Cultura

TJ-BA pede perdão a líder do Candomblé por injustiças e intolerância cometidas no passado

TJ-BA pede perdão a líder do Candomblé por injustiças e intolerância cometidas no passado 1

Foto: TJ-BA

O desembargador Lidivaldo Reaiche, presidente da Comissão de Igualdade, Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos Humanos do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) pediu perdão, em nome do Judiciário, a Ialorixá Carmen Oliveira da Silva, conhecida como Mãe Carmen do Gantois, pelas diversas situações de intolerância religiosa ocorridas nos séculos passados. O pedido de perdão foi feito durante a entrega da Medalha de 410 anos do TJ-BA a Ialorixá, ocorrido na tarde da última sexta-feira (28).

De acordo com o desembargador, que liderou a equipe de comemoração do aniversário do TJ-BA, foram identificadas sentenças “injustas e cruéis” no Arquivo Público da Bahia, contra pessoas que praticavam religiões de matriz africana. “Vários sacerdotes eram presos e as penas, inclusive, eram de 500 chibatadas”, destacou. Lidivaldo Reaiche ainda conta que, em uma sentença, foi registrado que a execução da pena de chibatadas teve que ser interrompida, pois a mulher não iria sobreviver. Para ele, ao longo dos séculos, houve uma “conivência” das autoridades e também do Tribunal de Justiça da Bahia com a violência a sacerdotes e praticantes de religiões como Candomblé. “No momento em que o tribunal comemora 410 anos, é um momento para reflexão sobre sua caminhada. Claro que, como qualquer instituição, é uma caminhada de sombras e luzes. Nós temos que reconhecer que, em relação às religiões de matriz africana, houve omissão e houve injustiça”, avaliou. Continue lendo

Abertura de exposição documenta história da arte sacra em Ilhéus

Abertura de exposição documenta história da arte sacra em Ilhéus 2

Após missa solene do Dia da Cidade realizada na Catedral de São Sebastião, na manhã de sexta-feira (28), visitantes prestigiaram a abertura da Exposição de Arte Sacra. A iniciativa destaca projeto de 500 anos de Ilhéus e integra o calendário de comemorações de 485 anos de fundação. O ato contou com a participação do prefeito Mário Alexandre, que destacou a importância de se manter viva a história das artes sacras.

“Ilhéus é uma cidade de muitas histórias, ninguém pode negar. Muitos são os registros documentados para se manter viva suas raízes, e aqui, valorização da cultura sacra com peças que fazem parte de acervos particulares e acervos das principais instituições religiosas. Vamos trabalhar para que estas raízes se perpetuem e se mantenham vivas em nossas memórias”, ressaltou Mário Alexandre. Continue lendo

Economia criativa é bem valorizada por visitantes em Vila Cultural em Ilhéus

Economia criativa é bem valorizada por visitantes em Vila Cultural em Ilhéus 3

As movimentações em torno da Vila Cultural, espaço alternativo instalado no circuito Viva Ilhéus 2019, registraram boa aceitação por ilheenses e visitantes durante os festejos juninos de São Pedro, celebrado nos dias 28 e 29 de junho. A informação é do secretário municipal da Cultura e do Turismo, Fábio Manzi Junior, ao afirmar que a iniciativa cumpriu se propósito. “Valorizar os criativos da terra, oferecendo a oportunidade de gerar renda e impulsionar a economia local”, disse.

E completa. “Os festejos carregam um extenso número de seguidores. Pensamos em criar uma alternativa de fazer gerar dividendos durante as comemorações. Mais que isso, contemplar os criativos da nossa terra, criando uma janela de oportunidades para apresentação dos seus produtos. Levamos a proposta ao prefeito Mário Alexandre que aprovou de imediato, ressaltando a importância do município apoiar iniciativas que façam gerar renda e emprego em nossa cidade.

Economia criativa é bem valorizada por visitantes em Vila Cultural em Ilhéus 4 Continue lendo

Agricultura familiar baiana é destaque em feira internacional de produtos sustentáveis

Agricultura familiar baiana é destaque em feira internacional de produtos sustentáveis 5

As dezessete cooperativas da agricultura familiar da Bahia, que mostram o potencial de seus produtos na Naturaltech 2019, maior feira de produtos sustentáveis da América Latina, já contabilizaram sucesso no primeiro dia do evento, nesta quarta-feira (5), no Pavilhão Anhembi, em São Paulo. O estande Bahia Produtiva na NaturalTech 2019 é uma ação estratégica do Governo do Estado para apoiar as organizações produtivas da agricultura familiar, para que seus produtos possam ser posicionados em novos mercados, aumentar a comercialização e, consequentemente, a renda dos agricultores familiares. A feira segue até sábado (8).

Continue lendo

Número de propostas apresentadas ao Edital Setorial Audiovisual 2019 – FCBA cresce mais de 300%

Número de propostas apresentadas ao Edital Setorial Audiovisual 2019 - FCBA cresce mais de 300% 6

Com recursos do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), o Edital Setorial Audiovisual 2019 recebeu, entre os dias 03 de abril e 02 de maio, 561 propostas. O volume de envios cresceu 309% em relação ao processo seletivo de 2016, quando foram apresentados 137 projetos voltados para o desenvolvimento e a difusão do audiovisual baiano.

“O aumento expressivo reflete uma demanda do setor e consolida o edital como um dos principais mecanismos de fomento da produção audiovisual do estado”, avalia o superintendente de Promoção Cultural, Alexandre Simões.

Para esclarecer dúvidas e orientar os participantes durante a primeira fase da chamada pública, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) investiu no fortalecimento dos canais diretos de comunicação, por meio da Central de Atendimento Integrado. No total, foram 266 atendimentos, em 75% dos casos realizados via e-mail.  Houve, também, proponentes que buscaram o serviço presencialmente e os que entraram em contato por telefone. Na última modalidade, o protocolo de chamadas registrou todo o histórico e garantiu maior eficiência e segurança no repasse de informações. Continue lendo

Juiz lança livro sobre indígenas e direitos humanos, e cobra mudanças no Judiciário

Juiz lança livro sobre indígenas e direitos humanos, e cobra mudanças no Judiciário 7

(José Cruz/EBC)

O juiz de Direito André Augusto Bezerra, ex-presidente da Associação Juízes para a Democracia (AJD), lança em evento aberto na SP Escola de Teatro, nesta sexta-feira (26), a partir das 20h, o livro Povo Indígenas e Direitos Humanos: direito à multiplicidade ontológica na resistência Tupinambá. Produto da tese de doutorado do magistrado, a obra promove um diálogo sobre a demarcação de terras indígenas, a partir do caso da etnia Tupinambá, na região de Ilhéus-BA, onde há anos os povos originários lutam pelo reconhecimento de seu território.

O processo, no entanto, está parado desde 2012 no Ministério da Justiça, sujeitando os indígenas a uma série de violações e seu cacique, Babau, a constantes ameaças de morte que vem se intensificando nos últimos 100 dias, de acordo com Bezerra. “Diante dessa violação quem sofre são os próprios violados em seus direitos, que são os tupinambás, vistos como verdadeiros invasores da propriedade privada”, lamenta o escritor em entrevista à jornalista Marilu Cabañas, da Rádio Brasil Atual. Continue lendo

Cinquenta e três líderes indígenas estão ameaçados por fazendeiros

Cinquenta e três líderes indígenas estão ameaçados por fazendeiros 8

Foto: cimi.org

Pelo menos cinquenta e três lideranças indígenas da Bahia são assistidas atualmente por um programa de proteção, por estarem sob diversos tipos de ameaças, inclusive de morte. A informação é do portal G1 Bahia.

A maioria das ameaças são de fazendeiros e acontecem no interior do estado, segundo o portal. Os conflitos envolvem disputas por terras.

A Bahia é o estado com maior população indígena do Nordeste e o terceiro do país, segundo o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Continue lendo

Biblioteca Central vive dia de cultura coreana com o Kpop Meeting Bahia 2019

Biblioteca Central vive dia de cultura coreana com o Kpop Meeting Bahia 2019 9

A 5ª edição do Kpop Meeting Bahia 2019 foi realizada neste sábado (23), na Biblioteca Central do Estado da Bahia (BCEB/Barris), em Salvador. A cultura da Coreia do Sul invadiu o espaço do quadrilátero da unidade com um recorde de público, comparado às edições passadas.

Com bate-papos, oficinas, exibição de séries coreanas, curso de idioma, jogos, comidas típicas, música pop e dança, entre outras programações, o evento integrou os fãs da cultura do país asiático. Para um dos organizadores do evento, Junot Freire, “esse é um momento de unir pessoas que curtem a cultura de outros países e, hoje, é como se tivéssemos um pouco da Coreia do Sul aqui no Brasil”. 
Apresentações de grupos cover e performances, com figurinos típicos, ocorreram ao som de famosos da Música Popular Coreana (Kpop), como Exo, Twice, BTS e Got7. “Danço há três anos e isso significa viver o que nossos ídolos vivem, pois passamos por todos os estágios que eles passam em relação a ensaios, coreografias e apresentações. Temos uma comunidade Kpop aqui em Salvador e somos conhecidos entre nós que curtimos esses costumes asiáticos”, afirmou o estudante Bruno Coutinho. 

Continue lendo