ÉTICA E MORAL: QUAL A DIFERENÇA?

ÉTICA E MORAL: QUAL A DIFERENÇA? 1

INTRODUÇÃO

O que é o certo e o errado? Bom ou ruim? Todos os seres humanos enfrentam essas perguntas ao tomarem decisões. Essas perguntas englobam a reflexão sobre dois termos muito pronunciados no cotidiano das pessoas, mas que são mal compreendidos na maioria das situações. Eu me refiro aos termos ética e moral.

Esses termos se referem a quê? Eles possuem o mesmo significado? Como esses conceitos se aplicam ao cotidiano? Ainda que de modo sucinto, esse texto pretende responder aos questionamentos apresentados.

CONCEITOS E SIGNIFICADOS

A palavra “ética” vem do grego “ethos” que, etimologicamente, significa literalmente morada, habitat, refúgio, o lugar onde as pessoas habitam. Em termos filosóficos, “ethos” diz respeito a: “caráter”, “índole”, “natureza”, “modo de ser”.

Ética se refere ao conjunto de conhecimentos extraídos da investigação do comportamento humano, quando se busca refletir e explicar as regras morais de uma sociedade de modo teórico, fundamentado, científico. Basicamente a ética é uma reflexão sobre a moral.

A palavra “moral” tem origem no termo latino “morales” que significa: “relativo aos costumes”. Assim, a Moral é o conjunto de regras aplicadas ao cotidiano e usadas continuamente por cada cidadão ao tomar decisões que se referem ao certo ou errado, bom ou ruim, adequado ou inconveniente, etc. Ou seja, a moral diz respeito ao que se consolidou como sendo verdadeiro do ponto de vista comportamental. A moral é fruto de um padrão cultural vigente que incorpora normas coletivas de modo a considerá-las  aceitas para o alcance de um convívio social adequado. Resumindo, a sociedade pratica um comportamento moral aceito como o adequado, que é fruto das normas morais criadas pela própria sociedade.

Embora muitos compreendam esses termos como semelhantes eles possuem diferenças. A ética é uma reflexão individual acerca das normas morais, enquanto a moral é um código de comportamento exigido pela sociedade que, por um consenso coletivo, o estabeleceu. Ética se refere ao que provém dos indivíduos para embasar o questionamento de uma moral vigente. Moral é o que um sistema social entende ser correto e imoral é o que compreende ser errado. Alguém pode ser ético e imoral, quando questiona a moral estabelecida. Ao mesmo tempo, alguém pode ser moral e antiético, quando aceita, rigorosamente, uma determinada moral sem fazer qualquer reflexão individual sobre ela.

EXEMPLOS DO USO DA ÉTICA

A ética é utilizada quando refletimos sobre a moral aceita em determinada sociedade, podendo aceitá-la ou questioná-la.

Exemplo: João foi antiético porque não se levantou para que o idoso pudesse ocupar seu assento no ônibus.

EXEMPLOS DO USO DA MORAL

A moral se refere a determinadas normas e condutas que são criadas e aceitas em determinado grupo social e podem variar de acordo com o local ou o tempo.

Exemplo 1: Antigamente era imoral as mulheres usarem calças, mas hoje é moralmente aceito.

Exemplo 2: No Brasil é moralmente errado um homem ser casado com mais de uma mulher, mas em países como a Nigéria um homem pode ter várias esposas.

REVISANDO

A moral é um padrão externo que pode ser fornecido por instituições, grupos ou pela cultura a qual um indivíduo pertence. Também pode ser considerada um sistema social ou uma estrutura para um comportamento aceitável.

A ética, apesar de ser influenciada pela cultura e pela sociedade, baseia-se em princípios criados e sustentados pelos próprios indivíduos. Assim, os indivíduos podem se basear em princípios éticos para questionar uma moral vigente.

REFERÊNCIAS:

O Que é Ética, Coleção Primeiros Passos (Editora Brasiliense)

Ética e Moral, Paul Ricoeur

Ética a Nicômaco, Aristóteles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *