Praia do Sul – Foto: ilheus.com.br

Diferentemente de outros municípios baianos, Ilhéus conseguiu junto à Secretaria do Patrimônio da União (SPU) autorização para gerir suas praias, incluindo as faixas de areia (relembre aqui). A decisão publicada em 2018 é fruto da articulação do prefeito Mário Alexandre, que na fase inicial, trabalhou para impedir a derrubada das cabanas de praia na Orla Sul.

Cinco anos após a municipalização, o gestor segue envidando esforços contínuos a fim de solucionar os impasses de maneira satisfatória tanto para os cabaneiros quanto para assegurar a continuidade das obras de duplicação da BA-001, trecho que abriga os estabelecimentos.

No final do mês passado, Mário Alexandre se reuniu com o presidente da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), Paulo de Oliveira Costa, para discutir a viabilidade de abertura de linha de crédito destinada aos cabaneiros.

Segundo o prefeito, “vamos modernizar os espaços físicos e promover a capacitação profissional dos trabalhadores. O apoio do Governo do Estado é fundamental para gerar emprego, renda e desenvolver o comércio na região”, afirmou.

Pioneirismo – Na maioria das cidades litorâneas, a gerência das praias costuma ser feita pela SPU. Por várias vezes, o prefeito Mário Alexandre esteve em Salvador e em Brasília para discutir sobre o processo de municipalização, cujas tratativas obtiveram êxito.

Em algumas cidades, entretanto, foi necessário realizar a demolição das barracas, o que afetou diretamente a fonte de renda de milhares de comerciantes e comprometeu o lazer dos banhistas.

“Através dessas parcerias, vamos garantir melhor urbanização e organização de toda orla. Tudo isso contribui para alavancar o turismo e para o desenvolvimento econômico do município e de toda a região sul da Bahia”, finalizou o chefe do Executivo.

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *