Educação

Estado prorroga inscrições do Concurso Público com mais de 3 mil vagas para Professores

Piso salarial dos professores

A Secretaria da Administração do Estado da Bahia (SAEB) e a Secretaria da Educação (SEE) informam que estão prorrogadas inscrições para o Concurso Público destinado a contratar 3.096 Professores, e 644 Coordenadores Pedagógicos.

Para se inscrever os profissionais devem preencher a ficha disponível no site da empresa organizadora FCC (www.concursosfcc.com.br), até às 14h do dia 15 de dezembro de 2017. Nesta etapa é preciso também efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 100,00.

Os Docentes podem optar pelas disciplinas de Arte (96), Biologia (345), Educação Física (122), Filosofia (144), Física (381), Geografia (219), História (207), Língua Inglesa (285), Língua Portuguesa (209), Matemática (618), Química (336), e Sociologia (134).

Em ambos os casos as oportunidades estão distribuídas nas cidades de Irecê, Bom Jesus da Lapa, Seabra, Serrinha, Itabuna, Valença, Teixeira de Freitas, Itapetinga, Amargosa, Juazeiro, Barreiras, Macaúbas, Caetité, Itaberaba, Ipirá, Jacobina, Ribeira do Pombal, Alagoinhas , Feira de Santana, Vitória da Conquista, Santo Antônio de Jesus, Jequié, Santa Maria da Vitória, Paulo Afonso, Senhor do Bonfim, Salvador, e Eunápolis.

A atuação dos novos servidores deve ocorrer em jornada de 40h semanais, com remuneração variável de R$ 2.814,28 a R$ 2.890,87. Continue lendo

Ensino Técnico é apontado como solução para crise no mundo. Números mostram Brasil em atraso

Ensino Técnico é apontado como solução para crise no mundo. Números mostram Brasil em atraso 1

Foto: FUTURA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/PAGOS

Em alguns países, o ensino técnico e profissionalizante atinge mais da metade dos alunos do ensino médio. Segundo o Banco Mundial, 76% dos alunos na Áustria frequentam esses cursos. Na Alemanha, 51,5 %. No Brasil, esse índice é de apenas 7,8%. Em 2011, o Governo Federal criou o Pronatec (Programa nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) mas, com a crise econômica, o programa perdeu fôlego. Em 2014, eram 880 mil vagas e em 2016, o número de vagas caiu para 372 mil.

E diante do cenário de crise mundial e na contramão da história, Cingapura aparece se destacando quando o assunto é ensino técnico. O sucesso do ensino técnico por lá é tanto, que o governo da cidade asiática está exportando seu modelo de educação continuada e ensino técnico – uma espécie de Pronatec Global. Os cursos são alinhados de acordo com as necessidades da indústria, e todos os professores tem direito a cem horas de desenvolvimento profissional, por ano. Depois de criar três escolas técnicas, com porte de universidades para 40 mil alunos, o modelo já começou a ser exportado pelo mundo. No ano que vem, será inaugurado um Instituto de Ensino Superior Técnico no Panamá, com base no de Cingapura.

“O ensino técnico sempre foi visto como uma oportunidade de colocação rápida no mercado de trabalho, pela duração mais curta dos cursos e também perfil mais prático do aprendizado. A crise terminou prejudicando um pouco, mas essa mesma crise foi usada como elemento de incentivo para iniciativas como esta, de Cingapura. Isso só serve para mostrar o quanto precisamos valorizar o ensino técnico e fazer com que, através dele, a gente consiga reaquecer a nossa economia”, conta Anderson Braga, mantenedor do CETTPS, instituição de referência no ensino técnico que funciona há mais de uma década em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Continue lendo

NOVO FIES: Ministério afirma que novas regras criam 310 mil vagas

FIES

O presidente da República, Michel Temer, sancionou nesta quinta-feira, 7, uma reforma nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil, o chamado “Novo Fies”. O programa beneficia estudantes de baixa renda financiando curso superior não gratuito, principalmente, em instituições privadas.

O Ministério da Educação diz que as novas regras criam 310 mil novas vagas para 2018, sendo 100 mil a juros zero. A pasta afirma que as normas atuais vão dar mais sustentabilidade ao programa, que estava em risco.

“A educação é uma das forças motrizes do desenvolvimento nacional. A primeira ideia é que o desenvolvimento nacional se ancora na indústria, no comércio e nos serviços e não na educação. Numa interpretação sistêmica, conseguimos revelar a utilização do fundo regional para a educação porque educação é desenvolvimento. O Fies Novo é trazer o País para o Século XXI”, disse o presidente, em referência à integração entre ministérios e utilização de fundos regionais como fonte de recursos para o Fies, após assinar a sanção no Palácio do Planalto. Continue lendo

CNE define nova base comum curricular da educação básica nesta semana

CNE define nova base comum curricular da educação básica nesta semana 2

O Conselho Nacional de Educação (CNE) irá votar nesta semana seu parecer sobre a Base Nacional Comum Curricular, que deverá embasar os currículos da educação básica e descrever a aprendizagem que deve ser trabalhada na educação infantil e no ensino fundamental. A votação está marcada para os dias 6 e 7 de dezembro, e será feita em sessões públicas.

Após aprovação da base pelo CNE, o documento deverá ser homologado pelo ministro da Educação para começar a valer. Um dos pontos mais polêmicos diz respeito à proposta apresentada pelo Ministério da Educação (MEC) de antecipar a alfabetização das crianças para o 2º ano do Ensino Fundamental. Ainda não há um posicionamento do CNE sobre a mudança, se vai ser mantida na votação.

Atualmente, as diretrizes curriculares determinam que o período da alfabetização deve ser organizado pelas escolas até o 3º ano do ensino fundamental. Esse também é o prazo previsto no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, que estabelece que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade. No entanto, o governo entende que as crianças de famílias mais ricas já estão plenamente alfabetizadas ao final do 2º ano, e esse direito deve ser assegurado para todas as crianças.

Ideologia de gênero

As questões relacionadas à ideologia de gênero e orientação sexual também deverão ser tratadas no texto final da base. O CNE diz que vai vai trabalhar essa questão “respeitando o pluralismo, as diferença e os direitos humanos, com um texto que possa ser devidamente compreendido”, de acordo com o presidente do Conselho, Eduardo Deschamps. Segundo ele, foram recebidas muitas sugestões em relação ao tema nas audiências públicas, que devem ser levadas em consideração no texto final. Continue lendo

Seminário territorial em Ilhéus debate sobre expansão da Educação Profissional

Seminário territorial em Ilhéus debate sobre expansão da Educação Profissional 3

A abertura do encontro teve a presença do secretário da Educação, Walter Pinheiro – Suami Dias/GOVBA

O I Seminário Territorial de Educação Profissional, no Centro Estadual de Educação (CEEP) do Chocolate Nelson Schaun, em Ilhéus, no Sul da Bahia, está sendo realizado nesta quarta-feira (29) e prossegue na quinta (30), com a proposta de discutir com os integrantes do setor produtivo, educadores e estudantes a qualificação do ensino e as demandas para ofertas de cursos no território. Promovido pela Secretaria da Educação do Estado, o encontro contou, na abertura, com a presença do secretário Walter Pinheiro.

“Temos que trazer o Ensino Superior e os cursos técnicos federais para o nosso contexto. Utilizar o conhecimento de forma que possamos qualificar o ensino, propondo novas formas metodológicas e de avaliação dentro das escolas, valorizando o indivíduo e suas competências, além da sua identidade cultural. A ideia é termos, pelo menos, um curso técnico ofertado nos 417 municípios”, ressaltou o secretário da Educação.

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio Netto, afirmou que os seminários visam ampliar o debate com os diferentes atores sociais para a oferta de cursos, cada vez mais alinhada às demandas territoriais. “Estamos iniciando esses seminários, que serão realizados nos 27 Territórios de Identidade, com o objetivo de qualificar os cursos existentes e dialogar com as prefeituras e instituições federais as possibilidades de criação de novas ofertas, sempre avaliando e analisando as necessidades de cada localidade e sua cultura econômica, integrando a escola e a sociedade”. Continue lendo

Ilhéus: Curso de medicina da Uesc é melhor do estado e segundo do Nordeste, aponta índice

Ilhéus: Curso de medicina da Uesc é melhor do estado e segundo do Nordeste, aponta índice 4

O curso de medicina da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, foi o melhor avaliado da Bahia. A graduação também é a segunda do Nordeste, ficando atrás apenas do curso de medicina da Universidade Estadual do Ceará (Uece), em Fortaleza.

Segundo avaliação do Ministério da Educação (MEC), o curso de medicina da Uesc, obteve Conceito Preliminar de Curso (CPC) contínuo de 3,5407, o que o fez entrar na faixa 4.

O CPC é o indicador de qualidade que avalia os cursos de graduação. Outros cursos entraram também no ranking dos melhores do país. São os casos do curso de medicina da Universidade Estadual do Sudoeste (Uesb), em Vitória da Conquista, em 22° lugar; da Escola Bahia de Medicina e Saúde Pública, em Salvador, em 34°; da Faculdade de Tecnologia e Ciências, em 40°; também na capital. Continue lendo

Atividades lúdicas conscientizam população sobre desigualdade racial

Atividades lúdicas conscientizam população sobre desigualdade racial 5Encerrando as atividades alusivas ao Dia da Consciência Negra, a secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus, através do Centro de Referência da Assistência Social (Cras Sul) realizou nesta sexta-feira (1º) as atividades com crianças e adolescentes que participam do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) no Condomínio Sol e Mar I e II.

Durante a manhã, os assistidos realizaram apresentações do coral, com a paródia da música “Fico Assim Sem Você”, do cantor Buchecha, exposição das artes e gravuras que mostram a diversidade e a igualdade cultural. À tarde, serão realizadas apresentações com grupos de capoeira. Continue lendo

Estudantes de Ilhéus foram premiados em concurso de redação sobre meio ambiente

Estudantes de Ilhéus foram premiados em  concurso de redação sobre meio ambiente 6O Ministério Público da Bahia e a secretaria municipal de Educação de Ilhéus, em parceria com o Abrigo São Vicente de Paulo, premiaram os estudantes vencedores do concurso de redação sobre meio ambiente 2017, durante solenidade realizada, no Centro de Convenções, na tarde de quinta-feira, dia 30. Cerca de 300 alunos da rede pública de ensino participaram do concurso, instituído no ano passado, como forma de despertar a cultura da proteção do meio ambiente nos jovens ilheenses em idade escolar. Continue lendo