Em solenidade ocorrida na noite de sexta-feira (20), em homenagem póstuma ao desembargador Mário Augusto Albiani Alves, membro da Academia de Letras de Ilhéus (ALI), que contou com a presença do seu filho, o Desembargador Mário Augusto Albiani Alves Júnior, os Vereadores Ederjúnior e o Presidente da Câmara de Vereadores, Jerbson Moraes, aproveitaram para entregar o título de cidadão ilheense ao Desembargador, em reconhecimento dos relevantes serviços prestados à cidade.

Natural de Salvador, o desembargador tem uma vasta história a frente do Tribunal de Justiça e coleciona vários artigos jurídicos publicados.

O pai, Mário Augusto Albiani Alves, também recebeu uma homenagem póstuma pela Câmara de Vereadores.

Ontem (20), o Desembargador esteve em Ilhéus, para participar da homenagem póstuma ao desembargador Mário Augusto Albiani Alves, membro da Academia de Letras de Ilhéus (ALI), a solenidade ocorreu no Salão Nobre da instituição e contou com a participação de familiares e autoridades, entre elas o juiz e membro da ALI, Antônio Carlos de Souza Hygino, e o desembargador Mário Augusto Albiani Alves Júnior, que com emoção e reverência discorreram sobre a trajetória do magistrado, figura importante no meio jurídico baiano.

Mário Augusto Albiane Júnior em discurso na Academia de Letras em Ilhéus

História

MÁRIO AUGUSTO ALBIANI ALVES JÚNIOR é desembargador do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, nasceu em Salvador, em 03 de fevereiro de 1967 ingressou na magistratura estadual em 1990, sendo designado para a Comarca de Coração de Maria (1a entrância), lá permanecendo até abril de 1993. Posteriormente, foi promovido para as Comarcas de Itaparica e Simões Filho, tendo sido promovido para a capital em 09/12/1997, para a 22a Vara Cível e Comercial da Comarca de Salvador, onde permaneceu até 30/11/2008, quando, por permuta assumiu a titularidade da 63° Vara de Substituições de Salvador.

Também desempenhou a função de Juiz Eleitoral nas Comarcas de Coração de Maria, Itaparica e Vera Cruz e, ao ser promovido para a Capital, foi nomeado Juiz Eleitoral, atuando nas 17a e 16a Zonas Eleitorais desta Capital, nesta última fora nomeado para o biênio de 2012/2014. Foi também: Coordenador-Geral da Escola de Magistrados da Bahia EMAB, no biênio 1998/1999. Professor da EMAB das disciplinas de Prática de Sentença Cível e Direito Processual Civil; Coordenou o II Curso de Formação Inicial para Juizes, realizado pela Escola de Magistrados da Bahia, sendo também orientador responsável pela 22a Vara Cível desta Capital, no ano de 2000; Integrou o Conselho Científico-Cultural da Revista dos Juizados Especiais de São Paulo.

Coordenador Pedagógico do Curso de Especialização em Direito do Estado e Responsabilidade Fiscal, Pós-Graduação “Lato Sensu”, realizado pela FACIC Faculdade de Ciências Contábeis da Fundação Visconde de Cairu, através do CEPPEV – Centro de Pós-Graduação e Pesquisa Visconde de Cairu, em convênio com o Instituto de Ensino Superior Juvência Terra, com carga horária de 420h, nos anos de 2003 e 2004; Coordenador Pedagógico do Curso de Especialização em Direito Civil e Processual Civil, Pós-Graduação “Lato Sensu”, realizado pela FACIC Faculdade de Ciências Contábeis da Fundação Visconde de Cairu, através do CEPPEV – Centro de Pós-Graduação e Pesquisa Visconde de Cairu, em convênio com a Escola de Negócios do Estado da Bahia, com carga horária de 450h, no ano de 2004; Coordenador Científico da EMAB, em convênio com a Universidade Federal da Bahia – UFBA, nos biênios de 2010/2011 e 2012/2013; Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Direito e Magistratura da EMAB, em convênio com a UFBA, para o biênio 2014/2015; Em março de 2011, foi designado pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ1 através da Portaria n° 25, de 22 de março de 2011, pelo Excelentíssimo Ministro Cezar Peluso, então Presidente do CNJ, para compor o Comitê Executivo do Estado da Bahia no âmbito do Fórum Nacional Judiciário para a Saúde, na condição de Coordenador. Coordenou o 1o Congresso Baiano de Judicialização em Saúde realizado no período de 30/10 a 01/11/2013, no Auditório Afonso Garcia Tinoco do Ministério Público do Estado da Bahia, localizado no Centro Administrativo da Bahia.

Na condição de Coordenador do Comitê Executivo Estadual do Fórum Nacional da Saúde, viabilizou a tramitação de proposta de convênio, junto à Procuradoria do Estado da Bahia, objetivando a criação no Estado da Câmara de Resolução de Litígios de Saúde. Coordenador do Curso Preparatório da Escola de Magistrados da Bahia EMAB. Foi promovido ao cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia em 21/08/2015, pelo critério de merecimento. Coordenou o 2o Congresso Baiano de Judicialização em Saúde realizado no período de 23/11 a 25/11/2016, no Auditório do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, localizado no Centro Administrativo da Bahia. Presidente da 1a Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. Vice-Diretor da Escola de Magistrados da Bahia. Assessor Especial da Presidência da AMAB – Associação dos Magistrados da Bahia Representante do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia no Comitê Gestor das Contas Especiais.

::Publicidade

Compartilhar Post:

1 thought on “Desembargador Mário Augusto Albiani Alves Júnior recebe título de cidadão Ilheense de autoria do Vereador Ederjúnior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *