Uma adolescente de 16 anos denuncia que foi agredida com dois tapas no rosto por um médico, durante um atendimento na Maternidade Ester Gomes, em Itabuna. O caso teria ocorrido na noite de quinta-feira (17), por volta das 22h30.

O boletim de ocorrência foi feito no complexo policial da cidade, ainda na noite de quinta-feira, e a denúncia foi formalizada na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) na manhã desta sexta-feira (18).

De acordo com a família, a jovem, que já está no 9º mês de gestação, foi à unidade médica sentido dores e com sangue na urina. No hospital, ela teria sido submetida a um procedimento chamado de toque gestacional, que avalia se a grávida está entrando em trabalho de parto.

No momento do procedimento, a família diz que a adolescente gritou de dor e acabou levando dois tapas no rosto do médico.

Uma equipe da TV Santa Cruz, afiliada da Rede Bahia, esteve no hospital e tentou localizar o médico alvo da denúncia na manhã desta sexta-feira. Entretanto, foi informada que o plantão do profissional tinha sido encerrado por volta das 7h. O G1 não conseguiu contato com o médico denunciado.

O diretor do hospital conta que soube da denúncia e que demitiu o médico.

“Eu fiquei sabendo. Fui providenciar ver a enfermeira da noite. Encontrei e perguntei. Ela disse que não estava presente, mas tem duas auxiliares que estavam no momento. Infelizmente é uma coisa esdruxula, ridícula que aconteceu. A maternidade não aceita esse tipo de coisa de nenhum médico e as providências já foram tomadas. Eu comuniquei com a direção, os provedores da maternidade, que pediram que fizessem uma demissão. Está sendo feita a demissão. Segunda-feira ele não trabalha mais na instituição e ele vai se defender”, afirmou Veldo Cordeiro. O caso será investigado pela Deam.

Clique aqui e assista a reportagem da TV Santa Cruz.

::Publicidade
Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *