Ilhéus

ILHÉUS: Estádio Mário Pessoa terá novo gramado e sistema de irrigação

ILHÉUS: Estádio Mário Pessoa terá novo gramado e sistema de irrigação 1

O atual gramado do Estádio Municipal Dr. Mário Pessoa, em Ilhéus está com os dias contados. A notícia foi anunciada nesta segunda-feira (19) à tarde, durante reunião na sede da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), em Salvador. Em seu lugar, surgira uma nova estrutura, com plantação de semente de bermuda que, segundo os especialistas, possui alta capacidade de regeneração e rapidez ao desgaste excessivo. Além disso, o campo ganhará um moderno sistema de irrigação. As melhorias se igualam a Arena Fonte Nova com investimentos da ordem de R$ 200 mil reais, de acordo com emenda impositiva do deputado federal Davidson Magalhães. A previsão de implantação é após a última partida do Colo-Colo na segunda divisão do campeonato estadual.

Participaram do encontro, o diretor estadual de Operações e Espaços Esportivos, Marcos Andrade, o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito da Prefeitura de Ilhéus, Hermano Fahning e o diretor de Esportes, Danilo Rabat, que trataram do protocolo de assinatura de convênios e início das obras. “A mudança se fez necessária por conta das condições do atual gramado. O gramado com semente de bermuda é o que temos de mais moderno. Possui coloração verde intenso, ciclo de vida longo e crescimento acelerado, além de suas raízes serem mais profundas o que possibilita obter uma melhor resistência a pisoteio”, explica o secretário Hermano Fahning.

Sistema moderno – Com o novo gramado, o campo terá um sistema de drenagem e de irrigação no local, considerado pelo secretário, um dos mais modernos e eficientes adotados nos estádios dos grandes centros. “Trata-se de um esquema de captação de água da chuva para utilização em sua estrutura sanitária e irrigação do gramado. Estamos vivendo um momento importante no pensamento sobre o uso que fazemos da água”, ressalta Hermano. Ele salienta ainda que “a preocupação com escassez de água e a elevação dos custos de energia não-renovável acaba criando uma atitude responsável quanto ao impacto ambiental e a sustentabilidade”. Continue lendo

ILHÉUS: ESCOLA PINÓQUIO É ENTREGUE REFORMADA A POPULAÇÃO

ILHÉUS: ESCOLA PINÓQUIO É ENTREGUE REFORMADA A POPULAÇÃO 2

Alunos, pais, funcionários, professores e representantes da comunidade prestigiaram hoje, 20, pela manhã, a solenidade de entrega de mais um equipamento público em Ilhéus, a reforma e ampliação da Escola Municipal Pinóquio, localizada no bairro do Malhado. As antigas paredes que eram feitas de divisórias, foram substituídas por paredes de tijolos para abrigar os 490 alunos da unidade escolar, que também ganhou novos banheiros, cozinha e salas de aula e espaços de convivência.

Durante o ato, alunas cantaram a canção “Trem Bala”, em agradecimento pela reforma total da escola. Emocionado, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, ressaltou que a comunidade do Malhado ganhou mais do que um prédio reformado. “A escola Pinóquio vive uma nova realidade. Apesar de serem muitos os desafios, vencemos mais uma etapa. Esta escola vai atender também, às comunidades vizinhas, pois, agora, temos instalações adequadas e modernas para possibilitar ensino e aprendizagem aos professores e alunos. Eles ainda podem contar com uma estrutura melhor e de qualidade para todos”, avalia o prefeito de Ilhéus.

As novas paredes das salas de aula ganharam um colorido diferenciado. Nelas, os principais heróis da criançada se misturam entre ficção e realidade, na incrível missão de educar. A escola integra uma lista de 10 prédios escolares que estão sendo recuperados, com recursos próprios, pela Prefeitura de Ilhéus. O encontro contou com a presença também dos secretários municipais de Educação, Eliane Oliveira; de Agricultura e Pesca, Walmir Freitas; da diretora escolar, Bárbara Miguel dos Anjos e do administrador do bairro do Malhado, Walderson Carlos (Set). Continue lendo

RENÚNCIA COLETIVA DE ENTIDADES DO CONSELHO DE SAÚDE DE ILHÉUS QUEBRA PARIDADE E EXPÕE CRISE

RENÚNCIA COLETIVA DE ENTIDADES DO CONSELHO DE SAÚDE DE ILHÉUS QUEBRA PARIDADE E EXPÕE CRISE 3
Várias entidades que faziam parte do Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus resolveram renunciar às suas respectivas cadeiras naquela instancia de Controle Social do SUS. Com a renúncia coletiva, o Conselho de Saúde de Ilhéus ficou sem a paridade exigida pela Lei nº 8.142/1990 e pela Resolução nº 453/2012 do Conselho Nacional de Saúde. As entidades todas pertencentes ao segmento dos usuários do SUS, alegam existir uma crise inclusive ética dentro do Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus. Alegam que se afastam de tal ambiente até por uma questão de princípios e cobram o posicionamento do Ministério Público do Estado da Bahia e também do Conselho Estadual de Saúde sabedores da situação.
Asseguram que a saída do Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus, não significa a saída das lutas populares e do Controle Social da Saúde e das demais políticas públicas. Informam que aguardará o momento da realização de um novo processo eleitoral para compor o Conselho Municipal de Saúde, que ocorra de forma democrática, transparente, com regras claras e que afaste a possibilidade de fraudes, irregularidades e vícios; e principalmente acompanhada por observadores.

Continue lendo

Novo aeroporto de Ilhéus ficou na promessa

Novo Aeroporto

Imagem do Projeto

Novo aeroporto de Ilhéus ficou na promessa eleitoral do governo estadual e do federal, hoje sequer mencionado quando fazem as novas promessas para as eleições deste ano. Ao contrário da Ferrovia Oeste/Leste, que parou nos 30% de obra, e do Porto Sul, que continua sendo prometido, o projeto do aeroporto foi abandonado.

Em 2013 o Governo do Estado divulgou, com pompa, que tinha destinado uma grande área atrás da Ceplac para desapropriação e destinação para o novo aeroporto internacional de Ilhéus. No ano eleitoral de 2014 o assunto foi abordado várias vezes pre políticos ligados ao estado.

Em janeiro daquele ano, o Governo da Bahia divulgou que “técnicos já visitam a área do futuro aeroporto de Ilhéus depois da cobrança feita pelo governador Jaques Wagner à Infraero em Brasília. O órgão enviou técnicos para fazer as primeiras medições na área”.

A notícia vinha seguida das promessas. O aeroporto seria internacional, com duas pistas de 3 mil metros e alfândega. Segundo o governo, ainda não existia previsão para o início das obras, mas o aeroporto ficaria pronto antes de 2020. Continue lendo

Procuradoria Jurídica e a Secretaria de Saúde de Ilhéus vão investigar o ocorrido na Maternidade Santa Helena

Procuradoria Jurídica e a Secretaria de Saúde de Ilhéus vão investigar o ocorrido na Maternidade Santa Helena 4

A Prefeitura de Ilhéus convocou ontem (19) pela manhã diretores da Maternidade Santa Helena, em Ilhéus, para dar explicações plausíveis a respeito das imagens que circularam nas últimas horas, pelas redes sociais, de mulheres parturientes internadas naquela unidade, deitadas em tatames após o nascimento dos filhos. No final de semana, a secretária Elizângela Oliveira esteve na Maternidade para verificar a denúncia e acompanhar a situação.

Hoje, convocou uma reunião de emergência que contou com as presenças das enfermeiras Marleide Figueiredo e Naide Silveira, respectivamente Assistente Técnica e Diretora Administrativa da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus, entidade mantenedora da maternidade; o secretário municipal de Comunicação, Alcides Kruschewsky e os advogados Márcio Cunha e Jefferson Domingues, procurador e sub-procurador Geral do Município. “Vamos apurar o que aconteceu”, assegurou.

Constrangimento – As imagens mostram parturientes em áreas incomuns da maternidade. De acordo com Naide Silveira, entre quinta-feira (15) e domingo (18), a Maternidade – a única em atividade em Ilhéus – recebeu 86 mulheres em trabalho de parto, a maior parte delas, segundo informou, em estado expulsivo, quando a gestante apresenta características de dilatação adiantada. O dia considerado crítico para o atendimento foi na sexta-feira – data em que as imagens foram gravadas – quando 35 crianças nasceram.

“Tínhamos que decidir, não havia tempo e estávamos com uma superlotação na maternidade, três vezes maior que em condições de normalidade. É fato que fizemos uma adaptação para garantir o atendimento a todas as mulheres, colocamos aonde não deveria, mas salvamos vidas. Priorizamos isso”, justificou. Continue lendo

Delegacia de Ilhéus é fechada por 24 horas por conta de más condições do prédio

Delegacia de Ilhéus é fechada por 24 horas por conta de más condições do prédio 5

Sindicato denunciou situação à SSP, mas nenhuma providência foi tomada até o momento. (Foto: Divulgação/ Sindipoc)

Policiais civis suspenderam o atendimento ao público na Delegacia de Ilhéus, nesta segunda-feira (19). O plantão foi suspenso, segundo o Sindicato de Policiais Civis da Bahia (Sindipoc), devido à más condições do prédio, atestadas após vistoria da entidade no prédio. A unidade faz parte da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Ihéus).

O Sindicato denuncia que na Delegacia há infiltrações, paredes mofadas, cadeiras quebradas, ar condicionado sem funcionar direito e banheiros interditados. Não há cadeiras para registro de ocorrências e a tubulação hidráulica do setor de custódia está rompida. O Vice-Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, pontua que os policiais apresentam sintomas de problemas alérgicos causados pelo ambiente insalubre. Continue lendo

ILHÉUS: Justiça federal inviabiliza Porto Sul

ILHÉUS: Justiça federal inviabiliza Porto Sul 6

O Porto Sul ficou inviabilizado, no momento, por uma decisão da Justiça Federal, que proibiu o Governo da Bahia e a Bahia Mineração de suprimir vegetação na poligonal do Complexo Porto Sul, no distrito de Aritaguá, no litoral norte de Ilhéus.

A decisão é da juíza federal substituta Leticia Daniele Bolsonario, da Vara Única da Justiça Federal. A magistrada acolheu pedido do Ministério Público da Bahia, representado pela promotora Aline Valéria Archangelo Salvador.

Conforme a decisão, o Ibama não pode autorizar a supressão vegetal da área e, caso o tenha feito, deve suspender a autorização. Essa proibição vai se estender até a audiência de conciliação. Sem poder limpar a área, o projeto do Porto Sul fica parado até decisão em contrário, diz o blog a Região.