PROJETO NAVEGARÁ DA BAHIA AO ES PARA MONITORAR BALEIAS JUBARTE

Ao redor do mundo, pesquisadores estão trabalhando para avaliar de que maneira a pandemia do coronavírus pode ter afetado as populações de baleias. Não, elas não contraem o vírus; mas a redução significativa e continuada da atividade humana, aí incluída a navegação por grandes e pequenas embarcações, reduziu significativamente o nível de ruído nos oceanos, bem como o risco de colisões de baleias com navios.

Visando contribuir para esse estudo internacional, o Projeto Baleia Jubarte está iniciando um cruzeiro de pesquisa de longo curso, a bordo do catamarã Skipper, que sairá da Praia do Forte/Salvador, no litoral norte baiano, e percorrerá o mar até Vitória. O percurso incluirá um levantamento das jubartes no Banco dos Abrolhos e terá várias paradas em localidades da costa – Morro de São Paulo, Barra Grande, Itacaré, Ilhéus, Porto Seguro, Cumuruxatiba e Caravelas – onde a equipe de pesquisadores do Projeto, patrocinado pela Petrobras, realizará encontros com parceiros locais, em particular os operadores de Turismo de Observação de Baleias, buscando conhecer a realidade de trabalho local e os desafios de enfrentar a pandemia, sempre levando em conta todos os protocolos sanitários para garantir a segurança de todos contra o COVID-19.

Serão mais de 1.000 milhas percorridas durante a Expedição, e serão realizadas diversas atividades de pesquisa, como a contagem dos animais avistados, foto-identificação de indivíduos, fotogrametria e registro visual para avaliação de condições de saúde, biópsias de pele e gordura para estudos genéticos e de contaminação por poluentes, e monitoramento acústico do ambiente marinho e do canto das baleias com hidrofones. Após a expedição será produzido um documentário sobre a expedição com finalidade educativa e de conscientização pública.

Segundo o Coordenador de Comunicação do Projeto Baleia Jubarte e chefe da expedição, Enrico Marcovaldi, “sabemos que é difícil avaliar com precisão os efeitos da redução da atividade humana pela pandemia sobre as baleias em uma única temporada, mas esperamos que os registros feitos, aliados ao que se está estudando em outras áreas reprodutivas de grandes baleias ao redor do planeta, nos ajude a entender melhor esse contexto e com isso contribuir ainda mais para a sua proteção”.

A população brasileira de baleias-jubarte é estimada em cerca de 20.000 animais, que frequentam a costa brasileira do Sudeste e Nordeste entre junho e novembro para acasalar, parir e amamentar seus filhotes.

A expedição estará conectada às bases do Projeto graças ao apoio da Use Telecom, operadora móvel com serviço de internet 4G de alta velocidade, que vai instalar na embarcação seu sistema móvel de internet e também oferecer o serviço de telefonia para a equipe, o que permitirá o contato com as bases e divulgar o dia-a-dia dos pesquisadores nas redes sociais.

Sobre o Projeto Baleia Jubarte

Atuando há mais de 30 anos na pesquisa e conservação das baleias-jubarte e do ambiente marinho no Brasil, o Projeto Baleia Jubarte, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, integra a Rede BIOMAR juntamente com outros projetos patrocinados pela empresa (Projeto Albatroz, Coral Vivo, Golfinho Rotador, Meros do Brasil e TAMAR), que atuam de forma integrada na conservação da biodiversidade marinha do Brasil. O Projeto Baleia Jubarte é realizado pelo Instituto Baleia Jubarte a partir de suas sedes na Praia do Forte e em Caravelas, Bahia, e em Vitória, no Espírito Santo. Por meio deste projeto são realizadas ações de pesquisa científica, turismo responsável, ações de educação ambiental, bem como atividades de conservação que tem contribuído para o sucesso da recuperação da população de jubartes do atlântico sul ocidental. Mais informações sobre as atividades podem ser obtidas em www.facebook.com/projetobaleiajubarte, www.instagram.com/projetobaleiajubarte e em www.baleiajubarte.org.br.

Informações do ES Hoje

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/08/projeto-navegara-da-bahia-ao-es-para-monitorar-baleias-jubarte.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.