, Robério Oliveira, seu marido. Continue lendo

Bahia lidera fraudes no Bolsa Família

Bahia lidera fraudes no Bolsa Família 6

A Bahia, seguida de Pernambuco, lidera as fraudes em cadastros do Bolsa Família, como apontou uma auditoria do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU).

O levantamento diz que há 345.906 cadastros com indícios de subdeclaração de renda, o que, segundo o órgão, representa pagamentos indevidos de até R$ 1,3 bilhão em dois anos.

A Bahia tem 39.759 casos, seguida de 26.839 em Pernambuco. Os dois estados têm mais casos no Nordeste. Além disso, a região é a que mais tem irregularidades, somando 141.789, à frente do Sudeste, que é mais populoso e tem 117.573.

Para chegar a esses números, a CGU comparou a renda registrada em outras bases de dados oficiais, como a do Imposto de Renda e o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), com as que foram declaradas no Cadunico.

Haverá uma investigação e, se as irregularidades forem comprovadas, o governo federal deve acionar os beneficiários legalmente, pedindo a devolução de valor e a impossibilidade de retornar ao programa por um ano.

A maior parte das famílias, 296.940, tem renda subdeclarada entre meio e um salário mínimo ou um e um salário e meio (34.876). Diante dos indícios de fraudes, a CGU recomendou o aperfeiçoamento nos controles de cadastro das famílias. Continue lendo

Sete governadores pedem mais participação do governo federal na segurança

Sete governadores pedem mais participação do governo federal na segurança 7

Governadores de sete estados brasileiros divulgaram na noite desta quinta-feira (5) um manifesto em que solicitam ao governo federal que destine mais recursos à segurança pública. No documento divulgado pela assessoria do governo goiano, os chefes dos Executivos do Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins afirmam que o setor, “particularmente no sistema penitenciário, exige a tomada de providências urgentes por parte do governo federal”.

Na mensagem, Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal), Flávio Dino (Maranhão), Pedro Taques (Mato Grosso), Reinaldo Azambuja (Mato Grosso do Sul), Confúcio Moura (Rondônia) e Marcelo Miranda (Tocantins) endossam parte das críticas feitas nos últimos dias pelo governador goiano, Marconi Perillo, como a falta de vigilância qualificada nas fronteiras do país para coibir os crimes relacionados ao tráfico de armas e drogas e a criação de novas unidades prisionais federais para receber os presos mais perigosos. Desde segunda-feira (1º), três rebeliões foram registradas no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital de Goiás.

Os sete governadores também cobram o imediato descontingenciamento de recursos financeiros do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) que continuam retidos e a adoção de uma legislação mais rígida para a penalização de crimes, com a rediscussão da progressão de regime de penas e a criação de um Fundo Nacional de Segurança Pública. Continue lendo