Diretamente de Salvador, recebemos informações que a aguardada reunião para definição da chapa da frente “quase” fria de oposição em Ilhéus está marcada para ocorrer hoje (09), com a presença de ACM Neto e aliados. De acordo com as informações recebidas por este blog, os critérios técnicos previamente acordados indicavam que Jabes Ribeiro (PP) seria o cabeça de chapa e Júnior Reis (UB) ocuparia o posto de vice. No entanto, fontes próximas a Júnior revelaram que problemas pessoais o impedem de aceitar a posição de vice, sugerindo a indicação de outra pessoa para o cargo.

Jabes Ribeiro (PP), porém, refuta essa sugestão, argumentando que tal configuração o deixaria isolado contra o governo estadual (representado por Adélia) e o municipal (Marão e Bento), além de enfrentar oposição do PL. “Nesse jogo eu não entro”, afirmou Jabes de maneira contundente.

Diante desse impasse, tudo indica que Júnior Reis (UB) poderá conquistar o que tanto almeja: a cabeça de chapa. Essa situação é vista por muitos como um verdadeiro milagre político, uma vez que o poderio sugerem que ele teria poucas chances contra a chapa governista. Conhecido como “o menino de Papai” na política local, Júnior ((UB) vem adotando uma postura firme, ciente de que essa estratégia pode comprometer as chances da oposição e facilitar uma vitória de Adélia (PT).

Uma questão central que surge, é se ACM Neto realmente irá apostar em uma chapa com poucas chances de vitória ou se tentará convencer Júnior Reis (UB) de que ele, como vice na chapa de Jabes (PP), traria uma probabilidade muito maior de sucesso. Informações recebidas por este blog indicam que a base aliada de Jabes não concorda com a possibilidade de Júnior ser cabeça de chapa, entendendo que o ‘mais experiente’ na corrida eleitoral, não deveria ceder ao ‘novato’.

Aliados de Jabes consideram que essa jogada será fadada ao fracasso e afirmam que não acompanharão a decisão do partido caso Júnior seja o escolhido. As probabilidades de vitória com Jabes são grandes, mas com Júnior são pequenas, e não acompanharão o partido nessa decisão. No total, são 99 pré-candidatos aliados a Jabes Ribeiro e um grupo de lideranças ativas com mais de 1000 membros, que em sua quase totalidade compartilham dessa visão.

Aguardemos os desdobramentos dessa reunião crucial para o futuro político de Ilhéus.

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *