Sem categoria

Ilhéus: Universitária acusa 5 policiais militares de invadir casa e agredi-la

Estudante disse ter sido agredida por policiais militares em Ilhéus, no sul da Bahia (Foto: Reprodução/TV Santa Cruz)

Uma estudante universitária acusa cinco policiais militares de agressão em Ilhéus. A mulher conta que os PMs invadiram o apartamento alugado onde ela morava, sem mandado judicial, e que a levaram à força para a delegacia.

A jovem suspeita que a ação tenha sido motivada por conta de uma confusão que ela teve com a proprietária do imóvel, que, segundo a estudante, exigiu que ela saísse do local sem dar um prazo suficiente para ela desocupar a casa. A proprietária, que seria parente de um dos PMs, diz no entanto, que foi agredida pela estudante.

Bianca Meira relatou que estava tomando banho em casa, no dia 8 de setembro, quando os PMs entraram no imóvel e a agrediram. Ela disse ter levado tapas no rosto e afirmou que os policiais ainda apertaram seu pescoço.

“Empurraram a porta e eram cinco policiais militares, armados fortemente. Eu tive tempo de me enrolar na toalha e, quando fui perguntar o que estava acontecendo, um deles grudou no meu pescoço, apertou meu pescoço e começou a me agredir no rosto, com vários tapas no rosto. Vasculhou meu quarto, quebrou várias coisas minhas, vários objetos meus”, declarou a estudante.

Continue lendo

CGU encontra superfaturamento na construção do Terminal Pesqueiro de Ilhéus

Foto: Alfredo Filho

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou o resultado da avaliação da implantação de Terminais Pesqueiros Públicos (TPP), que, à época dos exames, estava sob a responsabilidade do então Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), mas cuja gestão foi transferida, em março deste ano, para o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O objetivo do trabalho foi verificar se os TPPs são construídos ou reformados em cumprimento à legislação; se operam conforme especificações técnicas e sanitárias; e se auxiliam na ampliação e desenvolvimento da pesca.

No TPP de Ilhéus foram encontrada diversas irregularidades, a equipe de fiscalização realizou inspeção física no Terminal Pesqueiro de Ilhéus, durante o período de 24/09/2013 a 27/09/2013, onde foram constatadas as seguintes irregularidades:

a) ocorrência de superfaturamento, em razão da contratação de serviços com preços acima dos valores de mercado no montante de R$ 156.124,01;

b) ocorrência de pagamento indevido à empresa Multisul Construções e Incorporações Ltda, em razão de serviços atestados e pagos em quantidade superior ao efetivamente verificado na inspeção in loco realizada pela equipe de auditoria no valor total de R$ 312.221,01. Esse fato evidencia as fragilidades do MPA no monitoramento, acompanhamento e fiscalização do convênio, não intervindo e repassando os recursos na integralidade;

c) ocorrência de pagamento indevido à empresa Multisul Construções e Incorporações Ltda., em razão de serviços pagos, porém, não executados, conforme o observado em inspeção in loco realizada pela equipe de auditoria no valor de R$ 1.015.685,86.

Do pagamento indevido apontado pela CGU, uma parcela pode ser indicada como causa a atuação da fiscalização. Foi constatado que a Bahia Pesca atestou indevidamente boletins de medição, implicando em pagamentos de R$1.327.906,87, referente a serviços não executados ou executados em quantidades inferiores aquelas efetivamente executadas.

CGU recomenda ao MPF que sejam apuradas as responsabilidades, com vistas a recuperação do pagamento indevido decorrente de serviços não executados, no valor de R$ 1.015.685,86, com data base em 15/03/2010, nas obras do Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus, bem como que sejam apuradas as responsabilidades sobre o ateste de serviços não executados nas obras do Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus, no montante de R$ 1.327.906,87.

A CGU também encontrou que houve superestimativa, sobrepreço ou superfaturamento na aquisição dos principais equipamentos para o TPP (sistema de climatização, câmaras frigoríficas e esteiras de beneficiamento do pescado). No TPP de Salvador/BA e no de Ilhéus/BA, constatou-se que a convenente Bahia Pesca não adotou um índice de BDI diferenciado, em relação aos serviços de engenharia, nas aquisições de equipamentos no TPP de Ilhéus. O valor diferenciado se justifica em razão destes últimos implicarem em custos indiretos inferiores – não há incidência de ISS, por exemplo.


A equipe de auditoria da CGU utilizou o BDI paradigma de 19,60%, estabelecido pelo TCU, em seu Acórdão 2.369/2011-Plenário, para fornecimento de materiais e equipamentos, enquanto o valor do BDI contratado foi de 25%. O superfaturamento identificado no TPP de Salvador/BA foi de R$ 86.003,88, enquanto no TPP de Ilhéus foi de R$ 83.954,94, referentes ao sobrepreço do respectivo equipamento. 
Continue lendo

Ilhéus: Preso suspeito de matar e carbonizar corpo de homem em fazenda; ele diz que recebeu R$ 5 mil por crime

Foi preso na tarde desta quarta-feira (27), no distrito de Olivença-Ilhéus, o suspeito de matar e atear fogo no corpo de Jaime Brito Junior, 35 anos, dentro da fazenda da vítima na zona rural da localidade de Japu, em Ilhéus. O crime ocorreu na segunda-feira (18), e o corpo foi localizado no dia seguinte.

Segundo a polícia, a partir de informações prestadas por familiares, foi possível localizar Derenilson dos Santos Moreira na casa de parentes. A delegada que está à frente do caso, Andréia Oliveira detalha que, após o surgimento de indícios contra ele, o suspeito chegou a ser intimado para prestar depoimento na semana passada, mas não compareceu e fugiu. Ele, então, começou a ser procurado e teve o pedido de prisão preventiva expedido pela Justiça.

Em depoimento, Derenilson contou que no dia do crime, desferiu um golpe que atingiu o queixo da vítima, que desmaiou. Depois, ele o arrastou até o quarto, onde passou a atingi-lo com golpes de marreta. A delegada detalha que esta ação ocorreu durante o dia. À noite, ele retornou à fazenda e ateou fogo no corpo da vítima, que só foi descoberto no dia seguinte ao crime. Continue lendo

Idoso é preso em ônibus que havia saído de São Paulo com destino a Ilhéus

Cão Xerife ao lado da mala com tabletes de maconha – Divulgação/PRF

Um idoso de 60 anos foi preso após ser flagrado com mais de 30 quilos de maconha dentro de sua bagagem, no fim da tarde desta quinta-feira. O material entorpecente foi encontrado pelo cão Xerife, que integra o Grupo de Operação com Cães da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no interior de um coletivo que passava pela Rodovia Presidente Dutra. A ação ocorreu na altura do município de Itatiaia, no Sul do estado do Rio.

Na ocasião, os agentes abordaram o ônibus que havia saído de São Paulo e seguia para Ilhéus, na Bahia. Durante a ação, a equipe da PRF fiscalizou o bagageiro inferior do coletivo, utilizando o cão Xerife, que sinalizou para uma mala de cor preta.

No interior da bagagem, os policiais encontraram 38 tabletes de maconha — um total de, aproximadamente, 31,05 kg. O passageiro responsável pela mala, em seguida, foi identificado pelos agentes. À PRF, ele contou que havia adquirido a bagagem no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo, e a levaria até Ilhéus. O suspeito, no entanto, não disse quanto receberia pelo serviço. Continue lendo

PREFEITURA DE ILHÉUS CONVOCA 31 CONCURSADOS

Prefeitura de Ilhéus

Prefeitura de Ilhéus

 

A Prefeitura de Ilhéus divulgou hoje (24) mais uma lista de convocação de aprovados no concurso público realizado no ano passado. São 31 convocados para diversas áreas.

A lista completa está publicada na edição eletrônica do Diário Oficial. Os concursados têm prazo máximo de 30 dias para apresentar documentação no Departamento de Recursos Humanos, da Secretaria de Administração, na Rua Santos Dumont, Anexo de Secretarias, ao lado do Palácio Paranaguá, no centro. A perda de prazo significará perda da vaga.

Clique abaixo e veja a convocação. Continue lendo

TCU decide suspender duplicação da Ilhéus-Itabuna

TCU decide suspender duplicação da Ilhéus-Itabuna apesar das declarações do governador Rui Costa de que está tudo bem encaminhado. Não está. A vistoria técnica do Tribunal de Contas da União encontrou diversos problemas, que podem resultar em sério aumento de custos depois de iniciada a obra, segundo o relator Luciano Brandão.

A duplicação, que na verdade é uma nova estrada, do outro lado do Rio Cachoeira, teve vários de seus detalhes discutidos com o Governo do Estado mas, segundo o relator do tribunal, “não foi obtido qualquer esclarecimento consistente por parte da Seinfra/BA e do Dnit/BA”.

O contrato, de R$ 105 milhões, feito com a OAS prevê o uso de tecnologias ultrapassadas, mais caras e não adequadas a uma obra deste porte. A preocupação do TCU é que, depois de iniciada a obra, a OAS poderia adotar as tecnologias certas e mais baratas, embolsando a diferença de custo. Continue lendo

Anúncio
Técnico em informática em Ilhéus

Técnico em informática em Ilhéus

Ultra Li

ADMINISTRAÇÃO DE SITES, BLOG E HOSPEDAGEM WEB
Administração técnica do seu site e blog, mantendo o funcionamento otimizado.

Solicite seu orçamento Aqui