Foto: Reprodução

De 1° de novembro de 2021 até 25 de janeiro deste ano, a Bahia registrou 2.336 casos de Influenza A, do tipo H3N2, distribuídos em 214 municípios. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), nesta terça-feira (25). 

Deste total, 1.079 (46,19%) são residentes em Salvador. De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Bahia, dos 2.336 casos, 487 evoluíram para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e necessitaram de internação, com 114 pacientes evoluindo a óbito. 

Dos 31 municípios que notificaram mortes por H3N2, Salvador (62), Feira de Santana (8) e Teixeira de Freitas (7) concentram 67,5% dos óbitos. A taxa de letalidade da doença chega a 23,4%.

Ainda segundo o boletim da Sesab, do total de óbitos, 58 são do sexo feminino e 56 do sexo masculino. A maioria ocorreu na faixa etária acima de 80 anos (61 óbitos). Outros 21 óbitos ocorreram em pessoas de 70 a 79 anos.

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *