Bombeiros civis de Ilhéus participam do projeto Educar para não afogar

Bombeiros civis de Ilhéus participam do projeto Educar para não afogar 1

Foto: Clodoaldo Ribeiro

Um grupo formado por 30 bombeiros civis de Ilhéus participou na manhã do último domingo (10), do projeto “Educar para não afogar”, na Praia do Jardim Atlântico (Posto 3), zona sul da cidade. Gratuito, o curso envolve teoria e prática, e tem como finalidade evitar novos afogamentos, através de temas ligados a cadeia de sobrevivência do afogamento, suporte básico de vida, técnicas de salvamento e emergência aquática.

Carla Caroline Lima, de 16 anos é exemplo de força e determinação. Ela conta que quando ingressou na corporação, mal sabia nadar e quase morreu afogada no ano passado, na praia do São Domingos, zona norte da cidade.

“Não foi fácil. Precisei me esforçar muito para conseguir chegar até aqui, depois que passei por apuros no mar, mas, graças a Deus, deu tudo certo”, lembrou.

O advogado Breno Rebouças, de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, estava curtindo o dia na Praia dos Milionários. Antes de entrar no mar, ele aproveitou o curso para se informar sobre os perigos, mesmo sabendo nadar.

“No mar só vou com a água até o joelho sem me arriscar como muitos fazem. Conheço meus limites. Tenho isso como precaução”, disse.

O idealizador do projeto e diretor da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), Domingos Madureira, ressaltou que a iniciativa chega ao grupo na hora certa. “Foi de fundamental importância a aplicação do projeto para estes agentes. São técnicas simples, mas que ao mesmo tempo, não colocam a vida humana em risco”.

“Se a pessoa não tem o conhecimento, ela deva buscar áreas supervisionadas por salva-vidas ou bombeiros civis que trabalham nessas áreas, e buscar informações, uma vez que os casos de afogamento são maiores nesse período do ano. Outro fator decisivo é ter a consciência de agir através de uma simples ligação telefônica para o serviço de emergência de suporte básico de vidas”, finalizou Madureira.

O projeto está à disposição de outras localidades. Para isso, os interessados devem procurar a base do corpo de Salva Vidas, na Avenida Soares Lopes, centro da cidade, ou ligar para o número (73) 98872-9323. A Prefeitura de Ilhéus conta com 29 postos fixos com duplas de salva-vidas para o trabalho de fiscalização e orientação aos banhistas, distribuída entre a praia de Mamoan, no litoral norte, até Águas de Olivença, no litoral sul, informou a Secom Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *