Se o governo adiar o Censo 2020, ficamos com trapalhadas do IBGE

Ed Carlos de Maetinga – “Adiar o censo será muito ruim” – FOTO: Edna Nolasco

Por que os 3.121 moradores de Maetinga, no Sudoeste, apontado pelo IBGE como a menor população da Bahia, levam R$ 8,39 milhões de auxílio emergencial e os 3,6 mil de Catolândia, região de Barreiras, o vice menor, só R$ 3,7 milhões, R$ 5 milhões a menos?

Simples. A informação do IBGE não é verdadeira. E quem o desmente logo de cara é a justiça eleitoral. O município tem 6.736 eleitores, quase o dobro da população.

Segundo o prefeito Edcarlos Oliveira, o Ed (PT), de Maetinga, lá pelo Censo de 2000, houve fraude, botaram uma população de mais de 12 mil pessoas, em 2010 o novo Censo corrigiu, mas nos últimos dez anos passou a fazer projeções sempre para baixo e criou essa situação.

Os outros — Como Catolândia, o Brasil tem 231 outros municípios que têm mais eleitores do que moradores. O Nordeste tem 52 e a Bahia outros quatro (Serra Preta, Potiraguá, Lajedão e Ribeirão do Largo). A esperança deles é que o novo Censo corrija as distorções e agora, que Bolsonaro está ameaçando adiar a nova contagem em nome da pandemia, a notícia bate bem mal.

Segundo Edcarlos, a contagem do IBGE é a base do cálculo de todos os recursos. Na Bahia, mais de 50 municípios não perderam renda porque entraram na justiça.

— De FPM não perdemos porque já somos o menor índice mesmo, 0.6, o que dá R$ 15 milhões por ano. Mas na saúde, cujos repasses são por população, o prejuízo é grande.

Mosca dos estábulos vem com o frio piorar mais a pandemia

O inverno com chuva e frio acima da média para este período do ano criou outra situação preocupante, a proliferação da mosca dos estábulos, um inseto que ataca animais e humanos, com a perda de peso galopante.

Maurício Bacelar, diretor da Agência de Vigilância Sanitária da Bahia, diz que o pisca alerta sanitário está ligado em todos os cantos:

— Este ano, além do frio, temos a pandemia que dificulta reunir o pessoal. A mos ca se prolifera com muita facilidade em compostagem de frango e casca de café. Como agora é a época do plantio do mamão e a compostagem é muito usada, complica.

Maurício diz que a situação está sob controle, mas alguns produtores de leite já perderam muito. Ele diz que do ponto de vista sanitário, a Bahia está em alerta:

— Ela se reproduz muito fácil na compostagem de frango. Nasce em quatro dias e vive quatro semanas.

Rogério em dois tempos

Rogério Andrade (PSD), prefeito de Santo Antonio de Jesus, caminha para as urnas como favorito, mas nem por isso vai passar sorrindo.

Adversários soltaram nas ruas o currículo oficial dele na Assembleia, onde foi deputado quatro mandatos (2003-2015). Diz lá que ele é advogado e começou o curso na Unifenas em 1994 e terminou em 1999 na UESC, em Ilhéus. Como, se de 1996 a 1999 ele era funcionário da Alba? Em um dos dois não ia. Adivinhe.

Em Pedrão, R$ 150 mil de combustíveis, um escândalo

E já que estamos falando de pequenos municípios, bom lembrar que eles também têm grandes escândalos, em cifras proporcionais ao tamanho, mas moralmente iguais. Um que pipocou no final de semana foi contra o prefeito de Pedrão, região de Alagoinhas.

Lá, o prefeito Shóstenes da Saúde (PSD) se embaraçou na educação: adversários dele estão pedindo ao Ministério Público explicações para o fato da Prefeitura ter gasto R$ 150 mil de combustíveis com transporte escolar em plena pandemia, com as escolas fechadas.

Mais: a denúncia revela que Tanquinho, de população similar (sete mil habitantes) gastou este ano R$ 190 mil de combustíveis na educação. Em Pedrão a conta já passa dos R$ 600 mil.

Informações do Levi Vasconeclos do Correio da Bahia

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/08/se-o-governo-adiar-o-censo-2020-ficamos-com-trapalhadas-do-ibge.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.