Brasileira formada na UESC fala sobre mudança de status e experiência de viver nos EUA

Brasileira formada na UESC fala sobre mudança de status e experiência de viver nos EUA 1

Alana Sousa, que chegou aos Estados Unidos com um Visto B1 B2 e mudou seu status para Estudante, F1.

A Target ISC entrevistou a brasileira Alana Sousa, que chegou aos Estados Unidos com um Visto B1 / B2 e mudou seu status para Estudante, F-1, através dos serviços de mudança de status prestado pela empresa. Leia um pouco da história dela.

O que você fazia em seu país?

No Brasil, graduei em Comunicação Social com ênfase em rádio e TV na Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, Bahia. Trabalhei como secretária, social mídia, e por fim como fotógrafa de famílias que é o que eu amo!

Por que você decidiu vir para os EUA?

A princípio, vim para os EUA por questões pessoais, não foi algo decido por mim, aconteceu. É claro que, como a maioria das pessoas, tinha muita vontade de conhecer o país e sempre fui muito focada no meu crescimento pessoal. Aprender um novo idioma é, sem dúvida, um dos maiores crescimentos pessoais que existe!

Por que você escolheu Boston?

Eu amo Boston por que ela tem as facilidades de uma cidade grande mas o conforto de uma cidade pequena. Boston me encanta. A cidade em si me da a sensação de que tudo vai dar certo. E em termos de estudos, não consigo imaginar uma cidade com tantas oportunidades. Adoro saber que estou perto da Harvard e tantas Universidades e estudantes internacionais assim como eu.

Como você encontrou o Target ISC?

Pesquisei na internet por algumas escolas em Boston. Liguei para a primeira e não fui bem atendida. Então liguei pra a Target ISC, e mesmo com meu inglês precário na época, tive toda a assistência que precisava. Senti que a Target ISC era a escola que eu queria estudar em meio período enquanto esperava que meu processo de mudança de status fosse aprovado, e depois da aprovação também.

A Target ajudou você a mudar seu status e como foi sua experiência? fale sobre as etapas e o nível de suporte que você recebeu.

Como vim por questões pessoais, como mencionei antes, vim com visto de turista. Não entendia nada sobre visto ou status de estudante, troca de status, nada do tipo. Meu inglês era tão ruim que eu mal conseguia pedir um café com leite no Dukin Donuts. Comecei a estudar em casa, assistindo filmes e séries e a vontade de estudar aqui nos EUA só aumentou. Comecei a pesquisar sobre como proceder para estudar aqui. Entrei em contato com a Target ISC, eles me ajudaram com toda a papelada, e formulários, e alguns meses depois recebi a aprovação do meu status de estudante.

Em que nível você começou no Target ISC e em que nível você concluiu, que cursos você fez quando estava na Target?

Comecei no level 3, Upper Elementary. Evolui bem rapidamente. Meses depois cheguei ao level 5, Advanced, mas não parei por aí. Estudei também Business English, TOEFL e College Preparation.

Quais são as melhores lembranças que você tem da Target ISC?

Passei por momentos realmente difíceis aqui nos EUA e encontrei na Target ISC não apenas um suporte mas uma FAMILIA. Isso que eles são pra mim. O cuidado deles com você vai muito além de qual seu nível de Inglês ou status imigratório no momento, eles realmente se importam COM VOCÊ. Dentre todas as lembranças, a que mais me emociona é de quando recebi um certificado de aluna do ano! Foi incrível.

Qual é o seu hobby e o que você faz no seu tempo livre

Fotografia é meu hobby e também meu trabalho. Sou fotografa de família aqui em Boston , www.photoalana.com, e produzo conteúdo no meu blog pessoal, www.seeufossealice.com, e Instagram, @seeufossealice, com dicas para cabelos ondulados, fotografia e empoderamento feminino.

Você pode nos falar sobre o que você quer fazer no futuro?

Quero fazer um curso de extensão em fotografia e mídias sociais na Harvard, meu sonho! Tenho planos de continuar estudando Comunicação social e fazer uma especialização na área em alguma universidade por aqui. Quero expandir meu negocio de fotografia e ter futuramente um estúdio/ escritório onde possa receber meus clientes e amigos. Por fim, quero compartilhar meu conhecimento através de workshops aqui e no Brasil, informou o Brazilian Times.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *