ILHÉUS: Assinada licença ambiental para reutilização das pedras usadas na nova ponte

ILHÉUS: Assinada licença ambiental para  reutilização das pedras usadas na nova ponte 1

Foto: Clodoaldo Ribeiro

De longe já se vê os avanços da nova ponte de Ilhéus – a primeira estaiada da Bahia, que irá ligar o centro urbano à zona sul da cidade. O Governo do Estado quer inaugurá-la em fevereiro de 2020, mas até lá, outros assuntos compõem a agenda dos governos, a exemplo das licenças ambientais, tratadas na segunda-feira (12), entre o prefeito Mário Alexandre com os representantes da OAS. Na oportunidade assinaram a licença ambiental para a reutilização das pedras usadas na obra.

“Trazer resultados positivos implica também em poder proporcionar ao povo maior mobilidade e ampliação da trafegabilidade na cidade. Desde que assumi o Centro Administrativo, assumi também os problemas do município, a fim de promover soluções que aos poucos chegam à população”, argumentou o chefe do Executivo ilheense ressaltando, inclusive, a importância do trabalho realizado em parceria com as secretarias municipais.

Enrocamento – A superintendente de Meio Ambiente, Joélia Sampaio disse que esta licença ambiental trata do enrocamento composto por pedras com destino à Enseada Sapetinga (Pontal), além de São Domingos e um trecho do São Miguel, localizados na zona norte da cidade.

“Essas pedras estão como condicionantes da obra. O São Miguel foi contemplado, porém, requer um estudo mais específico. Estamos com os orçamentos para os estudos de requalificação”.

Joélia detalha ainda que nos próximos dias deve ser feito um estudo de adequação e requalificação dos espigões.  A partir deste documento poderá ser feito a execução da forma mais adequada possível e que atenda melhor a comunidade residente. Vale ressaltar que essa responsabilidade não é do município, porém, o prefeito quer evitar que a comunidade sofra qualquer transtorno, e por isso, estamos fazendo o que é possível para executar os serviços da melhor forma possível.

Por sua vez, o secretário municipal de Infraestrutura e Defesa Civil, Átila Docio informou que com o enrocamento, o município planeja realizar algumas ações, entre elas,

“O uso de 53 mil metros cúbicos de terra para fazer a base do novo estacionamento que será implantado na Avenida Soares Lopes, melhoraria do acesso de alguns bairros como Nossa Senhora da Vitória, além de aproveitar máquinas para realizar melhorias pontuais em estradas vicinais e requalificação dos pavimentos em zonas periféricas do município”.

Informações da Secom Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *