ILHÉUS: Sete anos após desmoronamento, vítimas do acidente do Iate Clube ainda não foram indenizadas

Após 07 anos do desabamento de uma plataforma do Iate Clube de Ilhéus, ocorrido na madrugada do dia 12/02/2011, nenhuma das vítimas até o momento receberam o valor das indenizações.

Uma das vítimas cobra rapidez na execução do processo, já ganho na Justiça, através da 4ª Vara de Feitos de Rel de Cons. Cível e Comerciais – Itabuna.

Em 2015, a Justiça através da Comarca de Itabuna-BA, em razão de ter sido feita a intimação para pagamento do débito ajuizado nos autos do processo, movida por um das vítimas, em face de Ilhéus Iate Clube, ficou reduzida a termo de penhora um lote de terreno registrado no livro de Registro Geral, situado no bairro da Cidade Nova, à Rua Rotary s/n, que mede 675 metros quadrados e que limita com bens do Sindicato dos Estivadores e dos Trabalhadores em Estiva de Minérios de Ilhéus, bem como, com a antiga Avenida Contorno, registrado na Comarca de Ilhéus-BA. Fora, o único objeto identificado com o nome do Iate, que é uma parte do terreno do clube, pois grande parte é da marinha.

Entenda o caso

Uma noite que era pra ser perfeita com cerca de 400 pessoas presentes, virou uma noite trágica. No dia 11/02/2011, na hora da tão esperada valsa dos formandos do curso de Biologia da UESC, desaba uma parte o PIER do IATE CLUBE de Ilhéus. Segundo o Corpo de Bombeiros, caíram na época 21 pessoas, a maioria foi levada para o Hospital Regional de Ilhéus, e o caso mais grave foi de um bebê que tinha, na época, 08 meses de vida e que sofreu traumatismo craniano, e foi para Itabuna, onde ficou na UTI por 04 dias.

Foto: Roberto Rabat (In Memoriam)

 

As vítimas pedem Justiça!

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2018/05/ilheus-sete-anos-apos-desmoronamento-vitimas-do-acidente-do-iate-clube-ainda-nao-foram-indenizadas.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.