Prefeitura de Ilhéus e Sindicato assinam acordo coletivo 2019

Prefeitura de Ilhéus e Sindicato  assinam acordo coletivo 2019 1

Foi assinado na manhã desta sexta-feira (16), o acordo coletivo entre a Prefeitura Municipal e o Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos de Ilhéus (Sinsepi). Além do prefeito Mário Alexandre, o ato contou com a presença do presidente do sindicato, Joaques Silva (Joca) e representantes sindicais da categoria.

Os avanços foram conquistados durante as reuniões da mesa de negociação pela atual Administração. Com a assinatura do acordo coletivo, pela terceira vez consecutiva, houve revisão geral anual que evitou perda inflacionária do salário do servidor municipal, acumulando ganhos de 13,36%, sendo 3,75% da campanha deste ano.

Durante o encontro, o chefe do Executivo ilheense lembrou aos representantes sindicais, as conquistas obtidas pela categoria, a exemplo dos reajustes no ticket alimentação nos últimos dois anos e sete meses do seu governo, o que resultou um ganho expressivo de 125% a mais sobre o valor creditado se comparado com a antiga gestão.

Na oportunidade, informou que já encaminhou à Câmara, projeto de lei que reconhece os servidores gerais, o ofício de salva-vidas. “O interesse do município é ver o servidor realizado, o que não se via antes, quando por quase cem dias, ficavam parados na porta da Prefeitura em greve de fome, esperando o prefeito atender”, lembrou o prefeito.

E completou. “O que representava no passado medo e perseguição, hoje, estou como um prefeito, reconhecido por dialogar em meu gabinete, como faço com vocês, os verdadeiros representantes dos servidores, por entender que o maior patrimônio de uma cidade é o servidor”.

Foi garantido no acordo o envio de Projeto de Lei para dar gratificações e auxilio proteção solar para os servidores que trabalham na varrição, além de assegurar melhorias no ambiente de trabalho, promovendo mais segurança e qualidade de vida aos servidores municipais.

Por sua vez, o presidente do Sinsepi, Joaques Silva (Joca) afirmou que “o município de Ilhéus tem um prefeito que realmente cumpre com suas obrigações como gestor, reconhece a importância do servidor e o ajuda. Foi um ano de vitória e ano que vem teremos mais vitórias para o servidor público municipal”.

4 respostas a Prefeitura de Ilhéus e Sindicato assinam acordo coletivo 2019

  • Jadson disse:

    Então o senhor prefeito pensa que está tudo bem?

    Procura saber dos trabalhadores da guarda municipal que estão sofrendo perseguição e acedio moral.

    Manda o prefeito botar alguém pra fiscalizar esse rapaz que Bento colocou no comando da guarda de Ilhéus pra oprimir as pessoas.

    Vocês sabiam que já foram afastados dois guardas com problema psicológico, a maioria dos guardas municipais estão passando fome, pois estão ganhando salário minimo e até às extras são direcionadas para um pequeno grupo do comandantes

  • Raséc souza disse:

    Sr jadson, não sei se o mesmo ler jornais, ou acompanha alguns blogs, más o comandante da guarda civil municipal de ilhéus, foi escolhido pela propria categoria. E antes mesmo de citar comentarios denegrindo a imagem de uma pessoa , o Sr deveria tomar conhecimento dos fatos.

  • Jadson disse:

    Senhor Rasec, acho melhor o senhor ler direito, pois em momento algum denegrir a sua imagem, ou a de quem quer que seja, apenas citei o ocupante de um cargo público, mas se o senhor partiu em defesa do indefensável, ou de si mesmo então vamos lá.

    A eleição interna na guarda de Ilhéus custou um preço e todos os integrantes sabem disso, todos sabem os acordos sujos que o senhor secretário teve que faze para obter votos para o atual gestor da instituição.

    Hoje o comandante da guarda que antes fazia parte do grupo de bajuladores de Jabes, onde perdia só pra um senhor vergonhoso que matava seus pares de vergonha, pois vivia correndo atrás do ex prefeito entempo de cair no chão, é um barrigudo orroroso que passou quatro anos bajulando Jabes e não ganhou nada.

    Outra coisa, no grupo do atual comandante, eles falam até em pedir o IP para identificar as pessoas que fazem comentários para perseguir.

    Pesso aos editores deste site, que procure o presidente do sindiguardas, pois ele alega que tem documentos comprovando esquemas na administração do atual comandante.

    A gestão que mais tirou direitos;

    1- aumento da carga horária de 120 para 150 horas
    2- redução da base de cálculo da hora extra
    3- redução dos vales transportes
    4- descumprimento de acordo aprovado em assembleia onde ao invez de 2 homens em cada posto de trabalho, eles expõem a vida dos guardas em postos insalubres e perigosos sosinho, expondo os agentes a constrangimento e até a risco de vida.
    5- perseguição aos que discordam

    Poderia citar mais itens, mas po enquanto basta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *