ILHÉUS: Vigilância em Saúde garante repasse de recursos do governo federal

ILHÉUS: Vigilância em Saúde garante repasse de recursos do governo federal 1

O Município de Ilhéus garantiu através da alimentação dos sistemas de informação para Agravos de Notificação (SINAN), para Nascidos Vivos (SINASC) e para Mortalidade (SIM), o repasse do Piso Fixo de Vigilância em Saúde (PFVS) e do Piso Variável de Vigilância em Saúde (PVVS), segundo o Ministério da Saúde.

Segundo consta na referida Portaria 2196/2019, na Bahia, 09 municípios não estão em dia com a alimentação de sistema e terão o repasse suspenso a partir de setembro. Estão na lista as cidades de Capim Grosso, Catu, Itaberaba, Jeremoabo, Luís Eduardo Magalhães, Rio Real, São Sebastião do Passé, Serra do Ramalho e Simões Filho.

A suspensão também atinge cidades de outros estados, como Alagoas, Amazonas, Ceará, Maranhão, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, São Paulo e Rio de Janeiro.

Os repasses suspensos são destinados a ações de vigilância, prevenção e controle de doenças, como dengue, zika e chikungunya.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *