Vestida de luz: primeiros testes de iluminação cênica da Nova Ponte de Ilhéus sinalizam etapa final

Em meio a um novo cenário de beleza em Ilhéus, os primeiros testes de iluminação cênica foram iniciados na Nova Ponte nesta quinta-feira (13), o que revela que a obra se aproxima da etapa final. A cor rosa projetada no mastro principal e sobre os alongados cabos, promoveu um efeito diferenciado no contraste com o céu do fim de tarde. Considerada pelo Prefeito Mário Alexandre o mais novo e belo cartão postal do Brasil, a nova ponte de Ilhéus, se de dia já se destaca com sua imponência desenhada sobre as águas da baía do Pontal, iluminada, não passa desapercebida.

“Trata-se da realização de um sonho para a maioria dos ilheenses, o que faz Ilhéus saltar em todos os níveis, motivo de satisfação para quem quer ver a nossa cidade se desenvolver cada vez mais”, expressou o prefeito Mário Alexandre sobre a entrega do empreendimento, prevista para março de 2020.

Com um investimento público de mais de 95 milhões de reais, a ponte estaiada, que possui 533 metros de comprimento por 25,30 metros de largura, abrange um acesso viário com cerca de 2,7 quilômetros, quatro pistas de rolamento para veículos, uma ciclofaixa e faixa para pedestre.

De acordo com informações levantadas pela Secretaria de Comunicação de Ilhéus junto à OAS e à Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), as últimas ações da obra compreendem, dentro do escopo do cronograma projetado no período até março, a execução das New Jersey no trecho convencional, que são os elementos em concreto armado utilizados para contenção de veículos, camadas de pavimentação na sub base, base e o pavimento asfáltico do viário sul, montagem das cantoneiras que são as lajes pré-moldadas também conhecidas como “mãos francesas”, alargamento com armação e  concretagem de tabuleiro. As etapas finais reúnem, ainda, ações como os encaixes do viário, execução de passeio e ciclovia no lado sul, aterro dos canteiros, tanto no sul, quanto no lado norte, infraestrutura da parte elétrica e travessia de drenagem por debaixo da pista, camadas de pavimentação e terraplanagem, posteamento, escavação das canaletas, cabeamento e instalação dos postes de iluminação.

“Nos contornos, estão compreendidas as partes dos encaixes do viário, na execução de passeio, ciclovia e a parte de aterro de canteiros. Depois vem a parte de hidrosemeadura e toda a vegetação prevista no projeto, tanto do lado sul, quanto do lado norte”, foi o que explicou à Secom de Ilhéus, o engenheiro Aloísio Mercês, da empresa executora da obra, a OAS.

O engenheiro da Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), Rui Brandão, corroborou ao avalizar que as atividades principais no momento compreendem a pavimentação das pistas de acesso à ponte, com futuro nivelamento e urbanização com arborização.

Há previsão, ainda, da execução de uma alça de acesso do viário norte sentido Avenida Canavieiras, com pavimentação da rua próxima à Receita Federal, centro de Ilhéus, até o acesso da Avenida, segundo informações colhidas junto ao titular da Infraestrutura e Defesa Civil de Ilhéus (Seinfra), Átila Dócio, e o próprio engenheiro da empresa licitada.

“Estamos aguardando eles finalizarem as intervenções no viário sul, pra iniciar na área do viário norte, que já está definido”, disse o titular da Seinfra de Ilhéus. Sobre a contribuição do município na obra da nova ponte, o secretário Átila Dócio destacou que foram apresentadas propostas de melhorias nos acessos da obra, como a ampliação da rotatória no viário sul, a duplicação da BA 001 sentido Olivença, da nova Orla Sul, que encontra-se em fase licitatória, e a alça de acesso do viário norte para a Avenida Canavieiras. “A importância dessas propostas apresentadas pelo Prefeito Mário Alexandre perante os técnicos do Estado, são extremamente significativas e estratégicas para a fluidez do fluxo dos veículos da nossa cidade, tanto que foram avaliadas e acolhidas pelo governo baiano, cujo recurso já está liberado para a execução dessas obras”, explicou.

Está em estudo e planejamento entre a OAS e a Seinfra do Estado, a etapa da execução da alça de acesso do viário norte para a Avenida Canavieiras.

De acordo com o Secretário de Infraestrutura de Ilhéus (Seinfra), Átila Dócio, “o funcionamento da nova ponte vai solucionar um problema antigo na cidade, a obstrução do trânsito. Essa obra representa um grande avanço em mobilidade e modernização, servindo de fomento ao turismo e atração de novos investimentos”.

Novos viários – O novo viário do acesso sul no sentido centro de Ilhéus, já foi liberado para tráfego de veículos há duas semanas, com o escoamento do fluxo na Maramata para a Avenida Lomanto Júnior, no Pontal. O novo trajeto já promove aos transeuntes uma nova experiência de trafego às margens do litoral, com perspectivas urbana e visual diferenciadas.

De acordo com o diretor da Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram) de Ilhéus, Gilson Nascimento, estão sendo discutidos projetos de mobilidade urbana para os novos sistemas viários norte e sul. Para a implementação, estudos técnicos de demanda e linha de desejo, incluindo contagem de tráfego, serão necessários para definição dos eixos principais.

Últimos ajustes – Nesta semana, uma das últimas reuniões da Comissão de Acompanhamento da Obra (CAO) aconteceu na tarde de terça-feira (11), no Palácio Paranaguá. Os detalhes finais da maior obra da história do município foram discutidos em grupo, formado por engenheiros, técnicos, representantes da sociedade civil, instituições e governos estadual e municipal.

Com base no relatório apresentado pela Comissão, a obra física está avançada e chega em sua fase final. Dentre as medidas apresentadas para esse estágio, estão algumas licenças ambientais que serão renovadas, a conclusão dos acessos viários norte e sul e, ainda, a finalização da aplicação das mãos-francesas (são 280 ao todo).

Rochas – As informações apresentadas na reunião da CAO indicam que serão realizados os pagamentos das últimas desapropriações e o manejo das rochas da obra para os bairros São Miguel e São Domingos. Outra localidade licenciada para receber as rochas e areia usadas na obra, é o Centro Social Urbano (CSU), da Barra de Itaípe, zona norte da cidade, cujo material para o aterramento já começou a ser depositado, foi o que informaram os técnicos.

De acordo com o engenheiro da Seinfra da Bahia, as rochas da parte do eixo viário sul já foram retiradas, e, em fase de retirada, as pedras da parte norte da obra. Conforme o cronograma, a previsão é que todas as rochas sejam retiradas até o final deste mês.

A Defesa Civil do município declarou que já foram transportadas ao todo 140 caçambas de rochas, sendo 61 distribuídas no bairro São Domingos e 79 no bairro São Miguel. As rochas são deslocadas com o aval da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) e coordenadas pelo Município, que informa onde o material será depositado, conforme necessidade das áreas de incidência de erosões marítimas.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2020/02/vestida-de-luz-primeiros-testes-de-iluminacao-cenica-da-nova-ponte-de-ilheus-sinalizam-etapa-final.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.