Ilhéus incluso na segunda etapa de cirurgias eletivas do Governo do Estado

O Governo da Bahia lançou a segunda etapa do Mutirão de Cirurgias Eletivas. A meta é realizar dez mil cirurgias até dezembro deste ano, na capital e no interior. O evento de lançamento ocorreu no auditório do Senai Cimatec, em Salvador, e contou com a participação do prefeito Mário Alexandre. “Trata-se de mais uma vitória de Ilhéus”, disse, destacando que, desta feita, também será atendida a demanda reprimida de crianças, com cirurgias pediátricas para pacientes de 4 a 13 anos. Nas crianças, serão executados procedimentos nas amígdalas, em casos de amigdalite com adenoide, e, ainda, hernioplastias (hérnia) e retossigmoidectomia (intestino).

Ao destacar a iniciativa do governo, o prefeito salientou o apoio recebido do governador Rui Costa; do secretário de Saúde, Fábio Vilas Boas; dos deputados estaduais Ângela Sousa e Ângelo Coronel, para que Ilhéus pudesse ser beneficiada. “Com parcerias sólidas e muita rapidez, estamos sanando problemas na saúde que foram acumulados durante anos para atendimento aos mais carentes”, disse.

Na primeira etapa de cirurgias eletivas – já realizada pela Secretaria Estadual da Saúde -, mais de 14 mil procedimentos cirúrgicos foram realizados. Muitos no novo Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus. “Graças a Deus, a Bahia hoje é referência para o Brasil em várias áreas. Esse projeto é exemplo também. Nossa equipe está sendo convidada por vários estados brasileiros que desejam replicar o modelo do mutirão. Isso é motivo de muito orgulho e felicidade. A Bahia é o estado que mais investe em saúde pública no país. Somos referência porque nós temos conseguido reunir paixões de peças importantes da gestão pública que, assim como eu, querem cuidar de gente”, afirmou Rui Costa.

De acordo com o superintendente de Atenção Integral à Saúde (Sais), da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Jassicon Queiróz, foram 18 mil atendimentos que se converteram em 14.295 cirurgias, na primeira etapa. “Gosto de falar que promovemos 14.295 esperanças na vida dessas pessoas, pois, muitas vezes, inserimos elas de volta ao convívio social e às atividades laborativas”.

Nova etapa – O Mutirão de Cirurgias beneficia a população que necessita de procedimentos que não são emergenciais e podem ser agendados. A nova etapa do projeto já começa nesta quarta-feira (25), em Dias D’Ávila, com a realização de consultas e exames pré-operatórios. Na sexta-feira (27), o hospital municipal começa a abrigar os procedimentos cirúrgicos do mutirão. Em Ilhéus, os procedimentos vão acontecer, mais uma vez, no Hospital Costa do Cacau, situado no Banco da Vitória.

“Identificamos, na Bahia, uma demanda de outras cirurgias que não ofertamos na primeira etapa do mutirão. Por isso, nesta segunda etapa, além das cirurgias de retirada de hérnia, vesícula e útero, por exemplo, ofertaremos também cirurgias de tireóide, com a realização da tireoidectomia, dentre outras”, detalhou o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Atendimento – O acesso de pacientes ao mutirão continuará através do Sistema de Gestão de Cirurgias Eletivas através da Lista Única. Os procedimentos serão disponibilizados para as pessoas que tenham o cadastro completo com indicação de cirurgias de hérnias inguinal, umbilical e epigástrica, vesícula (colecistectomia), histerectomia total para pacientes de 14 a 65 anos, além dos novos procedimentos que foram incluídos nessa nova etapa.

A Sesab mobilizará os municípios para atualizarem o cadastro dos pacientes que atendam aos critérios do mutirão. Após o cadastramento, a Secretaria informará os locais e datas de instalação das unidades móveis, que vão percorrer os municípios. Dentro dos veículos, a população passa por exames de raio-x, ultrassonografia e eletrocardiograma, seguido de consulta com o médico. Uma vez que tudo está correto com os pré-requisitos, o paciente passa pela cirurgia, conforme diz a Secom Municipal.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2018/04/ilheus-incluso-na-segunda-etapa-de-cirurgias-eletivas-do-governo-do-estado.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.