Litoral sul intensifica monitoramento em praias na costa ilheense

Litoral sul intensifica monitoramento em praias na costa ilheense 1

Em entrevista concedida ao comunicador Vila Nova, do programa “O Tabuleiro” da Ilhéus FM, na segunda-feira (21), o titular da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico, Meio ambiente e Urbanismo (Semde), Jerbson Moraes falou das ações de monitoramento de aproximação de manchas de óleo no sul do estado, tirou dúvidas sobre a eventual chegada das manchas, em decorrência do aparecimento de fragmentos encontrados no último final de semana.

Jerbson estava acompanhado do comandante Giovani Andrade, delegado da Capitania dos Portos de Ilhéus e o tenente-coronel Ednei Factum, comandante do 5º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) de Ilhéus. O secretário informou no rádio que no último domingo (20), foi realizada uma inspeção nos principais locais. Segundo ele, felizmente, a equipe não encontrou nenhum vestígio das manchas.

“Com a parceria da Marinha e GBM conseguimos manter um equilíbrio. De um lado, temos os ambientalistas e membros de algumas ONGs, que afirmam a breve chegada do óleo à costa ilheense, e do outro lado, o trade turístico que fomenta a economia municipal. Não podemos ser inconsequentes e espantar os turistas. Tivemos o cuidado em encaminhar à Marinha as amostras encontradas para verificar cientificamente se há uma vinculação com a mancha de óleo”, completou o secretário.

Moraes ressaltou ainda que o prefeito Mário Alexandre ocupa-se buscando melhorias para a cidade. O gestor esteve na última semana no estado de Santa Catarina, no intuito de obter experiência, especialmente no segmento de desenvolvimento ambiental. Mário Alexandre realizará uma reunião com as autoridades envolvidas na força-tarefa montada para a vigilância da costa ilheense. “O prefeito está ao nosso lado e tudo o que for possível e necessário fazer será feito”.

“A Marinha esteve em Itacaré para fazer a avaliação e recolheu algumas amostras. Todo o material é encaminhado ao Rio de Janeiro, onde especialistas fazem a identificação para verificar se esse material tem relação com os resíduos que estão sendo encontrados na costa do Nordeste”, informou o comandante Andrade. De acordo com o comandante, o episódio é um fato inédito no País, devido a extensão territorial. As manchas atingiram a área da Paraíba e do Maranhão e já chegaram a algumas praias de Salvador.

E acrescenta. “Pelo conhecimento que se há da costa sul é comum o aparecimento de alguns fragmentos que saem na rebentação e aparecem nas margens das praias, em virtude da bacia de petróleo que temos na região de Camamu e do material dos barcos pesqueiros. Esse material é comumente encontrado na região, contudo os resíduos estão sendo periciados”.

Já o tenente-coronel BM Ednei Factum, comandante do 5º GBM, explicou que as manchas não atingem mais o litoral de Salvador, logo a chance de chegarem à costa ilheense são menores. “Junto à Superintendência do Meio Ambiente e Urbanismo estamos chamando a população para realizar um treinamento, para que saibam lidar com essa eventualidade”, esclareceu. De acordo com Factum, o Corpo de Bombeiros possui uma equipe preparada para retirada e descarte adequado desse material.

Factum lembra, inclusive, que o 5º GBM possui 126 bombeiros à disposição, de Camamu a Canavieiras para monitoramento, e que até o momento não foi constatada nenhuma ocorrência que dê indícios de manchas no litoral sul.

Capacitação dos voluntários – Na tarde de segunda-feira (21), o secretário Jerbson Moraes alinhou as ações para o treinamento que realizado com uma equipe de voluntários. De acordo com ele, a ação já conta com mais de 300 inscritos e o treinamento ocorrerá nesta terça-feira (22), às 15h, no Teatro Municipal de Ilhéus. Um representante da Marinha e outro do Corpo de Bombeiros ficarão responsáveis pelas instruções.

“É uma ação de amor ao município. Queremos que todos os ilheenses estejam preparados. Nosso ecossistema é lindo, porém é frágil. Caso essas manchas cheguem, a gente limpa, contudo, precisamos, acima de tudo, estar preparados para deixar o nosso meio ambiente com o menor impacto possível”, frisou. Jerbson disse que já solicitou os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) destinados ao trabalho voluntário, informações da Secom Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *