O Ministério da Gestão divulgou, nesta quinta-feira (23), a nova data para o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), que ficou conhecido como “Enem dos concursos”. As avaliações vão acontecer no dia 18 de agosto, em 228 cidades do país.

Ao todo, mais de 2,1 milhões de pessoas se inscreveram no “Enem dos concursos”. Os candidatos vão concorrer a 6.640 vagas em 21 órgãos do governo federal. Segundo o Ministério da Gestão, um novo cronograma completo será divulgado em breve.

As avaliações iriam acontecer em 5 de maio, mas foram adiadas devido às fortes chuvas no Rio Grande do Sul. Por isso, todos os 18.757 malotes de prova foram recolhidos em todo o Brasil e enviados para um local seguro.
Ainda segundo o ministério, os malotes foram checados, um a um, por membros da rede de segurança, e foi identificado que não houve qualquer violação. Agora, o órgão vai começar o diálogo institucional para garantir os locais de prova, priorizando a manutenção dos já definidos anteriormente.

No caso do Rio Grande do Sul, haverá um diálogo especial para garantir o acesso das pessoas inscritas no estado. Agora, os candidatos terão de conferir novamente os cartões de prova, para confirmar se o local de prova foi mantido ou alterado.

Um novo cartão de confirmação de inscrição do “Enem dos concursos”, com os detalhes sobre os locais de provas, será divulgado no dia 7 de agosto (veja passo a passo de como acessar).

O documento estará disponível na Área do Candidato, mesma página da Internet em que o candidato fez a inscrição. Para acessar, é preciso fazer login com os dados da conta GOV.BR.

O cartão tem informações como número da inscrição, horários das provas (manhã e tarde) e se a pessoa inscrita terá direito a atendimento especializado ou tratamento pelo nome social, por exemplo.

Solicitações de reembolso
 
Caso o candidato seja afetado por problemas logísticos durante a aplicação das provas, o participante poderá solicitar o reembolso da taxa de inscrição em até cinco dias úteis após a aplicação das avaliações. Segundo o edital, a devolução poderá ser feita nos seguintes casos:

Desastres naturais (que prejudiquem a aplicação do CPNU devido ao comprometimento da infraestrutura do local);

Falta de energia elétrica (que comprometa a visibilidade da prova pela ausência de luz natural) que incorra em comprovado prejuízo imprevisível e insuperável ao candidato.
 
Os candidatos devem enviar os pedidos na pagina oficial do concurso. As solicitações serão analisadas, individualmente, pela Fundação Cesgranrio – a banca organizadora do processo seletivo.

Segundo o Ministério da Gestão, esses são os únicos “casos passíveis de reembolso de inscrição, até o momento. Qualquer mudança nessa orientação, será anunciada”.

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *