Turismo da Bahia investe em qualificação profissional

Turismo da Bahia investe em qualificação profissional 1

Foi publicada, na edição desta sexta-feira, 3, do Diário Oficial do Estado da Bahia, a liberação de crédito suplementar no valor de R$ 2,4 milhões para a pasta do Turismo. Do total, pelo menos, 800 mil serão destinados para ações de capacitação de profissionais e empresários do setor. A ampliação dos índices de qualificação dos serviços integra o conjunto de preparativos para a alta estação. Isto porque, de acordo com a Secretaria do Turismo (Setur), as deficiências no atendimento ainda figuram como um dos pontos que abalam a imagem de boa receptividade do baiano.Pelos dados da Setur, desde o início do ano, 4 mil agentes do setor (profissionais e empresários) passaram por cursos oferecidos pelo governo estadual para o aperfeiçoamento de serviços prestados. A meta é chegar a 8 mil pessoas treinadas até o final do ano. O foco principal são as micro e pequenas empresas, além de trabalhadores autônomos.

Não é para menos: de acordo com estudo de mercado sobre o setor na Bahia, divulgado no ano passado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o atendimento personalizado especialmente para turistas estrangeiros e a oferta de produtos sofisticados estão como os dois fatores decisivos para o sucesso de novos empreendimentos no setor. “Ter profissionais bilíngues é fundamental para atrair mais clientes e focar no atendimento de qualidade é imprescindível”, aponta o levantamento do Sebrae-BA que ainda constatou que “pacotes exclusivos e serviços de luxo estão em falta no segmento de turismo baiano”.

A capacitação e a atualização tecnológica constante ganharam ainda mais peso no segmento, diante dos avanços advindos com internet e aplicativos. “O comportamento dos turistas é alterado, novos nichos surgem e a estrutura dos negócios é modificada. Os empresários precisam estar atentos às principais inovações tecnológicas a fim de adaptar os seus negócios”, alerta o estudo. São novos desafios para a qualidade da prestação de serviços que, antes mesmo das inovações tecnológicas, já eram considerados críticos em serviços básicos, como o atendimento no barzinho.

O secretário de Turismo, José Alves, explica que as ações de capacitação e qualificação de serviços envolvem além de segmentos tradicionais como bares, restaurantes e barracas de praia, alguns segmentos culturais. “Temos, por exemplo, comunidades quilombolas e terreiros de candomblé que ainda veem como invasão o interesse cultural de turistas por esses espaços, daí porque buscamos trabalhar essas questões, orientando sobre como melhor receber os visitantes, sem ferir os princípios das comunidades ”, diz.

Na manhã desta sexta, um grupo de empresários e agentes de turismo que atua na Chapada Diamantina já foi recebido em audiência pela Setur, em Salvador. Na pauta, entre outras questões, as ações de capacitação que serão desenvolvidas na região já com recursos da suplementação orçamentária, publicada no Diário Oficial.

A preocupação não se restringe apenas ao setor público: na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA), a Câmara Empresarial do Turismo também tem lidado com as queixas de empresas do setor sobre a falta de qualificação profissional. “A gente tem percebido essa demanda e buscando investir em cursos e eventos de capacitação, em parceria com o Senac [Serviço Nacional de Aprendizagem Comercia]”, informa o coordenador da Câmara, José Manoel Garrido.

Estrada do Chocolate

Dos R$ 2,4 milhões recém liberados para aplicação pela Secretaria Estadual do Turismo – de um total de R$ 145 milhões previstos no orçamento da pasta para 2018 -, outros R$ 800 mil serão destinados para recuperação de infraestrutura turística e R$ 700 mil para sinalização de pontos turísticos. Estão previstos investimento em sinalização, por exemplo, na Chapada Diamantina, mas também na região sul, sobretudo, no projeto da Estrada do Chocolate, entre os municípios de lIhéus e Uruçuca. Será feita a indicação de 14 fazendas abertas à visitação, boa parte incluída em ações de capacitação. Outros R$ 100 mil serão aplicados na modernização da infraestrutura física e tecnológica da Secretaria do Turismo, informou o Jornal A Tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *