Ilhéus e Itabuna são inseridas no Plano de Desenvolvimento do Nordeste

 

Bahia conta com 11 municípios inseridos no Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE). O modelo foi lançado ontem (24), durante reunião do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento do Nordeste (Condel-Sudene), em Recife, e contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro.  O documento foi apresentado aos governadores da região.

Na lista baiana estão Barreiras, Feira de Santana, Guanambi, Ilhéus, Irecê, Itabuna, Juazeiro, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus e Vitória da Conquista. O Governo Federal chama de “regiões intermediárias”. Fortaleza, prioritariamente, entra no plano – que também contempla outras oito capitais no Nordeste. Ao todo, são 41 municípios (sem contar as capitais dos Estados).

A intenção do Governo é enviar o PRDNE para aprovação do Congresso Nacional até agosto. No entanto, ele terá início em 2020. “O critério de escolha das localidades considerou as novas regiões intermediárias e imediatas mapeadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2017. Foram avaliados, ainda, os fluxos econômico, histórico, político e de crescimento produtivo. A população das 41 cidades abrange mais de 6,7 milhões de habitantes”, destacou o Ministério do Desenvolvimento Regional.

Eixos estratégicos

Uma das diretrizes do PRDNE será o estímulo ao desenvolvimento sustentável da região, com base em seis eixos estratégicos: segurança hídrica e conservação ambiental; inovação; desenvolvimento institucional; desenvolvimento de capacidades humanas; dinamização e diversidade produtiva; desenvolvimento social e urbano.

LISTA DE REGIÕES INTERMEDIÁRIAS CONTEMPLADAS NO PRDNE (sem contar as capitais)

– Alagoas: Arapiraca;
– Bahia: Barreiras, Feira de Santana, Guanambi, Ilhéus, Irecê, Itabuna, Juazeiro, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus e Vitória da Conquista;
– Ceará: Crateús, Iguatu, Juazeiro do Norte, Quixadá e Sobral;
– Espírito Santo: Colatina e São Mateus;
– Maranhão: Bacabal, Caxias, Imperatriz, Presidente Dutra e Santa Inês;
– Minas Gerais: Montes Claros e Teófilo Otoni;
– Paraíba: Cajazeiras, Campina Grande, Patos e Sousa;
– Pernambuco: Caruaru, Petrolina e Serra Talhada;
– Piauí: Bom Jesus, Corrente, Floriano, Parnaíba, Picos e São Raimundo Nonato;
– Rio Grande do Norte: Caicó e Mossoró;
– Sergipe: Itabaiana.

(Focus)

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2019/05/ilheus-e-itabuna-sao-inseridas-no-plano-de-desenvolvimento-do-nordeste.html

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • Edgleidson em 25 de maio de 2019 às 23:46
    • Responder

    Só uma correção: a primeira sigla está errada (PRNDE).

    1. Correção Realizada. Obg.

    • Thiago em 26 de maio de 2019 às 08:23
    • Responder

    Cabra-macho esse Bolsonaro. Tenho vergonha de boa parte dos meus conterrâneos (nordestinos). Mas é isso, um presidente que não é vingativo. Mais democrata que muito líder (alguns na prisão!!)

    • Miguel em 26 de maio de 2019 às 15:08
    • Responder

    Cabra macho pros trouxe e acéfalos

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.