Projeto da ponte Salvador-Itaparica terá audiências públicas em quatro cidades

Projeto da ponte Salvador-Itaparica terá audiências públicas em quatro cidades 1

O segundo semestre deste ano promete ser de trabalho intenso para a Comissão Especial do Complexo Intermodal da Fiol, Porto Sul e Complexo Viário do Oeste da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). Em sessão realizada ontem (12), o colegiado aprovou a realização de audiências públicas sobre a Ponte Salvador-Itaparica (Complexo Viário do Oeste) nos municípios de Camamu, Ituberá, Nazaré e Itaparica. As datas ainda serão agendadas e audiências deverão contar com as presenças de lideranças políticas locais, a exemplo de prefeitos e vereadores, dirigentes do Governo do Estado, além de representantes da sociedade civil de cada um desses municípios.

Em outro requerimento apresentado pelo deputado Tum (PSC) na sessão, os deputados aprovaram a realização de uma audiência pública, a ser realizada na Câmara de Vereadores de Ilhéus, com a participação da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo e da Comissão de Especial de Desenvolvimento Urbano para discutir o tema: “Os impactos positivos do Complexo Logístico Intermodal Porto Sul ou Complexo Portuário e de Serviços Porto Sul”.

Além disso, como explicou o presidente da comissão, o deputado Antonio Henrique Jr. (PP), também está prevista uma audiência, também em data ainda a ser marcada com o ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes de Freitas, para que os deputados possam se inteirar dos planos do Governo Federal quanto à continuidade da obra de construção da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol).

“A construção da ponte e da ferrovia terá impacto significativo na economia do Oeste da Bahia. Além de nos aproximar da capital com a ponte, teremos um importante equipamento para escoar a produção de soja com a ferrovia. Precisamos unir força para retirar o projeto do papel o quanto antes”, explicou o deputado Antonio Henrique Jr, informou o Jornal da Mídia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *