Ex-vereador de Itabuna é condenado a 19 anos de prisão por fraudes

Ex-vereador de Itabuna é condenado a 19 anos de prisão por fraudes 1

O ex-vereador do município de Itabuna, localizado a 422 km de Salvador, Clóvis Loiola, foi condenado a cumprir uma pena de 19 anos 5 meses e 10 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado. Ele e mais quatro pessoas foram presas devido à um esquema criminoso na Câmara de Vereadores local, em 2012.

Segundo o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), Loiola estava envolvido em fraudes de processos licitatórios que beneficiava empresas através do desvio de verbas públicas.

A denúncia consta a empresa Mozaico Fábrica de Resultados Ltda – ME como ilegalmente beneficiada no processo de licitação, por ato protagonizado por Kleber Ferreira da Silva, então presidente da Comissão de Licitações da Câmara de Vereadores local, orientado por Clóvis Loiola, então presidente da Câmara de Vereadores, em prejuízo da empresa BS Marketing Assessoria e Promoções Ltda.

Os condenados foram denunciados por formação de quadrilha, fraude em licitação e peculato. Ficou comprovado, após investigações, que Loiola emitia cheques de R$ 40 mil por mês para a empresa Mozaico, que, por sua vez, retiraria os impostos e o valor do serviço (cerca de R$ 7 mil), devolvendo o valor restante para o grupo.

Kleber Ferreira, Alisson Rodrigues e Eduardo Freire dividiam o valor em cheques nominais, informou o A Tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *