Caso Neymar: profissional de TI diz que só editou vídeo e fala em pressão

Caso Neymar: profissional de TI diz que só editou vídeo e fala em pressão 1

Foto: Wander Roberto/Inovafoto

O técnico de informática que editou o vídeo postado no Instagram de Neymar contendo fotos íntimas de Najila Trindade prestou depoimento na Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI), nesta última quarta-feira (26/6), no Rio de Janeiro. O profissional disse que apenas realizou a edição das imagens e que não teve qualquer envolvimento com o vazamento ou com a publicação do vídeo.

Em seu depoimento, ele disse que demorou cerca de 2h para realizar o serviço no sábado (01/6) e que a todo momento o assessor de Neymar, Alex Bernardo, o cobrou para que agilizasse a entrega. Segundo o relato, o estafe de Neymar demonstrou grande preocupação em fazer a postagem de forma rápida. A alegação era que o jogador estaria sendo acusado de estupro de forma injusta e seria importante dar uma resposta rápida diante da grande repercussão do caso.

O técnico em informática afirmou ainda que recebeu orientações para “borrar” a imagem tampando o nome de Najila Trindade e as partes íntimas da modelo que apareciam em fotos. O serviço incluía a colocação de legenda, já que foi publicado também com versão em inglês, e a junção de dois arquivos: as explicações de Neymar com as conversas no WhatsApp.

Em momentos do vídeo, o nome de Najila Trindade e algumas fotos íntimas foram expostos sem o efeito blur. No entanto, segundo relatos, questionamentos sobre esses pontos não foram feitos durante o depoimento. O rapaz negou que tenha tido qualquer acesso a Neymar ou à rede social do jogador. Ele afirmou que recebeu o material por meio do assessor e devolveu o material pronto para a mesma pessoa.

O técnico em informática faz trabalhos de edição, além de criação e design de conteúdos para as empresas de Neymar com frequência. O jogador tem uma pessoa em sua equipe que também realiza este tipo de serviço. No entanto, estaria de folga no sábado e, por isso, o procuraram para saber se ele conseguiria fazer o serviço com urgência.

Assessor disse em depoimento que divulgou o vídeo

O assessor Alex Bernardo já havia admitido que teria sido o responsável pela divulgação do vídeo com imagens íntimas de Najila Trindade. Ele disse que havia agido a pedido do jogador. O funcionário prestou depoimento na Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI), no último dia 14. Alex disse que a ideia inicial era que o nome de Najila e suas imagens íntimas fossem “borradas” na edição pré-publicação. “Por um erro”, no entanto, as imagens acabaram indo para o ar sem que todas as imagens e menções ao nome da modelo fossem borrados.

Em seu depoimento no último dia 6, Neymar afirmou que teve ajuda de um integrante de sua assessoria e de um técnico de informática na formulação do vídeo.

Informações do Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *